Uncategorized

Oposição triunfa em oito Estados

Do Uol

A oposição, composta por PSDB e DEM, vai administrar 52,3% do eleitorado brasileiro.

Derrotado na corrida à Presidência, o PSDB saiu das eleições como o campeão na disputa pelos Estados (oito vitórias) e terá, a partir de janeiro, quase metade do eleitorado brasileiro sob sua administração –64,2 milhões, que representam 47,5% do total.

A conquista tucana nos Estados torna-se um contrapeso à vitória de Dilma Rousseff (PT), que contará com apoio certo de 16 governadores – o PMN, vencedor no Amazonas, estava na chapa de José Serra (PSDB).

Os tucanos já haviam faturado a eleição no primeiro turno em quatro Estados: São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Tocantins, sendo os dois primeiros os maiores colégios eleitorais do país.

A esse cinturão no Centro-Sul do mapa somaram-se vitórias em mais quatro praças ontem: Alagoas, Pará, Goiás e Roraima.

O resultado está acima dos prognósticos mais otimistas feitos pelo comando do partido no início da campanha, cuja expectativa era faturar no máximo seis Estados.

Em números, é o melhor desempenho da sigla desde 1994 (52% dos eleitores), quando houve uma onda nos Estados alavancada pela eleição de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002). Em 2006, conseguiu 43%.

A oposição faturou no primeiro turno em Santa Catarina e no Rio Grande do Norte, com o DEM.

O PT teve crescimento discreto, de 13,5% para 15,7%, ganhando em quatro Estados (AC, BA, RS e SE) e no Distrito Federal. Além da reeleição na Bahia, a grande vitória petista foi no Rio Grande do Sul.

Maior partido do Brasil, o PMDB encolheu e comandará 15,3% do eleitorado, ante 22,8% há quatro anos. A legenda administrará cinco Estados (MA, MS, MT, RJ e RO).

Outro destaque destas eleições é o PSB, que termina com seis vitórias (PB, CE, PE, ES, PI e AP), totalizando 14,8% do eleitorado. A força dos “socialistas” está concentrada no Nordeste.

CONGRESSO
O triunfo da oposição na geopolítica do país é, entretanto, relativizado pela ampla maioria que Dilma terá no Congresso.

De largada, a petista conta com 311 dos 503 deputados. Mas, se tomado o arco de partidos que hoje apoiam o governo Lula, ela teria uma base de 402 parlamentares _a maior desde a redemocratização do Brasil.

Os principais alvos de negociação do futuro governo Dilma serão PP, PTB e PV, que optaram por não se coligarem formalmente à chapa dela ao Planalto.

No Senado, a petista também terá maioria confortável, que variaria hoje entre 52 e 60 das 81 cadeiras.

6 Comentários

  1. antonio carlos Reply

    Os tucanos são um povo incompreensível, venceram nos maiores colégios eleitorais do País. Assim mesmo perderam a eleição. Parece praga do FHC. Depois de mim nenhum tucano sobe mais a rampa do Planalto. Se o Serra tivesse ganhado em São Paulo, com boa margem e em MInas Gerais, hoje o choro era do outro lado. Até onde pestismo elegeu o governador, como no RS, o Serra ganhou. Assim mesmo não levou. Das duas, uma, ou FHC rogou mesmo praga no partido, ou eles só dispustam as eleições para presidente de birra. ACarlos

  2. SERRA conseguiu virar os 3% em 44% da oposição.

    PSDB SAIU VITORIOSA em 8 Estados e PT só 5

    MAIORIA DA POPULAÇÂO ESTÁ COM OPOSIÇÂO

    Lula fez a Presidente, e Serra fez a maairia dos ESTADOS E DA POPULAÇÂO

    Chora PTZADA….chora…

  3. A oposição vai contar com 55% do PIB do Brasil, isso não e pouca coisa não, portanto os estados precisam da Dilma, tanto quanto ela necessita dos estados da oposição, portanto e bom que ocorra um entendimento em benficio da população do Brasil, que necessita de muitas coisas como foram levantadas na campanha eleitoral!!!!!!!!

  4. fiscal de realeza Reply

    JOAZINHO

    QUEM É VITORIOSO É O PT E OS ALIADOS OU VOCE PENSA QUE O 16 GOVERNADORES OS 353 DEPUTADOS OS 58 SENADORES
    VÂO FICAR ÂO LADO DO ZÉ CHIRICO E A CAMBADA DO PSDB
    SE LIGA MANÉ

    A MAIORIA É DA COLIGAÇÂO DA DILMA

    CHORA TUCANADA INMUNDA

Comente