Uncategorized

Temer nega início de negociação de cargos
com Dilma

Do G1

Segundo ele, haverá documento firmando rodízio de PT-PMDB na Câmara. Após encontro com Temer, presidente eleita seguiu para encontro com Lula.

O vice-presidente da República eleito, Michel Temer (PMDB), disse nesta quarta-feira (3) que a composição de ministérios e estatais ainda não foi tratada com a presidente eleita Dilma Rousseff na reunião entre os dois durante esta manhã, em Brasília.

Após a reunião com Temer, a presidente eleita seguiu para um encontro com o presidente Lula no Palácio do Planalto. Dilma tem viagem programada para o fim da manhã, mas o destino não foi divulgado.

Questionado se o PMDB vai lutar para manter a mesma composição de ministérios e estatais, Temer desconversou. “Não vamos nem tocar nesse assunto agora. Toda vez que se toca nesse assunto se tem a impressão de que o PMDB quer status. Falo aqui mais como vice-presidente, portanto como membro do governo, do que como presidente do PMDB”, disse.

Sobre a negociação em torno da presidência da Câmara dos Deputados, Temer reforçou que já havia dito na noite anterior, após reunião com o presidente do PT e coordenador-geral da equipe de transição do governo, José Eduardo Dutra. “A única coisa que dissemos foi ainda ontem, eu e o Dutra, e é que iremos firmar um rodízio. Eu vou ouvir o PMDB, o Dutra vai ouvir o PT, mas [haverá] um documento em que se afirme que haverá um rodízio. Quem ocupará o primeiro ou o segundo biênio é coisa que vamos deixar lá para janeiro”, afirmou.

O vice eleito, que é também o presidente em exercício da Câmara dos Deputados, disse que a Câmara deve retomar a pauta ainda nesta quarta-feira. “Voltamos ainda hoje, a prioridade é para 12 ou 13 medidas provisórias que já estão trancando a pauta”, declarou.

Ele comentou as tarefas incumbidas a ele por Dilma Rousseff. “Ela já deu ontem a missão de estabelecer a coordenação dessa transição com os três eminentes companheiros [Dutra, Antonio Palocci e José Eduardo Cardozo]”. Segundo ele, durante a viagem de Dilma com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva na próxima semana, a presidente eleita pediu também que eles mantenham “o mais acentuado contato”.

Michel Temer chegou às 8h10 desta quarta na residência de Dilma em Brasília, para reunião sobre a coordenação da equipe de transição. Ao chegar, ele não falou com a imprensa.

Na noite anterior, em jantar realizado na residência de Temer, ele e José Eduardo Dutra começaram a traçar as estratégias para a transição de governo. Temer e Dutra estão na coordenação da equipe escolhida por Dilma na tarde de terça-feira (2). Além dos dois, também têm papel de coordenadores os deputados federais Antonio Palocci (PT-SP) e José Eduardo Cardozo (PT-SP).

Segundo reportagem publicada nesta terça pelo jornal “O Estado de S. Paulo”, integrantes do PMDB teriam ficado insatisfeitos com a atitude de Dilma Rousseff. No dia anterior, a presidente eleita chamou somente petistas para tomar as primeiras providências no processo de transição de governo.

4 Comentários

  1. CAÇADOR DE PETISTAS Responder

    Não adianta negar.
    O que mais sabe fazer o PMDB é “negociar” assim como negociaram com o DITADOR POPULISTA Lula da Silva a cândidatura da desqualificada Dilma. Não apensaram no Brasil mas sim nos seus próprios propósitos.
    O Nordeste elegeu esta “coisa”, e deveria de lvar juntamente com o PMDB este fardo pois a irresponsabilidade de tamanha vergonha não é dos Paranaenses.

    Aqui o PT, não se cria.

  2. Este sr. Temer já sentiu como agem os trairas do PT,e, está certa a sra. guerrilheira,primeiro o dela,pois, como foi divulgado dias atrás ,após as eleições,o sr.Temer e seu partido de aluguel pouco ajudou na sua eleição.
    Então , os srs. Duce e Pansuti que vão brilhar em outras paragens,porque ,deste mato não sai cachorro,imaginem ministério,duvido,aqui a sra.guerrilheira também perdeu as eleições,enfiem a viola no saco,pois, a maioria dos ministros vem do Norte e Nordeste,regiões que a garantiram em sua eleição….adios encostados,vão trabalhar….não sei se conseguem segurar a Itaipu….

  3. Com coisa que se o Serra ganhasse não iria haver divisão de cargo, gente isto é democrático e salutar, as responsabilidades e os deveres são mesmos para serem divididos, o que precisa depois disto é fiscalizar e exigir o rendimento de cada um.

Comente