Uncategorized

CPMF divide bancada do Paraná no Senado

Alvaro é contra, Gleisi diz que assunto não está na pauta e Requião é a favor

Por Roger Pereira do Paraná-Online

A derrubada da CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira) pelo Senado Federal, em 2007, foi considerada a maior vitória da oposição ao governo Lula nos primeiros oito anos de PT na Presidência da República. Agora, após eleger ampla maioria nas duas casas do Congresso Nacional, algumas lideranças do governo já começaram a avaliar a possibilidade de voltar a propor um novo imposto com a arrecadação destinada à saúde. O senador paranaense Alvaro Dias, vice-líder do PSDB no Senado, que classificou a ideia como “estelionato eleitoral”, disse que aposta nas dissidências e no apelo popular para, novamente, barrar a proposta.

“É o prêmio que o governo dá ao povo por ter votado neles. É um absurdo. Nem tomaram posse e já estão querendo castigar a população, numa estratégia maquiavélica de fazer de uma vez as coisas ruins, para, no final do mandato, em ano eleitoral, dar um pacote de bondades.

É estelionato eleitoral, pois prometeram justamente o contrário na campanha”, disse o senador, que lembrou que, depois que a CPMF foi extinta, a arrecadação do País aumentou “duas CPMFs ao ano, mas o dinheiro não foi para saúde” e disse que a regulamentação da Emenda Constitucional 29, que determina o percentual do orçamento que cada ente da federação deve destinar à saúde resolve o problema financeiro da saúde. “Só não resolve a questão da competência, da organização, do planejamento e, principalmente, da honestidade”.

Sobre a desvantagem no número de parlamentares, o senador reconheceu que será difícil barrar qualquer iniciativa do governo, “pois eles têm maioria até para mudar a Constituição”, mas aposta em deserções e no apelo popular. “Numericamente somos impotentes, mas será inevitável o crescimento do número de insatisfeitos com o governo, por não haver espaço para todos os aliados e pelas dificuldades administrativas que o governo enfrentará. E também apostamos no apelo popular que, embora em questões éticas não se mobilize muito, quando mexem no bolso, é mais ativo. Tanto que já estão organizando uma manifestação para o dia 20”, disse. Alvaro, no entanto, não está tão certo de que o governo apresentará a proposta em 2011. “Acho que foi um balão de ensaio que eles lançaram para saber como seria a reação. Como a repercussão não foi a que eles esperavam, sinto, agora, um recuo, não sei se estratégico ou definitivo”, comentou.

Senadora eleita pelo partido da presidente Dilma, Gleisi Hoffmann (PT) negou que a CPMF esteja sendo discutida no momento. “Ninguém nos chamou para conversar sobre isso. Fiquei sabendo dessa polêmica pelos jornais. Tivemos reunião da bancada eleita na última semana e não discutimos isso. Temos novo encontro semana que vem para discutir lideranças e composições, e a CPMF não está na pauta. Ela não existe na nossa realidade”, disse. A senadora eleita, que disse ter lamentado a derrubada da CPMF no governo Lula, disse ser contrária a, nesse momento, se apresentar um novo imposto (CSS, como seria chamado). “Nós perdemos a CPMF no Congresso Nacional. Então, não há lógica reapresentar. A não ser que venha no bojo de uma reforma tributária. Aí teremos que fazer uma grande discussão para, na reforma, colocarmos um imposto com essas características, que, além ser um tributo para a saúde, é um imposto fiscalizador das movimentações bancárias, que acho importante o Brasil ter. Mas só se justifica dentro dessa reforma tributária”, comentou.

O senador eleito Roberto Requião (PMDB) defendeu a CPMF exclusiva para saúde. Para o ex-governador, a CPMF é um imposto justo, pois é cobrado dos mais ricos e é insonegável. “Precisamos baixar os impostos que gravam a vida dos mais pobres. A CPMF para saúde pega os mais ricos, não é regressiva e ninguém escapa”, escreveu no twitter.

16 Comentários

  1. Vigilante do Portão Responder

    Pois é, quando se trata de edefender o interesse dos eleitores, Da. Gleisi, prefere ficar sobre o muro.

    Requião, pilantra, como sempre, diz que é favorável, desde que…..

    A cobrança começa logo, o “desde que….”, podem eperar sentados.

  2. A POSIÇÃO DO REQUIÃO SÓ FOI MANIFESTADA APÓS A ELEIÇÃO!. QUAL TERIA SIDO O MOTIVO? DR GARDENAL, UM NO CRAVO , OUTRA NA FERRADURA.NÃO MOSTRA, OU MELHOR MOSTRA DE FORMA INEQUIÍVOCA QUEM É VOCE. UM COVARDE, MENTIROSO. LOBO VESTIDO DE CORDEIRO, OU CORDEIRO VESTIDO DE LOBO. EM ACORDO COM O VENTO POLÍTICO, E SEMPRE PRIORIZANDO SUA TURMA, SEUS IRMÃOS APADRINHADOS: PORTO DE PARANAGUA, SECRETARIA DE EDUCAÇÃO E OUTRAS COISAS QUE VC APRONTOU. APROVEITA BEM, SEU REINADO, ACABOU. MAS NÃO SEJA UM COVARDE. TENHO PENA DAQUELESQUE VOCE CONSEGUIU ENGANAR. EU COM MUITO ORGULHO, VOTEI FRUET E RICARDO BARROS. MAS NÃO SE ENGANEM. TEM MUITOS PARANAENSES COMO EU, DE OLHO, E O QUE VOCES MERECEM NÃO TARDARÁ. E COMO ÚLTIMA SUGESTÃO. VAI LOGO PRO PT, LÁ É O LUGAR DE OMISSO, MENTIROSO, OPORTUNISTA, COVARDE COMO O SENHOR SE MOSTROU.

  3. Tomara que o Requião seja cassado ja que é a fovor da CPMF, não pensa no povo s[´ quer garantir o dele.

  4. O ex-desgovernador sabe do que está falando, dinheiro vindo da corrupção não se deposita no banco, se guarda em casa. E de preferência em moeda estrangeira. Bem feito para os milhões de otários que elegeram esta dupla de senadores, que no afã de agradar a companheira presidenta, já vão aprovar o maldito imposto. Pena que todos nós vamos micar com o maldito imposto, que agora não vai mais ser provisório, vai ser definitivo.ACarlos

  5. parabéns REQUIÃO…eu sou eleitor do Senhor, e não me importo em pagar 15 ou 20 reais mensais em CPMF, ou outro imposto parecido. Lembremos que este imposto é o mais democrático de todos, pois atinge desde o traficante do morro ..até o mega empresário. A teoria que com a retirada da CPMF, baixaria os preços das mercadorias é balela,pois no Brasil o mercado é voraz.Outra coisa a queda da CPMF, foi uma tentativa de enfraquecer o governo LULA e levar a derrota dej Dilma.Portanto é um imposto necessario.
    Agora…precisamos criar mecanismos de controle e fiscalização da aplicação desses recursos.
    um abraço.

  6. A CPMF SO E” RUIM PRA QUEM TEM MUITO DINHEIRO , TEM QUE APROVAR E DIMINUIR DAS FOLHAS DE PAGAMENTO

  7. Vigilante do Portão Responder

    Falou bem, Antonio Carlos.

    Aqueles Dollares do Mano DUDU, escapariam da CPMF.
    Do mesmo modo, aquela grana (herança da Da. Maristela) com a qual foi comprado o Apartamento de Paris, também não seria atingido.

  8. Pedro Malazartes Responder

    Merão tá doido. O narcotráfico, o sonegador não trabalha com talão de cheques. Só vai doer no da gente mesmo, ô abobado. Vai ver se tá chovendo, vai…

  9. CPMF = Cobrança dos Pobres,Mendigos e Famintos.
    Em resumo é isso,os grandes sonegadores usam artimanhas diversas. Jamais irão ser pegos em contribuição alguma.

  10. será que os tapas na cara que o João Feio lhe pregou, pagaria CPMF? se pagasse eu poria na minha conta pois foram bem merecidos.

  11. Com ou sem CPMF ou CSS, como queiram, jamais teremos de esperar dos políticos entendimentos que nos conduzam ‘a uma vida cidadã. Digna do que pagamos com impostos. Este, que por sua fez paga as mordomias: do poder e da vida pessoal. Já estamos maduros suficiente para trabalharmos em prol de uma nação que “bem ou mal”, vem passando por cima da “classe’ política já de algum tempo e chegando a patamares antes, utópicos. A cada eleição estamos ceifando do congresso, senado e do planalto os que entendemos não serem comprometido com ‘a AÇÃO SOCIAL. Sempre tem alguém sabendo dos seus feitos dentro e fora do poder. Os menos conscientes, sentem a falta na barriga, na moradia, no emprego… Por mais que os senhores trabalhem para se manterem, os menos conscientes são conscientizados a não votarem em quem eles pensam serem o que são. E para os senhores refletirem o que fizeram ou não, elegemos um representante ‘a altura do que entendemos por quem somos representado – “um palhaço analfabeto”. A que ponto chegamos ou melhor, os senhores. Temos uma nação, uma pátria a desenvolvê-la ‘a altura dos nossos esforços e se os senhores continuarem a agirem como nos vemos, os resultados serão mais palhaços analfabetos sendo eleitos.
    Não sei se os senhores são dignos de minhas desculpas pelo desabafo e por que não – indignação.

  12. o PT tá doidim para aumentar os impostos e ter mais dinheiro para as PTquadas de sempre.
    Só irá doer na classe média e pobre, porque custo se repassa ao produto final. Já tivemos esse imposto antes e a saúde só piorou – o dinheiro é desviado e continuará sendo desviado, só que agora será mais dinheiro para elles e menos dinheiro para nós.
    E nossos senadores, ao invés de defender o povo que trabalha, defendem o achaque do governo.

  13. CLARO QUE ESTE BOSSAL E A FAVOR DO IMPOSTO E SERA A FAVOR DE TUDO O QUE FOR CONTRA O POVO COMO ELE FEZ NA OUTRA LEGISLATURA ELE NÃO PASSA DE UM DEBIL MENTAL COMO SEUS ELEITORES QUE O COLOCARAM LA.

Comente