Uncategorized

Preferencialmente

Do Bem Paraná

Uma emenda do deputado Tadeu Veneri (PT) adiou a votação do projeto do governo Pessuti que abre brecha para altera as regras para que a Copel participe de empreendimentos novos ou já existentes em consórcio com grupos privados na disputa de concessões e outras operações.

Pelo texto do governo, a participação da estatal nesses negócios passa a ser “preferencialmente majoritária”, o que na prática abre a brecha para que ela entre faça sociedades com grupos privados como acionista minoritária, contrariando a orientação adotada no governo Requião.

A emenda de Veneri retira a expressão “preferencialmente”, mantendo a regra atual. Por conta dela, a proposta deve voltar à pauta da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia, antes de retornar ao plenário.

O petista questiona a quem interessa abrir essa brecha na legislação. E também a falta de informação sobre autorizações dadas pelo governo do Estado para a construção de 250 Pequenas Centrais Hidrelétricas para grupos privados. Diz que ninguém sabe quais são esses grupos e áreas concedidas, e que a mudança na legislação, na prática, autorizaria a Copel a financiar as obras desses grupos, sem que se saiba se isso é de interesse do Estado.

Comente