Uncategorized

Secretária da Educação pede demissão

A secretária da Educação, Yvelise Arco-Verde, pediu demissão hoje. É a primeira a deixar a claudicante nau do governo Pessuti, que insiste em continuar gastando o pouco dinheiro que ainda resta nos cofres públicos (além de licitações de R$ 198 milhões para a compra de equipamentos de informática, o governador liberou R$ 6,5 milhões em duas semanas para seu berço político, Ivaiporã).

Veja no Leia Mais a carta de demissão de Yvelise.

A saída seria inevitável. Só foi um pouco antecipada.

Por razões de ordem pessoal, pedi, hoje, ao Governador do Estado, meu desligamento do cargo de Secretária de Estado da Educação. Saio com a consciência tranquila de um longo e profícuo trabalho cumprido. Orgulho-me de ter o Estado do Paraná como referência nacional na área da Educação. Isso não aconteceu por acaso. Foram muitas mãos, muitas inteligências e muita crença que fizeram a grande revolução da nossa escola pública.

A Educação é a área mais relevante do exercício da cidadania. Não é só compromisso político e social. É um objetivo precípuo e intrínseco de qualquer governo. A Educação Básica, por sua vez, é o lócus dessa luta, especialmente onde a história aponta um descaso de investimentos na formação e escolaridade da população. Foi essa crença que nos desafiou.

O significado simbólico desse desafio traz a memória das lutas políticas que marcaram a defesa da Educação de qualidade, foco legítimo e presente entre todos os educadores até os dias de hoje e, certamente, ao longo de um futuro que se aproxima sempre.

É, portanto, uma área pela qual é fácil se apaixonar.
Essa paixão é grandemente intensificada quando estamos juntos na luta e, coletivamente, conhecemos de perto e nos contaminamos por sua mística, quando somos sensibilizados pela impressionante devoção que anima os profissionais da educação que nela trabalham.

Assim eu cheguei e assim eu saio, pois aprendi com Guimarães Rosa:

“O correr da vida embrulha tudo.
A vida é assim: esquenta e esfria,
aperta e daí afrouxa,
sossega e depois desinquieta.
O que ela quer da gente é coragem”.

Obrigada a cada um de vocês que me permitiram fazer parte dessa história da Educação Paranaense. Com o mesmo carinho de sempre, despeço-me com um até breve, em outros espaços educacionais.

Curitiba, 19 de novembro de 2010.

Profa. Yvelise Freitas de Souza Arco-Verde

43 Comentários

  1. Luiz - servidor da educação Responder

    Não sentiremos sua falta. Melhor seria se tivesse saído em abril, não atrapalhando diversos projetos da educação. Agora é fácil sair e depois dizer que “não participou do governo Pessuti”. Todos sabemos que sempre foi uma fiel companheira do ex secretário.
    É com imenso desconforto que vejo seu abandono. Não teve coragem de seguir até 31/12. E isto quem perde são os “laranjas” da educação.
    Sabemos que sempre quem mandou na educação foi o ex secretário por meio de V.S. e do Sr Ricardo Bezerra. E isto mudou de abril para cá.
    O abandono talvez seja por medo do MP a partir do ano que vem. Mas pode ter certeza: é avaliando antes de abril que o MP terá trabalho.

    Quem mais sairá? Pois ainda tem aspones na SEED a serviço do ex.
    Bye Bye!!

  2. Fabio - Campo Mourão Responder

    Olha, essa è a famosa Arco Verde, amiga do Tass, Rafinha e Cortes do CQC…Serà que jà foram distrubuidos, todos os busão escolar? Ah, acho que sim, nè? Fim de ano, jà acabou todas as festividades nas cidades pelo Estado…

  3. poderia explicar medo de que ela esta nestes momentos finais de um governo fanfarrão.

  4. Prof. Teodoro Bonin Responder

    A Professora Yvelise tomou uma decisão de quem não se deixa trair pela politicagem, ela não aceitou os desmando do governador Pessuti, que gasta o dinheiro publico absurdamente, e que da mesma forma esta a dever 3 meses de salarios ao professores contratados no Estado e não quer pagar essa divida, deixando a responsabilidade e divida com o futuro governo Beto Richa. Um verdadeiro absurdo! Gasta em besteira e em coisas não prioritarias, como por exemplo a Educação, a Saude e a Segurança.

    Não poderia esperar outra atitude da Secretaria da Educação Professora Yvelise, que sempre foi uma profissional extraordinaria, profunda conhecedora da Educação Publica, e que vai retornar a UFPR onde tem sua base e raizes de mais de 30 anos de lutas e de valorização da Educação de nosso Parana e do nosso Brasil.

    Parabens Yvelise Arco Verde, por sua conduta de correção, honestidade e de sempre defender suas lutas e ideais, não se curvando a pequinez politica imediatista, e sempre defendendo as causas da Educação a cima de tudo e de todos.

  5. uhhhuuullll.. a primeira de muitas que irão…graças a Deus!!!!!
    Novos tempos para o meu Paraná!!!!
    Como educadora, é com grande satisfação que recebo esta notícia!!!!!

  6. saiu não foi forçada a pedir seu desligamento. São muitos escandalos seguidos, uma sequencia de incompetências e barbaries cometidas por uma secretária sem qualquer responsabilidade. Onde está o dinheiro que autorizou que fosse desviado pela Central de Viagens??? Onde está o dinheiro para pagar professores?? o dinheiro para pagar as bolsa_auxílio dos professores e funcionários cursistas, o dinheiro para pagar a bolsa_auxilio do curso Itinerante????Cancelado por falta de verba???? As viagens pagas para seu marido no período da campanha eleitoral??? Poderia escrever 10 laudas….. Só saíndo mesmo…….

  7. Esta mais que na cara que o Pessuti pediu para ela sair… dele gastos nestes próximos dias…

  8. E agora campana? Cade o cara que disse que iria ampliar e fortalecer o PDE? Espero que você saiba o que é. As últimas notícias estão levando a um vento contrário. Só falta o Lerner ser o secretário do Beto. Que time você defende.

  9. O Governador Pessuti tanto fez que conseguiu o que queria: que a Secretária Yvelise pedisse a demissão e ainda por cima, saísse como a incompetente da história.Ele bloqueou todos os recursos para pagamento de professores substitutos, merenda e avanços e ainda se negou a assinar nova dobra de padrão, concurso de remoção e seleção do PDE. Com certeza agora com a entrada do novo Secretário, o Sr. Altevir, que é o braço direito dele e que ele já o queria como Seretário desde abril, o Sr. Governador vai liberar todos os recursos e o Sr. Altevir vai sair de bonzinho na história.
    A Profª Yvelise não merecia sair dessa forma, depois de tudo que fez pela Educação, tendo colocado o Paraná como destaque Nacional. Não foi a toa que o Ministro da Educação, quando soube da sua demissão, ligou p ela e disse q a considera uma das 5 pessoas mais importantes na Educação do Brasil.
    A Profª Yvelise, não é política e nem conivente com coisas erradas, é uma educadora que se importa realmente com a educação pública, por isso não serviu p o Sr. Governador.

  10. Marcelo Donato , Professor Responder

    Meu deus saiu e não deixou recursos para contratação de professore pps substitutos, recursos para compremento de merenda escolar, sem pagar os avanços e criou apartir do dia 30 de novembro utilização de nota fiscal eletrônica para recurssos repassados através do fundo rotativo , conclusão escolas de pequenos municípios vão devolver os recursos para estado, há talves recupere caixa para pagar o decimo terceiro, quano aos alunos que fiquem sem aulas por uns trinta dias, qual sera o indice de reprovação? Este governo esta acabando em frangalhos já começou as eutanásias,se sobrar algum o ultimo que apague a luz.

  11. Deveria mudar seu sobrenonome para arco-red ou arco-preto agora. Pois seu melhor que destacou à frente da SEED foi fazer o aparelhamento político para sua turma (PMDB, PT, PDT). Vá em paz e curta bem a grana dos desvios, se é que sobrou alguma coisa para vacê.

  12. Quando o navio está afundando, os ratos são os primeiros a buscar as ondas.
    O meu maior receio talvez seja o de pedir desculpas ao futuro governador.
    Que barco furado, hein, seu Beto Richa?!

  13. Nomeia o Altevir, Nomeia o Altevir !! O insano incompetente, restos de Maurício para fechar a porta e sair de fininho…Essa turma vai ter muito o que explicar…

  14. Pediu para sair ou sairam com ela? Depois de tantos desvios de verbas da Educação a Shª Yvelise não consegue se explicar para a equipe de transição de Beto Richa onde aplicou a maior fatia de dinheiro do Governo Estadual. Nós professores queremos saber.

  15. lisandro vieira Responder

    Mamou quase oito anos e agora sai um mês antes de acabar o mandato e vc campana diz que é em função dos gastos no final deste governo.

    Arrume outra desculpa senhor neocapitalista.

  16. Essa secretaria ja vai tarde.Essa estoria de ensino de qualidade, basico etc e tal e pura falacia.Eles gostam mesmo e de gastar e desviar dinheiro publico, com escolas que nunca são construidas, com repasse aos municipios que sao aditados inumeras vezes, inclusive convenios vencidos e prescritos e dez vinte anos…merenda escolar superfaturada e vendida por parentes de funcionarios licitadores, desvio de finalidade pelos prefeitos de verbas repassadas, etc., etc., etc.
    PORTANTO ESSA UMA ~ESCREVE BONITO, E É SÓ.

    JA VAI TARDE!

    ABRA UMA ESCOLA PARTICULAR E BOA SORTE

  17. Professora Maria Responder

    Que texto de despedida bonito. Pena que está mergulhado num mar de hipocresias. Esta senhora com sua prepotencia e arrogancia afundou a educação publica estadual do Paraná. (veja os ultimos acontecimentos de falta de professores) Sem nenhum conhecimento de administração publica a nossa secretaria foi transformada por ela em um clube de amigas que só faziam reuniões para fofocas, maledicencias e perseguições. Algum mérito deve ser dado ao antecessor dela, o professor Mauricio Requiao que foi o mentor e executor das boas politicas publicas educacionais que elevaram o patamar de aprovação da educação do Paraná. Mas ele e o Requiao também nos deram esse presentinho “cavalo yvelise de troia”.

  18. Sra.Secretária não basta ,agora, pedir demissão,a sra. tem o dever de divulgar o que encontrou na SEED e o que o Pansuti lhe pediu para fazer para a sra.pedir demissão.
    Belo gesto ,pena que tardio demais….

  19. A Professora Yvelise defendeu os interesses dos Professores Substitutos, que estão a 3 meses sem receber os seus salarios, e ao ser enrolada pelo fanfarão do “Orlando Pessuti”, não lhe restou outra alternativa que não fosse a de pedir demissão.
    Parabens Professora Yvelise por sua postura de etica, coerência e dedicação as causas da Educação.

  20. tchau!! ainda falta a outra do time requião, a da administração. Pessutão aprendeu? Você não quis tirar, ela fez o que queria e saiu na hora que bem entendeu. E a administração também vai ou a turma do requião ainda vai te aprontar mais? É , melhor esperar, vai que ela apronte um pouco mais ate o final do ano. Ela que não esqueça de levar as centenárias gubert (todas). É muito engraçado, elas acreditam que o estado e o Beto vão precisar delas………………………….

  21. Concessão de 7 mil licenças-prêmio e contratação de 3 mil temporários causaram a queda da ex-secretária

    Altevir Rocha assume SEED.
    O governador Orlando Pessuti (PMDB) nomeou nesta sexta-feira (19) o diretor-geral da Secretaria de Estado da Educação (SEED), Altevir Rocha, como novo titular da pasta. Ele substitui Yvelise Arco-Verde.

    Foi apurado que a demissão de Yvelise tem a ver com a contratação de 3 mil professores pelo Processo Seletivo Simplificado (PSS). Também pesou o fato de a ex-secretária conceder 7 mil licenças-prêmio na reta final do governo, o que gerou despesa adicional de R$ 15 milhões.

    De acordo com uma fonte, um protesto de professores organizado na semana passada pela APP-Sindicato contra atrasos nos pagamentos dos salários dos temporários teria sido a gota d’água para o desentendimento havido entre a ex-secretária e o governador.

  22. Professora Maria Responder

    Tem mais… Aqui na Seed só se fala nas viagens internacionais da turma da Yvelise: Washington, Paris, Frankfurt, Zurich, Tóquio e mundo a fora. É inacreditável mais está nos relatórios da SEAP… toda essa farra com o dinheiro publico.

    Licenças Irregulares… falta de dinheiro? Todas foram concedidas pelo diretor geral ALTEVIR ROCHA, muitas pra campanha do Osmar Dias. Hipocritas, Pessuti, Yvelise, Altevir, Requiao… Todas hipocritas. E não adianta correr pois a justiça mais hora menos hora vai chegar e agora não adianta chorar!

  23. Professora Maria Responder

    Professora Juliana,

    Que mentira essa história de ligação do MEC heim!?
    Tá claro que vc é uma dessas coleguinhas comissionadas do gabinete… Foi vc que mandou comprar a espada japonesa?
    Prá nossa satisfação o tempo de trevas que vocês criaram aqui na Seed está acabando. Porque vcs também não tem honra e entregam seus pedidos de exoneração? Mas como nunca tiveram dignidade, não vai ser agora…

  24. Quem sai de cabeça erguida e com o sentimento de dever cumprido foi a Professora Yvelise, pois não se curvou aos pedidos “vergonhosos” de Pessuti, de desviar recursos da Educação para outras finalidades demagogicas!
    A Yvelise mais uma vêz mostra sua grandeza de profissional da Educação, que não se curva aos interesses “politiqueiros” de politico de “quermecia de paroquia do interior”.
    Esse Altevir Rocha e um desqualificado e corrupto, grande puxa saco da quadrilha do Pessuti!!!!!

  25. eu soube que o Governador vinha engolindo a secretária com farinha por causa das tais contratações. Ela tinha autorização assinada pelo governador dela o Requião.Bem, e a SEAP não sabia? Não é a SEAP que implanta salários e que faz cálculos para a folha de pagamento?Não avisou? Ora, já sei! Requião mandou está mandado. azar, pessuti que se vire, deve ter pensado a outra secretaria!

  26. Cade o concurso de remoção? Desde outubro e nada de vc assinar? Então não teve coragem de assinar? Coragem para viajar vc tem né…
    brincadeira

  27. Bom, isso era uma questão de tempo depois da crise dos cartões coorporativos que a SEED estava envolvida, aquela em que funcionários de alto escalão detiveram em seu poder 74 cartões que deveriam ser utlizados para o pagamento das diárias de cursos somando um montante de 3 milhões de reais desde do final da atuação de Maurício até a atuação de Arco-Verde. A saída foi oportuna, uma vez que Ministério Público não descartou ainda a participação dela na utilização de cartões para o pagamento de Babá e conserto de veículo próprio. A estratégia é chamar o menos a atenção possível depois desta. Pergunto. Será que teremos esse dinheiro de volta? Será que alguns dos envolvidos irão devolver esse dinheiro ou serão presos? Quanto aos funcionários exonerados eram todos de cargos de confiança tendo 4 efetivos afastados. Em depoimentos, os larajas afirmaram que quem ficava com os cartões era a chefia. Eu logo fiquei com suspeitas com 17 toneladas de documentos da SEED desapareceram do dia para noite quando solicitadas pelo MP. Isso é um caminhão de papel…rs Depois encontraram a contrapartida de tudo o que acabou incriminando muita gente. Bom, professora acho que para a senhora não foi um bom negócio, por que querendo ou não sua imagem foi manchada. Apesar de todo o trabalho foi a imagem do roubo que ficou, ifelizmente. Felizmente o povo brasileiro não tolera mais esse tipo de coisa seja por irresponsabilidade, pelo desconhecimento ou pela mais pura ciência dos fatos.

  28. ENQUANTO OS CORONÉIS DA ALTA CÚPULA DA EDUCAÇÃO BRICAM DE TABULEIRO COM SUAS TEORIAS FALACIOSAS SOBRE COMO DESVIAR O DINHEIRO DA EDUCAÇÃO, OS PROFESSORES SOFREM O EFEITO DE SEREM UTILIZADOS COMO PEÇAS DE MANOBRA DESTE JOGO SÓRDIDO…. ATÉ QUANDO?

    A SAÍDA DESTA SECRETÁRIA É A PROVA CABAL DA POSSÍVEL EXISTÊNCIA DE DEUS…QUAL SERÁ O PRÓXIMO A PILANTRAR COM A EDUCAÇÃO??????

  29. Olá gostaria de deixar aqui o meu comentário e mostrar toda minha indignação com a dobra de padrão para professores do Paraná; Bom dobrar o padrão tudo bem, parabéns para quem conseguiu, agora o que não concordo é como um exemplo um professor que apenas um padrão de 20 horas, ganhar mais 20 horas sem concurso ficando com um padrão de 40 horas e ainda por cima quererem escolher as 40 horas na frente de quem não dobrou e que esta ali por méritos por ter conseguido suas 20 horas através de concurso ai já é demais. E o que mais revolta é que a APP que se diz defensora dos profissionais da educação está apenas vendo o lado do pessoal que dobrou padrão. Concordo que essas pessoas que dobraram tem muito tempo de estado, mas nem por isso o governo tem que dar 20 horas de graça para eles como forma de gratidão pelos serviços prestados, vamos levar esta discussão para a sociedade e vamos ver se a mesma concorda que um professor ganhe 20 horas sem concurso e ainda tenham o direito de escolher na frente de quem não dobrou. Parabéns para a SEED que estipulou a classificação correta, esse pessoal que ganhou com a dobra não aceitam ir p final da fila então que devolvam as 20 horas e retomem suas posições dentro da classificação. Tomara que a SEED aguente a pressão da APP e não volte atrás em relação a classificação de quem dobrou padrão, eles querem tudo e nós nada. Acorde APP existem mais profissionais da educação além dos 5.000 que dobraram.

Comente