Uncategorized

Comando Vermelho encomendou fuzis
dentro de Catanduvas

A advogada Beatriz da Silva Costa de Souza recebeu em março passado, dentro da penitenciária federal de Catanduvas (487 km de Curitiba), ordem do CV (Comando Vermelho) para comprar 13 fuzis no Paraguai, segundo o setor de inteligência do presídio.

A penitenciária de Catanduvas tem autorização judicial para gravar imagens e as conversas entre presos e seus advogados.

O “relatório de áudio vigilância” aponta que no dia 30 de março um líder do CV, então preso em Catanduvas, pediu para Beatriz comprar “13 perfumes, devagar, não precisando ser todos de uma vez”.

Por conta disso, a direção da penitenciária chegou a proibir visitas dela a presos, mas revogou a medida, no fim de outubro, por exigência do interno para qual advogava e com quem tratou da compra de armas, o traficante Marco Antonio Firmino, o My Thor.


A diretoria do Sistema Penitenciário Federal afirma que não havia como impedir o preso ter acesso ao advogado, pois é um direito constitucional, e por isso Beatriz acabou autorizada a voltar à penitenciária. “A suspensão foi mantida até chegar a uma situação em que o advogado tem a prerrogativa. Não poderíamos segurar ad eternum. Ela [a advogada] não tinha condenação”, disse a diretoria.

Conforme a Justiça do Rio, a advogada trouxe de Catanduvas as ordens para os ataques no Rio iniciados no dia 20. Foi uma determinação dos traficantes Márcio dos Santos Nepomuceno, o Marcinho VP, e Elias Pereira da Silva, o Elias Maluco, também à frente do CV e então presos em Catanduvas.

“Existem indícios de que Beatriz mantinha relacionamento amoroso com Marcinho”, afirmou a Justiça do Rio ao decretar a prisão da advogada na sexta-feira passada. A Folha não conseguiu localizar advogados de Beatriz.

Os ataques no Rio levaram a um debate sobre o acesso de advogados aos presos que, mesmo nos presídios, se mantiveram líderes do crime organizado.

Três advogados de traficantes foram presos no Rio na sexta-feira acusados de transmitir ordens de internos da penitenciária federal de Catanduvas (PR) para ações criminosas.

Na penitenciária, conversas entre advogados e presos são gravadas e filmadas.

“A OAB já adotou medidas no CNJ [Conselho Nacional de Justiça] contra a medida [filmagens das entrevistas] em Catanduvas. Aguardamos o julgamento”, afirma o presidente da OAB-RJ, Wadih Damous.

“A lei assegura ao preso entrevista com seu advogado de forma reservada. O Supremo Tribunal Federal já disse que isso é fundamental; diz respeito a privacidade e liberdade individual dos cidadãos”, acrescentou.

Delegado da Polícia Federal e diretor do Sistema Penitenciário Federal, Sandro Torres Avelar, defende mudança na legislação para que conversas com advogados e familiares sejam gravadas sempre.

“O que se busca nos presídios não é produzir provas contra os presos, mas a segurança do sistema. Quando fazemos um monitoramento, estamos procurando evitar fugas, rebeliões e que continuem comandando o crime organizado, apesar de estarem dentro dos presídios”, afirmou o diretor.

O juiz federal Nilvado Brunoni, de Curitiba, avalia que é preciso amadurecer a discussão. “Podemos chegar à conclusão que um presídio de segurança máxima tem que tirar todos os direitos, inclusive a visitas íntimas, para evitar contato com o mundo externo”, disse.

7 Comentários

  1. Bela segurança, bela justiça, belo tudo, principalmente os traficantes e esta advogada….Paísinho sem….

  2. Esta é uma notícia “requentada”; é aquela estória de que o traficante queria que sua advogada lhe comprasse “13 perfumes”! O importante agora não é repercutir essas notícias de somenos; precisamos urgentemente é policiar melhor nossas fronteiras, inclusive verificando a atitude de algumas autoridades corruptas!

  3. Isso só vem confirmar que a corrupção está instalada em todo o território nacional, bem como nas instituições prisionais, onde o tráfico de influencia e a compra de relaxamento prisional ocorre sem maiores problemas. Ou seja temos que de uma vez por todas condenar severamente a má atuação dessas instituições e prender os corruptos, que apesar de passarem em concurso público, são coniventes com o crime e acabam facilitando a vida dos bandidos internos e externos nas informações e pedidos realizados por prisioneiros condenados pela justiça. a moralização com a expulsão súmaria desses delinquentes se faz necessária para que a justiça volte a ter credibilidade em sua excência.

  4. No Brasil há a tendência de desmoralizar tudo. PENITENCIÁRIA DE SEGURANÇA MÁXIMA, o que vem a ser isso? Local onde advogados entram a toda hora, os detentos recebem “visita íntima”, há um entra-e-sai constante de mensagens, materiais, talvez até telefone celular. A comunicação com o mundo exterior funciona sem interrupção. Adianta prender criminosos se não existe a privação da liberdade? É bom mudar o nome para HOTEL. Não dá para aprender um pouco, copiando algo de países civilizados, como o mínimo: criminoso de alta periculosidade deve estar preso incomunicável?

  5. ROMÃO MIRANDA VIDAL Responder

    Este presidente da OAB-RJ, Wadih Damous, deve ter um pé na cozinha dos mandantes do crimo organizado.
    Como é que nos Estados Unidos, não exitem ações coordenadas partindo de dentro do presídios? Será que criminoso de lá é diferente do crimonoso daqui? Ou é a OAB que vive se intromendo em tudo que é coisa no Brasil, que está certa?

  6. walberto f mendonça Responder

    Não adianta fazer presidios de segurança maxima, enquanto não existir uma justiça que puna. Uma vida de um inocente so vale para a justiça no maximo trinta anos de prisão, para os marginais viverem em presidios, ter segurança, alimentação, sexo, dinheiro,e poder para comandar o trafico e com isso aumentar suas riquezas e contralar o trafico de dentro dos presidios, autoridades vejam a questão da prisão perpetua, revejam o ECA, onde são formados os principes do trafico, pois são protegidos pelo o Estatuto, e matam;roubam; estupram;traficam como adutos mas são tratados como criançam. O meu Deus mas como e que as leis vão mudar se o deputado (tiririca) mais votado do brasil e analfabeto ?

Comente