Uncategorized

Banco conclui apuração de fraude de R$ 100 mi na assembleia do PR

Nove funcionários do HSBC foram demitidos e 19 contas fechadas. Três diretores da assembleia estão presos por suspeita de desvios.

Do G1, em São Paulo

O diretor de relações institucionais do HSBC, Hélio Duarte, entregou na segunda-feira (6) ao Ministério Público (MP) o resultado de uma sindicância interna que apura o desvio de mais de R$ 100 milhões da Assembleia Legislativa do Paraná. Os recursos públicos foram desviados com um esquema que utilizava cheques em branco e a nomeação de funcionários fantasmas.

A suspeita de desvios foi divulgada em março deste ano. A investigação do MP aponta que eram usados atos secretos para nomear funcionários fantasmas. Três ex-diretores da Assembleia Legislativa do Paraná estão presos e sendo julgados.

A nomeação de funcionários fantasmas era uma das estapas da corrupção, que contava com irregularidades no gerenciamento e saque de dinheiro de contas ligadas à funcionários da assembleia. De acordo com as investigações do HSBC, laranjas assinavam cheques em branco, que depois eram preenchidos e descontados por terceiros. Os cheques ficavam no cofre de uma agência bancária responsável pela folha de pagamento dos funcionários da assembleia.

Além de guardar os cheques nos cofres, os funcionários envolvidos não identificavam as pessoas que faziam os saques. O banco demitiu nove funcionários e anunciou outras medidas: “cancelamento das 19 contas que foram utilizadas para movimentos irregulares e determinou a revisão dos procedimentos, reforçando, sendo mais rigoroso para que isso não aconteça novamente”, explicou Duarte.

“Mesmo que um cheque esteja assinado pelo titular da conta, endossado pelo titular da conta, se uma pessoa difente vem ao banco para retirar em dinheiro ela tem que ser claramente identificada”, disse.

Entre as 19 contas fechadas estavam a das agricultoras Jermina Leal e da filha, Vanilda. Elas foram incluídas irregularmente como funcionárias da assembleia, mas nunca trabalharam no local. Quando o esquema foi denunciado foram localizados R$, 1,6 milhões depositado na conta das agricultoras entre os anos de 2004 e 2009.

Nota
Veja abaixo a nota do banco sobre a sindicância:

“O HSBC confirma, por meio de sua Assessoria de Imprensa, que desligou nove funcionários da área de varejo bancário no último dia 12 de novembro por conduta irregular caracterizada pelo não cumprimento de normas internas relacionadas com a movimentação de 19 contas correntes em Curitiba.

Esse foi é o principal resultado da sindicância interna em resposta ao pedido de informações pelas autoridades competentes que estão investigando denúncias de suposto desvio de recursos públicos na Assembléia Legislativa do Paraná.

A sindicância apurou que não houve irregularidade na abertura das contas correntes dos servidores da Assembléia, comprovou que era verdadeira a documentação utilizada na abertura das contas e não identificou participação irregular de seus funcionários neste procedimento.
Essa conclusão coloca o HSBC na condição de vítima de ação deliberada de terceiros supostamente para usar ilegalmente as contas correntes abertas com documentação verídica.

O HSBC decidiu não divulgar o nome dos funcionários desligados. A sindicância não encontrou indícios de responsabilidade criminal dos funcionários desligados ou de que tenham recebido qualquer vantagem ilícita.

O HSBC encaminhou as informações disponíveis às autoridades públicas competentes.
Em decorrência da sindicância e dos desligamentos, o HSBC reforçou normas e procedimentos de controle de abertura e de movimentação de contas correntes.

A política interna do HSBC não tolera conduta irregular e falta de ética de seus funcionários. Os contratos de trabalho de funcionários de conduta incompatível com os valores éticos da instituição serão descontinuados.

A Diretoria Executiva do HSBC tomou conhecimento desses fatos em meados deste ano por meio de reportagens da TV RPC e do jornal Gazeta do Povo, do Paraná, buscando imediatamente elementos para dar respostas ao pedido de informações feitos pelas autoridades responsáveis pelas investigações.”

16 Comentários

  1. A Assembléia Legislativa do Paraná, que deveria ser vergonha de todos os cidadãos, é mantida por uma imensa rede de apaniguados colocados em cargos públicos desde o início da era Aníbal Khury. Todo o Paraná sabe disso, o que reforça minha tese sobre a falta de brio do povo deste estado.

  2. ROUBALHEIRA !!!
    e fica tudo assim … os mesmos deputados lá, um ladrãozinho velhoco preso, outros em seus cargos efetivos, mas não efetivados oficialmente e falam em transparencia… !!!

  3. VEJAM VOCÊS COMO AS COISAS DEVIAM FUNCIONAR NAQUELA ARAPUCA DENOMINADA DE ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA:

    54 DEPUTADOS E NUNCA, NUNCA, NENHUM DEPUTADO DESCONFIOU NEM VIU NADA DE IRREGULAR NAS CONTAS DA CASA?

    LÁ ELES TAMBÉM DEVEM TER UMA COMISSÃO DE FINANÇAS E ORÇAMENTOS PARA GERIR OS RECURSOS DA CASA, OU NÃO?

    E O TRIBUNAL DE CONTAS PARA QUE SERVE, JÁ QUE NUNCA APONTOU NENHUMA IRREGULARIDADE NAS CONTAS DESTES CORRUPTOS?

    E TEM MAIS: ESSE CASO SÓ DEVE TER SIDO DESCOBERTO PORQUE NO ACERTO DE CONTAS ENTRE A GATALHADA, ALGUÉM FOI PASSADO PARA TRÁS, ENTÃO…

    O QUE É QUE VOCÊS ACHAM? EU, PELO MENOS, ACHO QUE É POR AÍ!

  4. UUUUUUUUUUUUUFA. Enfim ema instituição PRIVADA crível vem a público contribuir com a justiça. Até aqui só o Partido Vede com o pedido de cassação o havia feito. Arquivaram o pedido em manobra patrocinada pelos mentores daquela roubalheira, o seu presidente e o primeiro secretário, este, herdeiro político de Anibal Cury. E agora VÃO CONTINUAR A ARGUMENTAR QUE FOI SÓ OMISSÃO, não se justificando a cassação? DEVIAM SER DEFENESTRADOS. MAS PELO CONTRÁRIO, AINDA O COLOCAM, o Jusutus, COMO GOVERNADOR INTERINO por um favoer de Pessuti. É MAIS uma CUSPARADA NA CARA DA SOCIEDADE PARANENSE.

  5. FC
    Diga sinceramente: Vc acredita que a direção do HSBC não sabia de nada?
    Foram movimentados em uma pequena e exclusiva agência mais de 100 milhões, e dizem que não sabiam?
    Estão punindo só os Bagrinhos?
    Quero ver se os Bagrinhos abrirem a boca!
    O HSBC deve por obrigação Moral ser responsabilizado!

  6. E aí o Olrando Pessuti, a jabulani que apanhou dos petistas,
    vai passear a custa do nosso dinheiro e deixa o Estado com quem?
    com o Nelsinho Justo (?).
    Imaginem o resultado.

  7. AI.ai. que saldade que tenho do nosso Bamerindus, que foi doado pelo FHC, a esses sanque suga internacional, que nao traz nem um beneficio ao Brasil, o
    Bamerindus faz muita falta principalmentes as regioes sul e oeste do brasil.

  8. Eu votei no cheida, porque acho que e” uma das poucas reservas morais que tem nessa assembleia, ea maioria dos deputados,que metem a mao no jarro e”dai do sul e litoral,ja acostumados com o anibal curi o justus,essa assembleia passou da hora para fechar pra balanço,agora esse povo ai do sul tem que votar mais conciente porque ja” podiam ter defenestrado esses malacos,e olhe bem ,tem desses na equipe do richa ,olho nele

  9. Pois é pessoal.

    Foi só o BANCO dar uma respostinha medonha que todos ficaram satisfeitos.

    Ora, como um banco sério não percebeu NUNCA, por décadas, o que estava acontecendo.

    Não basta demitir o pobre do caixa ou da gerente. Teve diretor graúdo do banco que ou não viu ou não quis ver….

    E as AUDITORIAS??

    As assinaturas, controle de entradas e saídas, informações ao BACEN, cadastros e renovações…?

    Até parece que nas auditorias nunca saiu o excesso de saques “na boca do caixa” em poucos minutos no valor de R$ 5 mil…

    Quem levava dinheiro para o cofre (sim para sacar o banco precisa de dinheiro no cofre) NUNCA percebeu que o volume na Assembleia era maior e deveria ser investigado?!!

    Se isso foi feito é óbvio que muita gente sabia!!

    O BANCO é réu!

    Mas como banco tem dinheiro, ninguem ousa discordar.

    Concordemos com as demissões do banco, assim como aquelas exonerações que a Assembleia realizou….

    Dá-lhe Gerson…

  10. será que o governador justus não sabia de nada não, se os 54 deputados ficam brigando quem consegue verba para seu municipio, eles ficariam quietos se os 3 diretores dividissem este bolo sozinhos!!?? ou os três diretores eram só laranja nesta grande salada né ???!!!!

  11. Foi s´o o Bibinho dizer que queria contar tudo o que sabia que os verdadeiros ladrões acharam meia duzia de bagrinhos pra por a culpa. Vejam o que acontece com eles,
    1 -Serão demitidos por justa causa
    2 – Jamais falarão
    3 – Vão passar alguns meses na cadeia
    4 – E o resto da vida passarão numa praia milionária em Floripa bancados pelos verdadeiros safados da AL.
    Podem esperar

  12. SYLVIO SEBASTIANI Responder

    Enquanto acontecia tudo isso, servidores aposentados, que prestaram serviços à Assembléia Legislativa do Paraná, marcadamente em 21 de novembro de 1989, eram 184 servidores do Quadro de Pessoal, conforme Decreto Legislativo 444/89, logo após a Constituinte Estaduual, sofrendo perdas salarias, com seus vencimentos básico até diminuidos, tirado a Assistência Médica, que tinham desde 1971, através da Paraná-Clinicas, seus Direitos negados, tendo que recorrer ao Poder Judiciário e estes sim lhes restituiram,lembro agora e faço com destaque que:DOIS DESTE SERVIDORES ACIMA INCLUIDOS, NÃO SUPORTANDO A LONGA DEMORA DE VER SEUS DIREITOS, FORAM AO “SUICIDIOS”, UM POR ENFORCAMENTO E OUTRO POR UM TIRO NA CABEÇA. Agora está a VERDADE demonstrada ao povo do Paraná.

  13. a tá dos bancos a imprensa não fala nada pq são bons anunciantes…. Justus não gastou com a imprensa tomou borduada por coisas feitas quando nem projeto de politico era.
    os bancos fazem um jogo de cena como se não soubessem e participassem de tudo.

    Como é que ninguem não desconfiou do chamado “desvio de padrão” que deve ter ocorrido na agencia da AL, ou seja, dos saques e depositos repetidos e suspeitos. Será que o HSBC foi auditado pelos diretores do Silvio Santos, aí tudo bem!!

  14. MOISES GUARACI FOGAÇA Responder

    Eu fico indignado com a cara de pau de alguns deputados, que no periodo eleitorlal,apareciam nos programas eleitorais se disendo ficha limpa,e o pior enganando o eleitor menos avisado.Estes que alem de não cumprirem seu papel de fiscalisador ainda compactuavam com a fraudi,esses são alguns de nossos govenantes,é por essas e outras que faltam dinheiro,exemplo,para educação,saude,infra estrutura,etc.

Comente