Uncategorized

Curitiba é a capital do Sul com maior índice de homicídios contra adolescentes

Dados divulgados nesta quarta-feira referem-se ao ano de 2007. A capital paranaense registrou 4,2 mortes de adolescentes a cada grupo de mil jovens entre 12 e 19 anos

Adriano Ribeiro da Gazeta do Povo

Entre as capitais do Sul do Brasil, Curitiba é a que registra o maior índice de homicídios de adolescentes. A conclusão é da pesquisa realizada pelo Programa de Redução da Violência Letal contra Adolescentes e Jovens. O levantamento, divulgado nesta quarta-feira (8), considera dados coletados em 2007.

O programa responsável pela pesquisa é fruto de uma parceria entre Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Fundo das Nacões Unidas para a Infância (Unicef), Observatório de Favelas e Laboratório de Análise da Violência da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

Levantamento da Gazeta do Povo, baseado nos relatórios do Instituto Médico Legal (IML), mostram que, neste ano, 142 jovens até 18 anos foram assassinados em Curitiba e região metropolitana. Em fevereiro, houve o maior registro de mortes violentas entre adolescentes: 18 ao todo.

No entanto, nos últimos cinco meses – considerando-se todas as faixas etárias – capital e RMC registram queda nos índices de violência. No último mês de novembro, houve redução de 12,5% em relação ao ano passado nos crimes cometidos com arma de fogo, arma branca e por meio de agressões.

O levantamento mostra que a capital paranaense registrou 4,2 mortes para cada grupo de mil adolescentes entre 12 e 19 anos. As outras capitais da região Sul, Porto Alegre (RS) e Florianópolis (SC), tiveram, respectivamente, índices de 3,6 e 3,7 mortes de jovens em cada mil.

O índice em Curitiba aumentou em relação aos dois anos anteriores analisados. Em 2005, foram 3,3 mortes a cada mil adolescentes e, em 2006, foram 3,1 mortes em cada mil.

A pesquisa indica que, se as condições registradas permanecerem constantes, em seis anos (entre 2007 e 2013), o número total de adolescentes assassinados na capital pode chegar a 868. Em Porto Alegre o número de mortes violentas entre jovens pode ser de 552 e em Florianópolis, 169.

Foz lidera o ranking nacional

Uma cidade paranaense é a que possui o maior número de homicídios entre adolescentes. Em Foz do Iguaçu, em 2007, doze em cada mil adolescentes morreram na cidade do Oeste do Paraná, segundo a pesquisa. No relatório publicado em 2009, com dados de 2006, a cidade também aparecia em primeiro lugar no ranking.

Outras cidades do estado com índices de assassinatos de jovens acima da média nacional (2,67) foram São José dos Pinhais (4,9), Colombo (4,6), Curitiba (4,2), Toledo (4,1), Cascavel (3,5) e Londrina (3,0).

8 Comentários

  1. Vigilante do Portão Responder

    Fruto do DESCASO dos governantes com o aparelho policial.

    Agora mesmo, para dar uma falsa impressão de segurança, colocaram policiais nas ruas.

    Vão coibir os trombadinhas, prender alguns usuários de drogas, talvez até dois ou tres “pequenos” revendedores de drogas.
    “UM SUCESSO” dirão as autoridades.

    Pouco, muito pouco, em face da crescente criminalidade

  2. Vidas perdidas e desgraça nas famílias. Perdas irreparáveis. Segurança. Prioridade indiscutível para o novo governo.

  3. O Francischini não ia resolver a questão? Não criaram até uma Secretaria para ele? Pois é, falar é fácil e virar Deputado mais ainda, agora trabalhar que é bom, nada!

  4. Espera aí Fabinho!!! Esse levantamento foi feito em 2006, pelo prograna de redução da violencia ltal contra adolescentes e jovens – PRVL e apresentado ao governo federal em setembro de 2009. O negócio está tão furado e ninguem percebeu o descaso do governo lula com o assunto.

  5. Isso é porque tivemos sempre os melhores prefeitos do país, segundo a imprensa oficial!

  6. Detalhe …Almirante Tamandaré é a primeira da lista ….Pelo menos 15 homicidios em apenas 28 dias do Ano de 2011
    UMA VERGONHAAAAAAAAAAAAAAAAAA
    Vamos ver o q o Sr. Betinho vai fazer contra a violência que tomou conta do PR

Comente