Uncategorized

Lupi defende mínimo de R$ 560 no ano que vem

Mário Sérgio Lima na Folha

Confirmado pela presidente eleita, Dilma Rousseff, para permanecer no cargo, o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, defendeu o salário mínimo em R$ 560 em 2011, acima dos R$ 540 pregados pela equipe econômica de Dilma.

Há conflito com outros ministérios?

Carlos Lupi – Nunca tive briga. A opinião de um ministro é essa, a de outro é aquela, e quem decide é o Lula. Toda vez que tem conflito, o Lula entra para o lado do trabalhador. Em toda discussão de salário mínimo de que participamos, vencemos o Planejamento e a Fazenda.
Como é que o Lula poderia ser favorável a flexibilizar a legislação [trabalhista]? Como é que ele não ia fazer uma política regionalizada?

Como lidar com a necessidade de expansão dos empregos no Nordeste e os fluxos migratórios?

Carlos Lupi – Está começando a mudar. As usinas de cana de açúcar de Pernambuco e Alagoas já estão pegando os trabalhadores de São Paulo. A geração de emprego e o ganho real de salário é que fizeram a diferença. É o ciclo virtuoso da economia. E por isso sou defensor de que o aumento do salário mínimo tem de ser de R$ 560, porque R$ 580, nesse momento, é uma puxada que não dá para suportar. Mas R$ 540 é muito pouco.

3 Comentários

  1. Se este cidadão fosse convidado para atuar no filme Tropa de Elite 2, qual o papel que dariam a ele ?

  2. Aí Lupi, devagar com suas previsões, porque na ultima previsão aqui no Pr.
    vc errou feio , mesmo com o vasto o conhecimento que diz ter sobre politica vc errou feito, prevendo vitoria do PDT com 200 mil votos na frente do Beto, lembra?

Comente