Uncategorized

Cerimonial da posse e da transmissão de cargo

O governador eleito Beto Richa e seu vice, Flávio Arns, acompanhados de suas esposas, chegarão à Assembleia Legislativa às 9h50 de sábado. Serão recebidos por uma comissão de deputados liderada pelo presidente da Casa. Aberta a sessão, Richa e Arns prestarão o compromisso constitucional — “Prometo cumprir e fazer cumprir a Constituição da República e a do Estado, observar as leis e promover o bem estar geral do povo paranaense” — e assinarão os termos de posse.

A seguir, Richa passará em revista à tropa e, no Palácio Iguaçu, será recebido pelo governador Orlando Pessuti, para a transmissão de cargo. Encerrada a cerimônia, o governador Beto Richa viajará para Brasília, para a posse da presidente eleita Dilma Rousseff.

9 Comentários

  1. A familia Richa vai custar mais de 1 milhão por mês aos cofres públicos. Tem que jurar honrar os salarios e beneficios.

  2. Independente de quem estará presente à cerimônia de juramento creio que ele não é prestado aos presentes mas sim ao povo do Paraná que o elegeu Governador. O juramento é de cumprimento às Constituições da República e do Estado do Paraná e deveria ser prestado com a mão sobre a Biblia, afinal, segundo me consta, o Beto Richa é cristão e tem uma boa convivência com as Igrejas, sejam elas católicas ou evangélicas, sejam de qual denominação tem.
    Alguns dos presentes à cerimônia devem ser balizadores (suas atitudes) do que não se deve fazer na função pública. O Beto Richa, creio, sabe distinguir o que é certo do que é errado e deve excluir de suas atitudes os maus exemplos de que tem conhecimento.
    Que faça uma ótima administração, a qual deve ser voltada ao povo do Paraná de forma geral e não a uma parcela desta população.

  3. Comentário idiota do senhor Fabio (17:27).”A familia Richa vai custar mais de 1 milhão por mês aos cofres públicos”. Por mês? Tenha a santa paciência! Vamos estudar aritmética ou então calar a boca…

Comente