Uncategorized

Defesa de Carli não apresentou alegações finais dentro do prazo

Os advogados que defendem o ex-deputado Luiz Fernando Ribas Carli Filho não apresentaram, dentro do prazo concedido, as alegações finais para o processo em que ele é acusado de ter provocado duas mortes em um acidente de trânsito. O prazo dado pelo Juiz de Direito da 2ª Vara do Tribunal do Júri de Curitiba, Dr. Daniel Surdi de Avelar, terminou às 17 horas desta sexta-feira (7). As informações são da Rádio Banda B.

18 Comentários

  1. Chrystian Sobania Wowk Responder

    A defesa em caso de Júri será nos debates orais, assim, vamos aguardar o caso e, ter a plena confiança no Judiciário Paranaense.

    Sds.,

    Chrystian Sobania Wowk

  2. Tribunal de Juri pro cara, e daí algemas, camburão e mais 20 anos arrastando correntes…..

  3. vamos comerçar as apostas de quando ele estará novamente nos puleiros da assembleia, ganhando uma polpuda mesada!!!

  4. Se fosse um cidadão qualquer já estaria apodrecendo na cadeia mesmo sem julgamento nenhum. Mas como é gente importante é bem capaz de julgarem que os culpados foram os dois rapazes que morreram.

  5. este cidadão ja deveria estar preso a muito tempo, mas este mauricinho não perde por esperar, ele ta mexendo e com gente grande, vamos yaredes força coloquem este assanino na cadeia.

  6. Por qual razao nao deixam esse rapaz se defender????

    A defesa é plena e irrestrita!!!!!!!

    Permitam o estado democratico se fazer valer!!!!!!!!!!!!!!

  7. O tempo encarregara de tudo cair no esquecimento ok? N me causará surpreza se esse cidadão ainda n ser candidato e se eleger a cargo político. Posso n estar vivo mas quem viver verá.

  8. Caro Fábio
    Em diversas matérias que você coloca, tenho o privilégio de ter meus comentários aprovados e divulgados. Como gostaria que os meus sejam lidos e até debatidos, sempre leio as opiniões de seus leitores.
    Nesta matéria especificamente sobre o acidente que vitimou dois jovens, gostaria de comentar o que segue: acidentes como este, ocorrem diariamente em todo o nosso Brasil. Inúmeras vítimas inocentes tem suas vidas ceifadas por conta do álcool, drogas, ” brincadeiras” , rachas e outros tipos de atitudes condenáveis. O interessante, é que, todos estes demais delitos de trânsito não merecem o destaque que ocorre quando vítima, autor ou ambos, são pessoas influentes socialmente.
    Todos os méritos devem ser dados à Senhora Yared, que com a determinação de uma mãe amorosa, buscou e busca justiça a qualquer preço. Isto é digno de encômios.
    Por outro lado, o réu do processo, além de arcar com o que a Justiça lhe impuser, é atacado diuturnamente pelos meios de comunicação.
    Como se sabe, a pena não pode extrapolar a pessoa do acusado.
    Tudo bem. O ex deputado, será julgado pelos seus atos.
    Ele também tem mãe, pai, irmão (s), enfim, acredito, uma família que o ama. Assim somos todos nós. Muito bem poderia ter acontecido conosco (tanto a perda como a atitude que levou à perda).
    Para quem tem filhos independentes, só resta pedir a Deus, que sempre os acompanhe, para que nada de ruim lhes aconteça – afinal não podemos acompanhar seus passos sempre.
    Tenho certeza que para pessoas de bem e que são familiares tanto das vítimas como do autor, o sofrimento é atroz, pois eles têm sentimento. O que não se daria para se mudar o destino, se possível fosse, para o fato não ter acontecido ?
    Isto posto, digo: somos tão vulneráveis quanto estes jovens envolvidos no episódio.
    Portanto, não devemos chutar cachorro morto.
    Que Deus ilumine a todos os que sofrem com este fato.

  9. O cara nem apresentou defesa de tão convicto que está de sua impunidade…Aliás, provavelmente ainda vai processar as famílias das vítimas por dano moral, calúnia e difamação e arrancar mais uma graninha dos coitados. De lambuja, ainda é ficha limpa, pois não tem condenação. Na proxima eleição sai candidato a Senador e o povo o elege. Esse é o Paraná dominado por meia dúzia de famílias….

  10. É natural que vão dar mais prazo para o rapaz…
    Imagina, o judiciário não esta aí para atrapalhar o verão do rapaz…

  11. Espero realmente que a justiça seja feita pelos homens. Primeiro que ele vá para o Juri popular, seja julgado, punido pela barbárie que cometeu, que o Juiz seja correto, e lhe dê pena máxima, o que na prática acabará reduzida há no mínimo seis anos, para que ele tenha oportunidade de refletir e principalmente, reveja sua conduta.

    Agora, nada traz de volta, Gilmar Rafael Souza Yared e Carlos Murilo de Almeida. E nada poderá acabar com a dor dos Ffamiliares das vítimas.Entretanto, a justiça, ou seja, ele preso, pagando pela atrocidade, pode ser um alento, para todos NÒS!

    Agora, quanto a voltar a ocupar novamente cargo político, é uma insanidade!

  12. Esse cara merece apodrecer na cadeia,
    se ele não está preso ainda, é porquê a Justiça é muito lento.

Comente