Uncategorized

Ascensão de Palocci ressuscita fantasma da cafetina

Do Josias de Souza

Uma personagem que frequentou os subterrâneos do ‘Caseirogate’ como animadora de alcovas, ameaça levar os lábios ao trombone.

Era provedora da matéria-prima horizontal que animava as festas companheiras da embaixada da extinta República de Ribeirão. Hoje, sente-se desamparada.

Para manter fechadas a agenda de clientes e as cortinas do passado, ela cobra atenção. A coluna de Mônica Bergamo, veiculada na Folha, ajuda a iluminar a encrenca. Eis o texto:

– Eu avisei: O deputado Virgílio Guimarães (PT-MG), um dos poucos a admitir que conhece a cafetina Jeany Mary Corner, de Brasília, um dos pivôs do escândalo que derrubou Antônio Palocci do Ministério da Fazenda no governo Lula, comentou o fato de ela andar reclamando de “abandono”:

“Da última vez em que isso aconteceu, eu falei, alertei. Ninguém ligou. Deu no que deu.”

Segundo o deputado Guimarães, Jeany conviveu “com todos os poderes da República”. Em especial, Câmara e Senado.

3 Comentários

  1. E esse bando pagava as “mocinhas” com o dinheiro dos nossos impostos, quem votou nessa turma que não esqueça disso!

  2. Pedro Malazartes Responder

    Quando eu era criança, meninote ainda, lá em Barbacena, meu saudoso pai me animava a ser gente séria e frequentemente recorria a imagens de homens públicos. Hoje, falo para os meus serem eles próprios.

Comente