Uncategorized

Ninguém é de ferro, Pessuti se licencia na Emater

No dia 3 de janeiro, primeiro dia útil do ano, Orlando Pessuti entrou com pedido de licença-prêmio na Emater para driblar o trabalho.

Ficou na sombra, ainda a esperar um cargo de Dilma Rousseff.

12 Comentários

  1. waurides brevilheri jr Responder

    Tudo passa, tudo passará… Pena que, do jeito que as coisas vão, outros parasitas virão.

  2. Trabalhar ??? o que é isso??? Responder

    Seria no mínimo curioso se um dia desses nos deparássemos nas esquinas da vida com algumas figuras da nossa política paranaense, em pleno dia de trabalho…
    Imaginem comigo:

    Bom dia Sr. Roberto Requião, como está seu dia de trabalho como advogado e jornalista ??? Tem conseguido manter bem sua família ???
    Não tenho lido, nem escutado muito menos assistido nada que o ilustre tenha publicado….
    E as causas que o Sr. tem defendido para seus clientes ???

    Boa Tarde Sr. Osmar Dias, como foi seu dia de trabalho como engenheiro agronômo??? tem ido muito no campo ??? quais agricultores que vc tem como cliente???

    Boa Tarde Engenheiro Civil Beto Richa, tem acordado cedo para acompanhar obras??? como estão os preços de materiais de construção??? está difícil achar mão de obra???

    e por aí a fora temos que tentar imaginar o historiador Alvaro Dias, o engenheiro civil Rafael Greca, o médico veterinário Orlando Pessuti, o neto Alexandre Curi, o doutor Nelson Justus…..

    NUNCA TRABALHARAM, NUNCA SUARAM PARA GANHAR UM SALÁRIO, NUNCA FIZEREM P…. NENHUMA.

  3. Ué, mas ele não disse que iria trabalhar normalmente na Emater? Pessuti dá mais uma prova de que os políticos do Paraná são mesmos medíocres. Desde quando um funcionário de empresa particular pode pedir licença como esse político desprezível?

  4. S Y N F R O N I O. Responder

    A maiora dos politicos sao verdadeiros parazitas, inimigos do trabalho produtivo,
    que gera empregos para muita gente, so sabe lidar com os fartos recursos publicos, que a maioria deve pensar que a casa da moeda emite , indiscrimindamente, para alegria da moçada. E ESSE PANSUTAO, nao foge a
    regra, devria fazer alguma coisa produttiva, pois o BRASIL SABE QUE AQUI NO PARANA SE TRABALHA.
    .

  5. Pessuti, um grande incompetente, safado ta´achando que vai ser dpresidente da Itaipu ele falaria em um ano

  6. Ué! Licença Premio não é pra funcionário que cumpriu o quinquenio sem faltas, sem afastamentos ou penalidades?
    Como é que esse conseguiu, a quanto tempo ele não aparecia na EMATER?

  7. É isso ai Pessuti. Essa turma está é com dor de cotovelo! Em tempo: A EMATER-PR é autarquia de direito público e não “empresa particular”!

  8. A gente desopila o figado,mas não é o bastante,se não tomarmos atitudes,vejá o que se tornou o brasil,estamos vivendo uma ditadura monetaria,cruel,em que os carteis proliferam e os nossos representantes tornaram se megalomaniacos.Um cidadão comum se no alto dos seus 65 anos,conseguisse se aposentar com 5000 reais,teria uma vida confortavél e digna,mas veja bem nossos politicos daqui da terra,os ex governadores durante a vida publica se torna milionario,,dinheiro que em muitas gerações não vai terminar,ai cheios de saude,porque o poder da lhes tudo,se aposentam come indescente salario que nós pobres trabalhadores e pagadores de impostos,coramos de vergonha,um dia o povo acorda e vai dar o troco para essa cambada,tomara que esse dia venha logo

Comente