Uncategorized

Corrupção em Paranaguá alimentou caixa 2 de campanha eleitoral

A Operação Dallas da Polícia Federal no porto de Paranaguá começou com a investigação de desvio de carga e acabou descobrindo uma série de falcatruas. Uma delas tem grave consequência política.

A Polícia estabeleceru uma ligação entre o crime e a alimentação do caixa dois da campanha de Roberto Requião. Isso explicaria várias prisões e buscas e apreensões em residências de gente graúda no pedaço.

Se tudo se confirmar, estará aberta a chance para Gustavo Fruet assumir o Senado.

A Polícia, por meio de escutas telefônicas autorizadas pela Justiça e interceptação de e-mails, descobriu, entre outras, que a compra da draga, por US$ 45,6 milhões, favoreceria o desvio de cerca de US$ 5 milhões, que seriam usados em campanha eleitoral no Paraná.

15 Comentários

  1. Se a última frase deste post se materializar, será a melhor notícia de 2011. Vamos cruzar os dedinhos e torcer.

  2. O Gustavo só estava na “moita” por isso não aceitou cargo nenhum, já desconfiava de alguma coisa.

  3. Fruet, a justiça tarda mas não falha, estou ciente que a sua vaga no Senado está chegando, até que enfim estaremos bem repesentados no Senado Federal!
    Estou começando a acretidar que a coisa vai começar a funcionar, parabéns Polícia Federal.
    O povo Paranaense agradece.

  4. Vigilante do Portão Responder

    Ligando os fatos:

    Qual seria o real motivo da insistência do Requião em comprar a draga, mesmo com os fortes argumentos contrários?

    Hummmm

  5. GUGA pode começar a se preparar para assumir, pode encomendar o terno, gravata e se quizer até banda de música, rato preso é filé para gato

  6. S Y N F R O N I O. Responder

    Pois e, o BANESTADO, era a fonte de financiamento, para o povao eleger os nos
    sos ILUSTRES e dignos POLITICOS, como a fonte secou, ape-la se para outros
    meios.
    Como fica o depravado CAGADOR DE PETISTA,o grande moralista, e defensor
    dos politicos da nossa querida terra..

  7. Todo mundo tem seu momento difícil, mas o Roberto Requião vive hoje seu inferno particular. Salvo, se não estiver enganado, inferno quer dizer sepultura. Estaria enterrando sob sete palmos de terra de denúncias o ex-governador do Paraná e, o primeiro irmão dele? Teremos “viúvas” com o pires na mão chorando? Também pergunto, o lenço na mão delas será de qual cor? Roberto Requião, não lhe acuso, apenas estou preocupado, afinal, eu votei em você pra senador. Em tempo, e o Orlando Pessuti, ninguém fala nada dele, ele fez parte de qual governo?

  8. Quem disse que não existe financiamento público de campanha?
    O requião prova o contrario, (tiririca das araucárias).
    Dá um carteiraço na Policia Federal e tira teu irmão dessa, como vc. fez com teu sobrinho, pensa que já esquecemos , não somos os mortos de fome que votam em hipócritas, como vc. e o lulla.
    Não entendo como esse sujeito conseguiu enganar tantos por tanto tempo.
    Se a casa não cair dessa vez é melhor canonizar o requião, o home é santo, faz milagres.
    O porto de Paranaguá é uma maravilha, deve ser para ele e para o cx 2 da sua campanha.

  9. se houve caixa 2 entao porque a justicinha eleitoral ainda nao caçou a candidatura de seu requiao.

    ta na hora do povo se unir, porque a justiça é fraca e os politicos tambem!

  10. Quero tanto o Gustavo no Senado… até votei duas vezes para ele mesmo sabendo que só um valeria.

  11. Em baixo astral em quem o reque esta batendo, agredindo, o cara so fazia posse de serio, ele desativou o presidio do ahu, para não ver sua familia la dentro, e não ser visto

  12. para DEFER . de que adianta cassar o dito cujo,vc não ve como ficou aqui em paranaguá com o prefeito cassado?cassado o beleza e se dando ao desfrute por aih assim como se nada devesse,entende…

  13. Parreiras Rodrigues Responder

    Eu confio na Justiça.

    Não devemos generalizar nossas críticas às instituições como um todo, por causa da prevaricação de alguns dentre os seus membros.

    Tenho medo de “alguns dentre”.

    Os “alguns dentre” que me amedrontam são os vendedores de sentença.

Comente