Uncategorized

Paraná quer ampliar relações comerciais com
a França

O secretário da Indústria, do Comércio e Assuntos do Mercosul Ricardo Barros participou nesta segunda-feira (18), em Curitiba, do IV Encontro de Comércio Paraná – França – Brasil. Organizado pela Federação de Comércio do Paraná (Fecomércio), em conjunto com o governo do Estado, o evento reuniu mais de 120 líderes dos setores público e empresarial para promover, estreitar e ampliar os negócios entre o Paraná e a França.

“Já temos bons exemplos de negócios entre empresários paranaenses e franceses, mas queremos ampliar essas relações, internacionalizar os produtos paranaenses e estabelecer novas oportunidades de negócios para a nossa economia”, afirmou Ricardo Barros. “Queremos que cada vez mais a França utilize o Paraná como porta de entrada ao Mercosul”, acrescentou.

Ricardo adiantou que está em fase final a formatação da Agência de Internacionalização do Paraná. O órgão, criado durante as reuniões da câmara de comércio exterior do programa Paraná Competitivo, vai unir o trabalho de diferentes setores do comércio exterior para ampliar a participação do estado no mercado internacional.

“Em breve vamos anunciar esse órgão que funcionará como uma associação dos entes que trabalham com comércio exterior para ampliar a participação do Paraná no mercado externo”, informa Barros.

A consulesa honorária da França em Curitiba Emilie Dely explicou que encontros desse porte estimulam empresários e investidores europeus a conhecerem mercados além de São Paulo e do Rio de Janeiro. “A ideia é facilitar esse intercâmbio econômico com a geração de negócios e a realização de missões empresariais”.

O presidente do sistema Fecomércio Darci Piana destacou a importância da ampliação dos negócios do Paraná com a França. “Buscamos uma relação de importação e exportação que traga desenvolvimento econômico e social ao Estado”.

O presidente da Câmara de Comércio França-Brasil seção PR/SC, Alan Tisser, reforçou a importância do estabelecimento de relações regionais e citou exemplo da relação entre o Paraná e a região francesa de Rhône-Alpes. “Já há diversos investimentos consolidados, mas diversas oportunidades e espaços a diversificação”.

Atualmente o Paraná mantém com a região francesa acordos de intercâmbio nas áreas comercial, meio ambiente, energia e gestão territorial, cultura, agroalimentos, ensino superior, indústria, comércio, pesquisa e inovação tecnológica. Rhône-Alpes possui inclusive um escritório de representação e suporte a negócios em Curitiba.

Também participaram do encontro o presidente da Junta Comercial do Paraná, Ardisson Naim Akel, o presidente da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Paraná (Faciap) Rainer Zielasko, o vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) Hélio Bampi, o diretor de comércio exterior da Associação Comercial do Paraná (ACP) Ruy Lemes, cônsules, empresários e dirigentes do setor de comércio exterior.

1 Comentário

  1. MAIS UMA VEZ…
    É preciso reconhecer a capacidade de articulação deste extraordinário paranaense que, incansável na luta por qualidade, busca parceiros nos mais diversos campos de ações e mostra que no Paraná, existe um campo enorme para investimentos.
    Basta que se estimule tantos os que aqui estão construindo nossa história em todos os segmentos, como abrir portas aos que querem participar mais atentamente da nossa economia.
    O Paraná é rico por inteiro e o Secretario Ricardo Barros, sabe como poucos as formas de atrações de investimentos externos.
    É a pessoa certa, no cargo certo.
    De paranéns o Governador Beto Richa por nomeá-lo e deixá-lo agir naquilo que ele mais gosta de fazer. Buscar novos parceiros para fazer o Paraná que todos sonhamos.

Comente