Uncategorized

Audiência sobre ‘Kit Anti-Homofobia’ causa polêmica na Assembleia

Para deputado que convocou a reunião o kit desrespeita os homossexuais. Representante de movimento gay alegou que não houve contraponto.

Fernando Castro do G1

A Assembleia Legislativa realizou na manhã desta terça-feira (19) uma audiência pública para debater o ‘Kit Anti-Homofobia’. O material foi requisitado pelo Ministério da Educação (MEC) a Organizações Não-Governamentais (ONGs), com objetivo de ser distribuído em escolas de todo o país. O kit faz parte do programa Escola Sem Homofobia, do Governo Federal, e contém material didático-pedagógico direcionado aos professores. O objetivo é dar subsídios para que eles abordem temas relacionados ao homossexualismo com alunos do ensino médio.

O deputado estadual Leonaldo Paranhos (PSC), que convocou a audiência, avaliou o encontro como positivo para a discussão sobre o tema. “A minha análise foi a melhor possível, houve a participação de diversos segmentos como pais, pastores e pessoas a favor do kit”, afirmou. No entanto, segundo Márcio Martins, secretário da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABLGBT) não houve contraponto. “Não existia uma fala na mesa que expusesse o outro lado. Eles chamaram um representante do Ministério da Educação que já havia dito que o Ministério não se pronunciaria, pois o projeto já estava aprovado”.

Na opinião do deputado o kit não evita a discriminação. “É um material danoso que não combate a homofobia. Existe um equívoco, uma discriminação do próprio material que mostra a derrota do sonho de um menino homossexual”, explicou o deputado.

Martins discordou dessa posição de Paranhos. “Foi uma audiência chamada por deputados da bancada evangélica, plantada com factoides pra minar um projeto que é contrario a ideologia religiosa deles”, rebateu.

O representante da ABLGBT também questionou a alegação dos deputados de que a intenção seria preservar as crianças do conteúdo da cartilha. “O material não é direcionado para crianças e sim para adolescentes do ensino médio. Além disso, é voltado para os educadores e não para os alunos”, afirmou. Ele ainda lembrou que o material foi aprovado em todas as 27 conferências estaduais que discutiram o tema.

19 Comentários

  1. Sergio Silvestre Reply

    Acho que devemos concordar de que as minorias precisam de apoio,mas o que eu acho,vai ser por pouco tempo.
    Na velocidade que as coisas estão acontecendo,logo nós seremos minorias,ai será que teremos todas as benesses e até o cuidado
    para não nos deixar pra baixo,e nos respeitaram ,não se importando da nossa condição menor de procriadores do modo antigo

  2. Que tal colocar um “kit” nas escolas ensinando, urbanidade, respeito ao país, respeito às leis, resgate da antiga materia OSPB – Organização Social e Política do Brasil que ensinava os hinos, datas cívicas, figuras e martires do Brasil? Imagino que seria bem aproveitado e talves não fosse mais preciso esse kit citado, já que os cidadãos seriam ensinados a respeitar à todos.

  3. Milton Santos Reply

    Acredito que depois dessas palestras proferidas pelos professores, uma centena de meninos e meninas sairão do armário.
    Pra min isso é nada mais nada menos que um incentivo ao homossexualismo, podes crer.

  4. Vigilante do Portão Reply

    Quando é que vamos parar de misturar questões de saúde pública com religião?

    Claro que seria ótimo se fossemos monogâmicos.
    Seria desejável que as pessoas tivessem relações, apenas no casamento.

    Pregar esses valores, é direito e dever das religiões.

    Proibir que jóvens sejam instruídos sobre sexo,
    É TOLICE pura.

  5. S Y N F R O N I O. Reply

    Xereta, muito bem colocado o teu ponto de vista, a naçao precisa de gente de
    visao como Vc, parabens.

  6. Esse e o tipo de desculpa que deixa qualquer pessoa muito com o perdão da palavra , muito puto da vida, como não tem deputado que tenha vergonha na cara de defender um posicionamento que sigam a moral e os bons costumes, até parece que e errado defender uma bandeira da maioria contra a inversão de valores que esta se aplicando no Brasil , ou eu sou minoria , branco, heterossexual, ( macho , homem ) alfabetizado e que tenho uma religião definida!!!!!! Isso para mim e fuleragem , o politicamente correto esta acabando com a noção do certo e errado, deixo bem claro não tenho nada contra a opção sexual dos outros , homossexualidade não e doença e opção nada contra, mas daí fazer apologia aos travestis e suas passeatas isso e um tapa na cara do cidadão comum ( normal). Demonstração de carinho e afeto e uma coisa , escancarar a sexualidade e outra bem diferente, Tenham paciência .
    Lanço aqui o movimento branco, heterossexual, religioso ( não importa qual religião ) e alfabetizado e que quer um pouco de cultura e cidadania geral.talvez assim o polaquinho da Vila pinto tenha as mesmas condições de cotas que um afro descendente tem , na UFPR ou Católica . Afinal os antepassados deles trabalharam não de escravos , mas e só perguntarem aos nonos como era a vida na chegada por aqui.

  7. Matuto Legal Reply

    Concordo em genero, número, grau, sexo, cor, religião…, com o Elohin. Inclusive me proponho a entrar nesse movimento também.
    Tenho me sentindo alvo de preconceito já tem algum tempo. Veja bem: sou branco, heterossexual, tenho religião definida, sou alfabetizado, venho de uma geração de italianos, que porque não dizer, trabalharam como escravos brancos quando chegaram aqui sim. E meu filho não tem cuota alguma pra nenhuma universidade. Quero também criar o movimento: UNIVERSIDADE PÚBLICA SOMENTE PARA JOVENS ORIUNDOS DE COLÉGIOS PUBLICOS. E vamos nos unir e fazer nossas passeatas, e lançar nossos KITS EDUCATIVOS (é claro).

  8. Mr John Fortal Reply

    Hoje discutimos a inclusão homossexual e o fim dos preconceitos, assim como no passado fizeram os abolicionistas pelo fim da escravidão e as mulheres pelo direito de se escolarizarem e trabalharem. O fim da homofobia é a grande bandeira do século XXI e com certeza ainda terá um longo caminho. Lá na frente jovens ficarão horrorizados com esses “tempos modernos” de agora, assim como ficamos hoje quando sabemos que negros e índios eram escravizados, pois se achava que eles não tinham alma.

    Stand Up! – Don’t Stand for Homophobic Bullying
    Video: http://www.youtube.com/watch?v=_4MjUesQyfk

  9. Cada um faz o que quiser do seu corpo da sua vida , mas não venham , os ddo outro lado, querer , que eu aceite , e aplauda, o moddus operantis deles, não gosto e não aceito, me respeitem .

  10. Cleverson Moraes Reply

    Tenho que concordar com o tal xereta. Precisamos também resgatar a disciplina que é a base para uma boa formação. O respeito que deve coexistir entre os alunos na escola aceitando as diferenças e principalmente o respeito do aluno para com o educador. Isso é fundamental. E não o que está sendo vivenciado hoje. Lembrando também os pais que a base da educação começa EM CASA com o ensinamento de bons princípios aos filhos. A escola não é responsável integralmente pela educação do seu filho!!! Você pai é responsável também!!! MUITO RESPONSÁVEL. Então desperte o interesse pelo seu filho! Acompanhe seu desenvolvimento, participe e principalmente dê o exemplo!!!!!!! Assim ele aprenderá ter respeito com os mais velhos, com os professores e com ele mesmo! Não sou a favor de Kit nenhum, mas sou a favor de que ensinamentos morais e éticos E A IMPORTÂNCIA DA MANUTENÇÃO DA FAMÍLIA sejam transmitidos aos nossos filhos!

  11. Deus fez o Adão e Eva, e não Adão e Ivo, combater a discriminalização, tudo bem, agora ensinar que isso é uma coisa normal é que esta errado.

  12. Gente que absurdo total a maioria desses comentários. Querendo a volta da tal OSPB, criada pela ditadura militar?
    Cometário de que não é contra opção sexual mas em seguida faz comentários onde mostra claramente ser homofóbico. Onde estamos pessoas? Ponham a mão na conciência e pensem melhor no que estão dizendo. Quanta barbaridade meu Deus. E você Fábio, ajudando a fomentar o ódio entre as diferenças? Faça o favor hein?

  13. A Biologia demonstra que a finalidade primordial dos seres vivos é a perpetuação da espécie.

  14. Marcio Augusto Reply

    IMORALIDADE TEM NOME.
    HOMOSEXUALIDADE…COISA DO CAPETA…VÃO TODOS PARA OS QUINTOS DOS INFERNOS…
    FICO REVOLTADO COM ESSE TIPODE COISA. HOJE SE EU QUISER DEFENDER MINHA CALSSE DE MACHO E SAIR COM UMA CAMISA NA RUA ESCRITO “SOU MACHO E TENHO ORGULHO DISSO” COM CERTEZA SEREI PRESO POR PRECONCEITO, AO PASSO QUE SOU OBRIGADO, ISSO MESMO OBRIGADO A ACEITAR ALGO QUE UMA ABERRAÇÃO CRIADA PELO CAPETA, POR QUE ISSO NÃO É COISA DO DEUS SUPREMO.
    ENSINEM SEUS FILHOS A RESPEITAR OS PROFESSORES E OS MAIS VELHOS PRIMEIRO, DEPIS ENSINEM TUO O QUE É CERTO E TENHO CERTEZA QUE NENHUMA CRIANÇA MAIS VAI VIRAR HOMOSEXUAL.

    MARCIO – MACHO COM ORGULHO

Comente