Uncategorized

Secretário de Segurança Pública pede civilidade aos torcedores

O secretário de Segurança Pública do Paraná, Reinaldo de Almeida César, concedeu entrevista exclusiva à rádio Banda B para falar um pouco mais sobre o esquema de segurança que está sendo montado para o clássico Atletiba do próximo domingo, na Arena da Baixada.

Reinaldo pediu que a torcida tenha consciência de que criar brigas, confusões ou depredar o patrimônio público não é a melhor solução. “Quero deixar um apelo a todos os torcedores de ambos os times para que ajam com civilidade no clássico deste domingo, até por ser domingo de páscoa. Vamos ver o clássico apenas pelo lado do esporte, da disputa de um título”, explicou o secretário.

Ele revelou que conversou hoje à tarde com o comandante geral da Polícia Militar, coronel Marco Theodoro Scheremeta, e com o delegado geral da Polícia Civil, dr. Marcos Micheloto, e pediu que ambos reforçassem o planejamento de segurança para o Atletiba. “É um clássico, é um jogo importante, é uma decisão de campeonato. Eu disse a ambos que repassem aos batalhões para termos todo cuidado para garantir a segurança dos torcedores. O Scheremeta é um homem preparado para lidar com eventos esportivos, o Micheloto igualmente”, completou.

Na visão do secretário, não se pode transformar um estádio como a Arena da Baixada em um palco de guerra entre duas torcidas rivais, por isso todo cuidado está sendo tomado por parte da polícia. De acordo com Reinaldo, nenhuma alteração na legislação será feita até domingo, mas que todo tipo de experiência é válida para que a Secretaria de Segurança Pública se renove e controle com mais eficácia esses episódios de violência ligados ao futebol.

“O que podemos fazer no Paraná é a identificação dos torcedores que vão ao estádio, identificação visual mesmo, e ter uma atitude preventiva no entorno do estádio, aqueles que não têm ingresso não se aproximam do estádio. E que nós possamos ter uma atuação integrada com a Guarda Municipal de Curitiba para preservar terminais de ônibus e garantir que as pessoas possam ir aos estádios e voltar com segurança para casa”, explicou Reinaldo.

Por fim, o secretário deixou um recado para as torcidas, pedindo que o clássico ocorra com tranquilidade e que as duas torcidas deem um bom exemplo ao restante do país: “Independente do resultado do clássico, a nossa vida segue normalmente na segunda-feira, temos que ter essa consciência. O Paraná precisa dar um sinal para o Brasil de que podemos organizar jogos com muita paz e tranquilidade, porque Curitiba vai sediar a Copa do Mundo de 2014 e quem sabe a Copa das Confederações em 2013. Seria muito ruim neste momento dar uma demonstração negativa para o país”.

11 Comentários

  1. Piá_Curitibano Responder

    Essa espécie de espetáculo, de gosto duvidoso, deveria ser banida do calendário da cidade. Absurdo, todo o efetivo de segurança é remanejado para tentar conter os desatinos sociais dessas pessoas, enquanto todo o resto da cidade fica desguarnecida!
    Sem contar que nos horários próximos ao fim do jogo há risco de vida em passar, por necessidade, nas proximidades do vento.

  2. Parreiras Rodrigues Responder

    Reinaldo secretário pregando no deserto. Domingo à noite, o saldo dos sobreviventes.

  3. Para evitar quebradeira no transporte PÚBLICO, solução simples:
    que os ônibus não circulem num raio de 10km da Arena da Baixada. Caso contrário, pessoas inocentes vão continuar sendo feridas e mutiladas. Desnecessário esperar que alguém morra para se tomar atitude firme Sr.Secretário. Que esses pseudo torcedores, vândalos e marginais, andem a pé e sejam acompanhados pela PM, com viaturas e cavalaria. Já que essa é a lingua que entende, que assim seja! Ou nós, o povo, vamos continuar suportando isso e arcando com o prejuízo? Dir-se-á: o torcedor tem direitos. Muito bem, e nós, o restante do povo, que direitos temos? Alguém vai ter coragem e peito e assumir o encargo do cargo ou vamos viver nessa constante omissão?

  4. Desce a lenha nos agitadores de plantão e cana neles.
    Esse povo agitador tem que ser educado na borracha.

  5. Vandalismo como depredação do bem comum ou patrimonial como
    os pichadores devem ser presos e tratados exemplarmente.
    Não havendo punição a “brincadeira” continuará eternamente …

  6. Na verdade os onibus deveriam proibir os torcedores entrarem de camisetas de torcida, colocando Guardas Municipais em cada onibus para cumprir esta determinação. Os onibus serâo quebrados hoje apesar do pedido do Sr. Secretário, infelismente.

  7. ATÉ QUANDO VAMOS TER QUE FICAR EM CASA NOS DIAS DE JOGOS PARA EVITAR DE ENCONTRAR COM ESTES BANDIDOS TRASVESTIDO DE TORCEDOR UM JOGO DESTE DEVERIA SER FEITO BEM LONGE DE CURITIBA E COBRA A PASSAGEM VALOR BEM ALTO PARA QUE NÓS AMNHA NÃO TENHAMOS QUE FICAR MAS TEMPO NOS PNTOS DE ONIBUS PORQUE TEVE QUE FICAR NA CARAGEM PARA REPAROS OU COBRAR DOS TIMES O CONCERTOS DESTE ONIBUS.

Comente