Uncategorized

Paraná Pesquisas: Richa tem 75% de aprovação

Para 62% dos leitores entrevistados novo governo é melhor do que o do antecessor.

A taxa de aprovação do governador Beto Richa, nos primeiros quatro meses de governo, é de 74,8%. O índice foi levantado em pesquisa realizada pelo Instituto Paraná Pesquisas, entre 28 de abril e 1º de maio. Para 62,2% dos entrevistados, o governo Richa é melhor do que o do antecessor. Outros 23,1% dos entrevistados consideraram os governos semelhantes e 3,8% não souberam comparar.

“É uma honra e um privilégio obter este alto índice aprovação pela população no início do governo. Acredito que as pessoas já perceberam que adotamos um jeito moderno de governar, semelhante a uma via de duas mãos. Estamos tomando as decisões necessárias para dar novo rumo ao Estado, mas sempre ouvindo a população e contando com a participação da sociedade”, destacou o governador ao avaliar a pesquisa.

Para o governador, a pesquisa mostra que o eleitor paranaense estava ansioso por mudanças na gestão do Estado e revela confiança na administração do PSDB. “O Paraná ficou patinando durante a última década. Esta parceria da sociedade com o governo fará com que o Estado avance a passos mais rápidos rumo ao desenvolvimento”, disse Richa.

A Paraná Pesquisas ouviu 885 pessoas maiores de 16 anos neste levantamento, que foi realizado na capital e publicado pelo jornal Gazeta do Povo. A margem de erro de 3,5% e o grau de confiança de 95%.

17 Comentários

  1. Vlemainski-Cascavel Reply

    Em Cascavel já se percebe a diferença. O número de leitos hospitalares do SUS e UTI quase dobraram… A Ferroeste deixou de ser notícia ruim para transformar-se em esperança de desenvolvimento… Até a imprensa está elogiando o atual governo por ter sido respeitada, bem diferente do governo anterior. Agora esperamos a redução dos pedágios, duplicação da BR 277, o aeroporto regional e mais alguns benefícios… Aí ninguém segura o Oeste.

  2. capanema está de olho Reply

    essa pesquisa foi feita aonde?
    só se for em curitiba, pois nas cidades do interior não deve ser, pois até agora não foi feito, cadê as promessas de 26% para os professores, melhoria na br 163 e duplicação da 277? e até agora o interior só viu corte de gastos na merenda escolar e não envio de beneficio, que no governo anterior havia!

  3. Faço parte dos 25% que reprovam o governo Beto.
    Até agora só choradeira.
    A Lei não esta sendo cumprida na totalidade caso contrário a Emenda 29 teria sido implantada no prazo que a Lei determina 28 de Abril de 2011.

  4. Quem esta ganhando com o governo do beto somos nos paranaenses, graças a deus ja podemos notar a diferença, ações que valorizam o potencial do estado e a dignidade na identidade do paranaense, não tendo mais um governador que furta gravadores ou um que mendiga cargos em quarto escalão no governo do PT.

  5. A aprovação deve ser da choradeira pela suposta falta de dinheiro, etc, então, parem de chorar e comecem a trabalhar e ponham os irresponsáveis na cadeia…………

  6. Ainda é muito cedo para esse tipo de pesquisas. A avaliação pode ser acreditada após o primeiro ano de governo. O Beto Richa tem tomado medidas boas mas não adianta jogar para a platéia aplaudir. Primeiro precisamos ver os resultados. Digamos que até o momento, está MEIA BOCA.

  7. Mais uma cascata, até agora o governo não fez nada do que prometeu. Cade o Choque de gestão ????

  8. MOCINHO BONITO É PRA TELEVISÃO…AGUARDEM O FINAL DESTE MANDATO PRA VER O QUE É ESTA PORCARIA DE GOVERNO, UM SECRETÁRIO COMO O SEBASTIANI E UM PROCURADOR BONILHA ,COMO DA ÉPOCA DA DITADURA, QUE PROÍBE DIVULGAÇÃO DE PESQUISAS E INFORMAÇÕES SÓ PODE ADMINISTRAR POR BAIXO DOS PANOS (SÃO DA EQIPE DO REQUIÃO) E OUTRO SECRETÁRIO JAGUARA COMO O TANIGUCHI…MEU DEUS

  9. QUANTO FOI PAGO POR ESSA PESQUISA? NEM AS CONTAS DE DESPESAS DO GOVERNO DELE, ELE TÁ PAGANDO? NEM COMEÇOU A TRABALHAR. ME POUPE DE LER ISSO PELO AMOR DE DEUS….

  10. O Governador não esta cumprindo a Lei conforme matéria a seguir:

    Implantação da Emenda 29 está atrasada

    Professor Lemos cobrou a implantação da Emenda 29 na sessão da Alep desta terça-feira (03/05). A informação que se tem é que o governo organizou uma comissão de trabalho para tratar do tema. “A implantação está atrasada, isto é descumprimento da Constituição Estadual do Paraná”, explica Lemos.

    Laudenir Dotta, Bombeiro Militar, Presidente da Associação dos Policiais, Cabos e Soldados (APCS) e Coordenador do Fórum Estadual das Entidades de Policiais, Bombeiros e Pensionistas do PR, explica que as negociações estão no campo administrativo, “primeiramente queremos esgotar a negociação com o governo, a via judicial será a última opção”, afirma.

    Com a aprovação da PEC 64, mais conhecida como a PEC do subsídio, foi instituída a Emenda 29 à Constituição Estadual do Paraná, que determina implantação do subsídio como forma de remuneração dos policiais civis e militares e bombeiros militares.

    Depois de publicada em Diário Oficial em 28/10/2010, o governo tem 180 dias para implantar e cumprir a Emenda 29, esse prazo terminou no dia 28 de abril. A não implantação desta emenda é descumprir a Constituição Estadual. A emenda garante recuperação salarial aos policiais civis, militares e bombeiros.

    Saiba mais – Os policiais militares até abril de 2010 recebiam R$ 338,00 de soldo (salário), para complementar existem gratificações como a de periculosidade de R$ 89,00, e a função de policial militar de R$ 1.200,00, entre outras. Quando o governo repassa um reajuste salarial para os servidores como ocorreu em junho de 2010, de 5%, esse percentual é aplicado somente sobre os R$ 338,00.

    De acordo com a Constituição Federal os pagamentos dos servidores públicos da administração direta devem ser em forma de subsídio, ou seja, no caso dos policiais militares seria a composição de todos esses itens e não apenas o soldo, o contracheque dos PMs hoje está em torno de R$ 1.900,00, no Paraná. Dessa maneira os reajustes e quinquênios, por exemplo, incidiram sobre o total do contracheque e não apenas sobre o soldo.
    Fonte: http://www.professorlemos.com.br/noticias_detalhe.asp?id_cat=6&id=487

  11. Aqui em Francisco Beltrão ninguem foi entrevistado, e se fosse estariam nos 25% que desaprovam. Não é possível que um governo que ainda não governou estar com essa aceitação.

  12. Entre os peemedebistas derrotados na última eleição o índice de aprovação ao novo governador e de 200%.

  13. Os Petistas tb tveram boa aprovação vide luis inacio lula da silva !!!

    FORA RICHA VC NÃO CHEGA NEM AO PÉS DE SEU PAI

Comente