Uncategorized

Trabalhadores da Volkswagen continuam em greve

Em audiência realizada hoje (9) no Tribunal Regional do Trabalho do Paraná, os trabalhadores da Volkswagen do Brasil e a empresa não chegaram a um acordo, permanecendo em greve, que já dura cinco dias, na
fábrica de São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, que tem aproximadamente 3.500 empregados.

4 Comentários

  1. a diretoria da Vw está de parabéns pela falta de competência nas negociações, o valor apresentado para os funcionários de SJP é 80% do valor de SP, sendo que aqui a quantidade carros fabricados é maior bem como a qualidade melhor!
    Um grande descriminação com os funcionários paranaense!
    Sr Thomas Schmall disse que está preparado para ficar 40 dias parado, que fique então ou feche a fábrica!!

    Continua a greve!!

  2. Até a chegada dos agitadores sindicalistas,no Paraná, reinava a tranquilidade, no setor empresarial, .Interessante, quando o cara tá desempregado, ele faz até promessa, para se colocar, e levar o pãao pra casa, depois que se coloca , mostra as garrinhas, herança maldita vinda dos sindicatos de são paulo agitado pelo lula, se eu fosse o patrão demitia na hora quero ver se doendo no bolso , o cara não se coça.

  3. Os trabalhadores de SJP lutam por o que é de direito, todos sabem que o serviço é arduo para todos, seja da produção como da área administrativa, pois a cobrança existe em todo lugar. Os veículos VW ainda são os mais vendidos dentro e fora do país, vende-se mais Fox do que Sandeiro, porque diferenças na PLR ? Se esse dinheiro não vier para o bolso do funcionário, que acredito eu seja o maior patrimônio da empresa, vai lá para Alemanha engordar meia dúzia de acionistas, que nem estão sabendo que essa fabrica está parada ! E digo mais, qualquer empresa administrada por alemães seguem esse mesmo padrão de “braço forte” chegam sugam toda a mão-de-obra e recursos naturais, são redundantes a negociações e acham que estão por cima, então voltem para seu país de origem e suguem o seu povo não o nosso !

Comente