Uncategorized

Procurador de Justiça envia nota de esclarecimento

Na íntegra

A propósito das manifestações feitas ontem, 9 de maio, em Plenário, pelo presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, amplamente veiculadas pela imprensa, o Procurador-Geral de Justiça do Estado do Paraná Olympio de Sá Sotto Maior Neto, tem a esclarecer à sociedade paranaense o seguinte:

1. Ninguém está imune às apurações de responsabilidades efetuadas pelo Ministério Público. A Instituição vem cumprindo sua missão constitucional de investigar as noticiadas irregularidades e ilegalidades ocorridas no âmbito da ALEP, resultando inclusive na propositura de ações penais e civis públicas, sempre buscando a responsabilização e ressarcimento pelos danos causados ao patrimônio público.

2. Improcede assim qualquer vinculação entre a firme atuação do MP-PR e a situação funcional de quem quer que seja, independentemente de relações de parentesco ou outras quaisquer, porquanto empreendida com o rigor do critério da impessoalidade.

3. Os procedimentos investigatórios referidos e relacionados à existência de funcionários fantasmas no gabinete do deputado Valdir Rossoni tiveram início ainda em junho de 2010 e, portanto, antes dos atos de demissão funcional de sua iniciativa como presidente.

4. Por outro lado, é estranho que aludidas manifestações, diga-se levianas e infundadas, tenham vindo justamente de quem, oito dias antes, esteve em visita oficial no gabinete do Procurador-Geral de Justiça pedindo elucidação de caso veiculado pela imprensa, referente a servidora apontada como fantasma e que antes estivera ligada ao seu gabinete.

5. Finalmente, reafirma-se o dever do Ministério Público do Estado do Paraná de atuar na defesa do patrimônio público, promovendo as medidas necessárias à sua garantia, na perspectiva da construção de uma sociedade livre, justa e solidária.

27 Comentários

  1. Este é o verdadeiro MP do Paraná, atuante, imparcial e competente…outros poderes poderiam ser assim …
    Entendo que fica dificil para os coronéis ou aspirantes a coronéis da política nativa entenderem que estamos em novos tempos, ninguem será mais imune..portanto pensem antes das ações.

  2. Menos Sepulvida, menos. Se esse MP que vc mencionou fosse 10% dessas bobagens que vc escreveu, o Paraná não estava neste estado de calamidade. Esse MP que esta aí sempre arriou as calças pra familia Requião, sempre disse amem pras insanidades deles todos, governador, secretario e diretor de porto.

  3. É inacreditável, que o MP, e os demais órgãos de fiscalização e policiamento, passaram todas essas décadas simplesmente ignorando o antro de permissividade e roubalheira em que se transformou a ALEP.
    É o mesmo que dizer que a polícia não sabe onde se joga no bicho; onde se busca uma “pedra”, ou um baseado.
    Até as pedras sabem! Menos quem é contratado e pago para saber, e dar combate! Muito estranho!

  4. O M.P. até tem agido, mas o difícil é chegar ao seu intento! Nos idos dos anos 2000, houve uma séria investigação contra o ex-dep. e atual prefeito de Cianorte Edno Guimarães (PMDB); investigação que não se sabe o por que, não deu em nada. Tal investigação está lá na Promotoria de Crimes contra o Patrimônio Público com uma gama de provas! E daí? Havia muitos funcionários fantasmas, inclusive de sua própria família; e o que deu?…nada, claro!

  5. Queria eu também que o Presidente da ALEP continuasse com o mesmo entusiasmo e discurso com o qual entrou quando assumiu a mesma.

    Pena que ele murchou de uns tempos para cá.

  6. Acredito piamente que mexer com os empregos de irmãos, demitir irmãos, é algo perigoso. Um é irmão do promotor, outro é irmão do senador. O Sr. Presidente da Assembléia deve aguardar futuras e mais profundas manifestações de descontroladas medidas contra si. Porém, não deve esmorecer.Enquanto a razão estiver consigo deve ir à luta, de peito aberto e de forma galharda.

  7. Lamentavelmente, o Ministério Público estadual tornaou-se nesses últimos anos numa entidade ABAIXO de qualquer suspeita.

    Nenhuma apuração de irregularidades/improbidades denunciadas publicamente do governo passado; nenhuma punição; nenhuma satisfação á sociedade que lhes paga os mais régios salários do Estado.

    Detonaram na Assembléia, depois que o Ministério Público FEDERAL apontou o caminho, mas, não pisando nos “seus” próprios ovos que por lá haviam, como agora se sabe.

    Claro, há nobres exceções no Parquet, mas ela precisa se tornar a voz preponderante, em beneficio da sociedade e da próprio instiutição, mas, até o momento não conseguiu.

  8. Acredito que, pela omissão, o MP por muito tempo fez vistas grossas. Como a RPC conseguiu de fora investigar, e nenhum outro órgão de investigação conseguiu enxergar. Perdeu credibilidade o MP???
    Parabéns ao Rossoni que não se curvou!!

  9. A verdade é que esse pessoal do MP, o da cúpula mais especificamente também não é tão santo assim, todo mundo sabia o que acontecia mas ninguem se deu ao trabalho de fazer algo, eu por exemplo tambem sabia mas ia fazer o que?

  10. O MP é desgovernado. Promove ações infundadas e com vié ideológico.
    Também age politicamente.

    São os ressentidos e os comunistas devidamente organizados e entricheirados – com respaldo total. Pior que isso, só dois disso. Ou o PT.

  11. Parabéns ao Ministério Público.
    Se uma investigação for feita a fundo muitas cabeças vão rolar.

  12. . É isso aí mesmo, ADIVLUPES.

    . Só agora o MP tá se preocupando, pq a ‘roubalheira’ na ‘assombléia’ ( de assombração, mtos fantasmas. Por isso que o MPE ñ atuaou na ‘casa do povo’) foi denunciada pela imprensa.

    . Mas antes, onde andavam os dignos representantes do MPE.

    . Esse caso do Mauricio Requião. Quem foi que denunciou as ilegalidades da indicação p/ o TCE?
    . Pelo que sei ñ foi o MPE.

  13. O Procurador-Geral de Justiça do Estado do Paraná Olympio de Sá Sotto Maior Neto tem o dever de defender o patrimônio publico e assim o faz com eficiência. Governador temos que rever a indicação do PSDB para ALEP, antes que seja tarde. A Rute que o diga…já passou da hora…

  14. Sempre as velhas castas; sempre os inexpugnáveis feudos que só se sacodem quando aparece um tsunami; sempre as mesmas cantilenas de “sociedade justa” “patrimonio público” e outros “que tais ” que ninguém mais aguenta nem ouvir e muito menos pagar. Até parece que o MP é uma congregação religiosa que só abriga castos e puros( não esqueçam de um tal de De Lazzari et catrefa que estiveram por lá e quase transformaram aquele éden num lupanar a mando do cafetão mor !)
    Estou 100% com ADIVLUPES e PEDRO ROCHA .

  15. Telhado de vidro !
    Se tivesse agido há anos atras nada disto teria ocorrido, o Paraná não teria perdido milhões em robalheiras destes quadrilheiros !

  16. RICARDO TEIXEIRA Responder

    nao tem como?

    ja foi indicado na marra, na pressao e os deputados engoliram

    agora o mandato é de outro governador, outros deputados,

    vai comer mamona com seu irmao mais velho.

  17. Vlemainski-Cascavel Responder

    Como paranaense gostaria que o MP tivesse a coragem e a ousadia do Rossoni, divulgando seus atos, já que não os vejo, nem o retorno do dinheiro público aos cofres. E olha que ganham muito bem para isso… Creio que a justiça do Paraná, bem como o MP necessitam de uma reengenharia, um choque de gestão e uma boa dose de “simancol”, pois é caríssima e lenta. Ah, uma dose de humildade e menos vaidade seria bom também…

  18. Realmente é de se pensar o que fazia o MP até então, que nunca denunciou os desmandos e falcatruas da ALEP? Falta de autoridade ou conluio dos mandantes (não estamos falando dos procuradores como um todo mas das chefias).
    As coisas começaram a acontecer após o trabalho árduo da Gazeta do Povo. Aí todo mundo acordou ou se sentiu forte.
    Mas antes tarde do que nunca.
    Esperamos que seja o início de uma nova era e que a partir de então se mate a cobra no nascimento e não depois que ela está grande e gorda.

  19. Pedro Rocha
    a policia sabe muito bem onde tem jogo do bicho, mas estão proibidos de atuar nesse antro (informalmente), afinal tem muita gente grande envolvida, desde politicos, advogados, juiz….etc.

  20. Só por curiosidade:
    Esse é o 1º mandato do dep Valdir Rossoni ??
    – Não, então tá explicado.

  21. Parabéns ao MP, Nao se curvem diante de canalhas e ladrões travestidos repentinamente por um manto de seriedade adquirido as custas de cargos comissionados remunerados com supersalarios.

  22. Maais uma vez, o rossoni, tentando desviar as atenções, referente aos seus fantasmas, o severo , irmão do dr olimpio, trabalhou muitos anos na alep, com muita dedicação, e a sua diretoria, nãao mexia com dinheiro, então o rossoni o exonerou, por pura pirraça, . acho que, quando for necessario, e tiver alguma denuncia o severo vai ser investigado, entãao seu rossoni pare de desviar as atenções, em cima de seus fantasmas.

  23. Colocar o Ministério Público (MP) para fiscalizar as ações da ALEP parece uma boa medida para evitar falcatruas nesta instituição. Mas……quem irá vigiar o MP?

  24. Alexandre Gonçalves Responder

    Lamentavel, depois do caso Mauricio Requião, do caso do irmão Eduardo que destruiu o Porto e dos inescrupulosos casos de ofensa moral e antietica do “chefe-mor” Requião, o MP ainda quer dar uma de bonzinho.

    É melhor descer do poder e defender o povo que é a missão de voces e larguem de fazer politica partidária.

    Vejam o caso do COEDE atrelado na Secrearia de Estado da Justiça, Só porque foi criado por Jayme Lerner em dezembro de 2002, Requião o sepultou e colocou concreto em cima. E ninguem do MP aparece para fazer esse CONSELHO que represeta 15% da população do Paraná para funcionar devidamente e espalhar por todo o Paraná, Conselho Municipal de Pessoas com Deficiencias.

    Uma vergonha,

  25. Primeiro, o Sr. Olympio deve exlicações à sociedade:

    1. Como o irmão dele foi parar na ALEP? Concurso ou QI?

    2. O Dep. Rossoni falou em “dezenas de funcionários” do Sr. Severo, eram fantasmas também?

    Gosto desta guerra de babuínos…

  26. A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO PARANÁ E SUA CULPA MAL RESOLVIDA QUE A PERTUBA E PERTUBA OS OUTROS!

    DEUS abençoe o Ministério Público e seus Promotores na sua ação e atuação e que esta bela, limpa e brilhante instituição que está realmente representando o povo com galardia, tenha com este mediocre parlamento estadual um comportamneto de trator, ou seja, que façam barulho, derrubem e passem por cima com o rolo comprensor da legalidade que os defensores da lei teêm!

Comente