Uncategorized

Paraná é 5º. estado em cédulas de real falsificadas

De Fernanda Leitóles, da Gazeta do Povo

O Paraná foi o quinto estado em número de cédulas de real falsificadas que foram retidas pelo Banco Central (BC). Os dados levaram em conta os números dos primeiros quatro meses de 2011. Até 30 de abril, 4.893 cédulas falsas foram recolhidas no estado. O Paraná ficou atrás de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Pernambuco.

A nota campeã foi a de R$ 50 antiga (da primeira família do real), que teve 3.060 unidades falsas recolhidas. Esse número corresponde a 62,53% do total do estado.

A segunda cédula em número de falsificações retidas foi a antiga de R$ 100. O BC recolheu 1.359 (27,77 do total do estado).

As duas cédulas juntas somaram 90,30% do total de falsificações retidas no Paraná.

De acordo com o Banco Central, nove cédulas falsificadas da segunda família do real (uma de R$ 50 e oito de R$ 100) foram recolhidas no estado até 30 de abril. Nesse período, o BC recolheu cerca de 4 mil cédulas falsificadas de real do novo tipo em todo o país.

Dicas de segurança

Segundo o Banco Central, a primeira orientação à população é para que observe a existência da marca d’água na notas de real. Aproximadamente 60% das cédulas falsas retidas pelo BC não apresentavam esse item de segurança.

As cédulas apresentam as letras “B” e “C” do lado que contém a numeração. Segundo o BC, a pessoa deve observar o canto inferior esquerdo e colocar a nota na altura dos olhos.

Outra dica é prestar atenção na estrela do símbolo das armas nacionais nos dois lados da cédula, pois devem se ajustar exatamente na mesma posição.

O órgão orienta ainda que a pessoa fique atenta ao papel e a impressão da cédula. O papel legítimo é menos liso do que o comum. Além disso, a nota verdadeira apresenta relevo na figura da República (do lado em que está escrito Banco Central do Brasil) e nos números do valor da cédula.

Se a pessoa ainda tiver dúvidas, deve comparar a cédula duvidosa com outra que tenha certeza de que é verdadeira.

Para obter mais informações sobre as notas de real, acesse o site do Banco Central e clique em “cédulas e moedas” no menu do lado esquerdo.

2 Comentários

  1. antonio carlos Reply

    O problema está na proximidade com o Paraguai, que facilita em muito a tarefa de importar de cédulas deste país. Incrível que até agora não encontraram nenhuma de R$ 3,00, mas é só uma questão de tempo. Tony

  2. Simplicio Figueira Reply

    Os maiores falsificadores de papel moeda estão na Colombia,principalmente notas de dólar.

Comente