Uncategorized

Paraná foi escolhido para nova fábrica da Cargill

A Cargill finalmente anunciou ontem que escolheu o Paraná para receber a sua nova fábrica. A negociação com governo com três Estados demorou quase três meses e agora a indústria está em dúvida entre cinco municípios paranaenses: Ponta Grossa, Castro, GUarapuava, Maringá e Londrina. O que justifica o grande interesse pela indústria é que com ela virão seis empresas (chamadas satélites). Juntas, elas planejam investir R$ 1,2 bilhão. Só a Cargill investirá mais de R$ 350 milhões.

6 Comentários

  1. Enquanto isso aqui em Toledo, um dos maiores produtores agropecuários do Brasil o prefeito continua empenhado em maquiar a cidade, com construções de utilidade duvidosa, a administração pública é muito mais que isso, precisa pensar o município sob todos os seus aspectos e a atração de novas indústrias é um fator primordial, trazendo inúmeros benefícios a população através da geração de empregos e impostos.

  2. Carlos Eduardo Nes Responder

    Parabéns ao Secretário Ricardo Barros e o Diário dos Campos Gerais deu em primeiro mão.

  3. Tomara que venha para Guarapuava e este prefeito permita desta vez…
    Afinal o Coronel já barrou várias empresas que gostariam de se instalar aqui.
    Por isso que Guarapauava continua sendo o pólo mais pobre do Paraná….uma vergonha mesmo!

  4. Que diferença, isto jamais aconteceria há um ano atrás, porque o velho odiava todo tipo de indústria que pudesse trazer progresso ao Paraná. tony

  5. Para uma melhor distribuição da renda no Paraná o governador é que deveria sugerir para se instalarem na região centro-sul, menor IDH, falta de empregos com carteira assinada e outros que não precisamos colocar. Nas regiões Norte, Oeste, Sudeste e Sul já tem grandes indústrias que alavancaram a economia local, deixa agora o centro-sul melhorar os seus indíces de pobreza e analfabetismo, pois sabemos que junto com um bom emprego vem o desenvolvimento sócio-cultural.

  6. Nao esquecao de fortalecer o setor industrial da regiao centro sul,pois ali precisa apresentar alternativas para somar con o setor fumageiro,principalmente no que referese a geracao de renda.

Comente