Uncategorized

Prejuízo de R$ 700 mi com greve na Volks do Paraná

Do G1 Paraná

A greve dos trabalhadores da fábrica da Volkswagen de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, chegou a marca de 30 dias de paralisação. Isso significa que 18 mil automóveis deixaram de ser produzidos e o prejuízo estimado é de R$ 700 milhões.

Os trabalhadores reivindicam participação nos lucros e resultados da empresa de R$12 mil. A empresa ofereceu uma primeira parcela de R$ 5,2 mil, mesmo valor aceito pelos funcionários da fábrica em São Paulo, e pagamento da segunda parcela equiparada com os paulistas. A proposta foi recusada pelos metalúrgicos.

O presidente do sindicato, Sérgio Butika, argumenta que a fabrica paranaense produz mais do que a de São Paulo.

Com a linha de produção parada, faltam carros nas concessionárias. Em uma loja de Curitiba, 50 oportunidades de venda foram perdidas. Quatro modelos de carros estão em falta.

Em Maringá, no Norte do Estado, o gerente de uma concessionária espera a entrega de 30 veículos, alguns já vendidos. Ele diz que não há data para os carros chegarem e que os compradores estão descontentes com a situação.

4 Comentários

  1. olha tô com uma dó da volks, esses trabalhadores gananciosos, onde já se viu dar prejuízo para um a multinacional?

  2. MAS É ENGRAÇADO QUE ELES PREFEREM QUEBRAR…..FECHAR..PERDER MILHÕES DO QUE DIVIDIR UM POUCO DO LUCRO;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;

Comente