Uncategorized

CPI dos Portos se reúne com a Polícia Federal, Ministério Público e Tribunal de Contas

Os deputados que integram a CPI da Assembleia Legislativa que investiga supostas irregularidades nos portos de Paranaguá e Antonina se reúnem, na próxima semana, com integrantes da Polícia Federal, do Ministério Público Federal e do Tribunal de Contas do Estado. O encaminhamento de requerimentos a esses órgãos, solicitando acesso às denúncias que envolvem os portos paranaenses, foi aprovado nesta quarta-feira (8), quando definiram também o cronograma de trabalhos.

Os encontros com essas autoridades estão previstos para a próxima terça-feira (14). A meta é solicitar aos órgãos federais o repasse de informações sobre as operações “Dallas” e “Águas Sujas”, que já apuram supostos desvios cometidos nos portos paranaenses. “Vamos buscar informações que possam subsidiar o início dos trabalhos da CPI. Queremos aprofundar as investigações feitas até agora pelas autoridades federais, mas principalmente oferecer soluções para que os problemas detectados nunca mais ocorram”, explicou o deputado Douglas Fabrício (PPS), presidente da CPI.

Os portos do estado são alvo de investigações que apontam fraudes em contratos de prestação de serviços e desvios de cargas. Assim, a CPI pretende convocar para prestar esclarecimentos os atuais diretores e também os ex-diretores da instituição.

Algumas denúncias que começam a ser investigadas pela CPI:

• Desvio de até quatro mil toneladas de grãos por safra, o que renderia até R$ 9 milhões de lucro;
• Fraude no software que pesa os produtos na entrada do porto;
• Desvios na esteira chamada de Dallas (nome que batizou a operação da PF) e na retenção técnica;
• Suposto esquema para a compra de uma draga de uma empresa de Londrina no valor de Us$ 46 milhões. Segundo a PF, US$ 5 milhões seriam desviados;
• Desvio de dinheiro a partir do Termo de Ajustamento de Conduta;
• Desvio com empresas “laranjas”. Em especial, no setor de limpeza.

1 Comentário

  1. S Y N F R O N I O. Reply

    Uai…o que e que vao combinar… ja sei vao pedir participaçao nos lucros, e angavetar, as suspeitas, porque no Brasil so condena indigente, sem recursos
    para gozar das benesses das leis.

Comente