Uncategorized

Esquema de segurança de Rossoni e da Mesa Executiva será revisto

Informação foi divulgada pelo tenente-coronel Arildo Dias, chefe do Gabinete Militar da Alep. Carro do presidente da Casa foi atingido por tiros no fim de semana

da Gazeta do Povo

Após o carro do presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Valdir Rossoni (PSDB), ser atingido por tiros na madrugada de sábado (11), o esquema de segurança de Rossoni e dos demais integrantes Mesa Executiva da Alep será revisto. A informação foi divulgada pelo tenente-coronel Arildo Dias, chefe do Gabinete Militar da Alep, nesta segunda-feira (13), por meio do site da Assembleia.

O veículo do deputado foi atingido em uma estrada rural do município de Bituruna, no Sul do estado. Rossoni não estava no veículo. O carro era ocupado pelo motorista e pelo diretor-financeiro da Assembleia, Sérgio Brun, no momento do incidente. Ninguém ficou ferido no episódio.


Segundo o tenente-coronel Dias, o incidente foi proposital e a hipótese de assalto é fraca. “Quem atirou não quis dar susto, quis ferir alguém. Quando a intenção é o assalto, você tem de parar o veículo, fazer uma abordagem. Ali foi um franco atirador que efetuou um disparo no veículo que estava passando”, afirmou o chefe do Gabinete Militar em entrevista concedida ao site da Alep.

A assessoria de imprensa da Assembleia Legislativa informou nesta segunda-feira, por volta do meio-dia, que ainda não foi definido como será o novo esquema de segurança. O Gabinete Militar e os membros da Mesa Executiva devem se reunir nos próximos dias para discutir a revisão do esquema de segurança dos parlamentares.

De acordo com a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), o caso é investigado pela 4ª. Subdivisão Policial de União Vitória e detalhes serão divulgados somente quando o incidente for esclarecido.

2 Comentários

  1. Imaginem quanto a estratégia de atentado vai render. Era essa mesma a intenção para justificar a “nova” sangria na AL (só muda de mão).

  2. E ele chorou na frente das câmeras. Tadinho!!! E ele nem estava no carro. Se tivesse, fazia xixi na calça.

Comente