Uncategorized

Debate sobre segredo de arquivos opõe PT a Dilma

da Folha.com

A bancada do PT no Senado decidiu ontem (14) defender publicamente o projeto que acaba com o sigilo eterno de documentos oficiais, contrariando a presidente Dilma Rousseff e a orientação da nova ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, informa reportagem de Ana Flor, Catia Seabra, Fernanda Odilla, Gabriela Guerreiro e Valdo Cruz na edição desta quarta-feira da Folha de S. Paulo.

Ideli reafirmou ontem disposição do governo de derrubar no Senado a mudança introduzida no projeto pela Câmara, que tira do governo o direito de manter eternamente em segredo documentos públicos classificados como ultrassecretos.

O projeto original, enviado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Congresso há dois anos, reduz de 30 para 25 anos o tempo que papéis ultrassecretos podem ser mantidos em sigilo, mas permite que esse prazo seja renovado indefinidamente.

No ano passado, a Câmara aprovou uma emenda ao projeto, estabelecendo que o sigilo só poderia ser renovado uma vez e limitando a 50 anos o prazo para liberação de documentos oficiais.

1 Comentário

  1. Ao contrario dos americanos, cujos documentos secretos versam sobre invasões, guerras e espiões, nossos documentos “ultra” secretos versam sobre que são os autyores das maracutaias dos governos após regime militar.

Comente