Uncategorized

PMDB está fora das sabatinas a conselheiros do TCE

Caíto Quintana e Nereu Moura não concordam com a quebra das diretrizes da primeira convocação e o grande volume de candidatos sabatinados a cada reunião

O deputado Caíto Quintana, líder do PMDB, enviou ofício ao presidente da Comissão Especial criada com a finalidade de opinar no procedimento de indicação de Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Élio Rusch (DEM), e ao presidente da Assembleia Legislativa, Valdir Rossoni (PSDB), comunicando o afastamento dele e do deputado Nereu Moura da referida Comissão.

A vaga de conselheiro do TCE ficou aberta após a decisão de Valdir Rossoni de anular a convocação e eleição de Maurício Requião, em meados de 2008. Logo após o ato de Rossoni, o governador Beto Richa (PSDB) assinou documento anulando a nomeação de Maurício Requião. Em seguida foi criada a Comissão Especial para promover as sabatinas e opinar na indicação do novo conselheiro.

Caíto Quintana e Nereu Moura comunicam no ofício que a decisão pelo afastamento da Comissão é por não concordarem com a quebra das diretrizes previamente estabelecidas, quando da primeira convocação para inscrição dos candidatos.

Nesta etapa, 16 pretendentes apresentaram disposição de concorrer ao cargo aberto. Com a prorrogação da convocação, 42 candidatos se inscreveram para a eleição do novo conselheiro.

Os deputados do PMDB informam ainda que a decisão pelo afastamento ocorreu por não concordarem com o grande volume de candidatos sabatinados a cada reunião da Comissão. Só nesta quarta-feira (15), está prevista a sabatina de 16 candidatos até o meio dia. Este fato acaba inviabilizando uma análise mais criteriosa de cada candidato.

Íntegra do ofício do Líder do PMDB

“Curitiba, 14 de junho de 2011

Excelentíssimo Senhor:

Na qualidade de Líder da Bancada do PMDB, venho através do presente informar o afastamento dos senhores deputados Caíto Quintana e Nereu Moura da Comissão Especial criada com a finalidade de opinar no procedimento de indicação de Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Paraná, pelas razões a seguir elencadas:

– Por não haver concordância com a quebra das diretrizes previamente estabelecidas, quando da primeira convocação para inscrição dos candidatos à vaga de Conselheiro do Tribunal de Contas;

– Por não haver concordância com o excesso de candidatos a serem sabatinados por reunião – superior a 10.

Contando com sua presença, reitero votos de estima e consideração.

Caíto Quintana – líder do PMDB

Nereu Moura – Deputado Estadual”

Comente