Uncategorized

Passeata contra as drogas na sexta e “Marcha pela Liberdade” no sábado

Antônio Nascimento e Jadson André da Banda B

A caminhada contra as drogas que percorreu o calçadão da rua XV de Novembro no centro de Curitiba, reuniu cerca de 1,5 mil pessoas na manhã desta sexta-feira (17). Os manifestantes vestiam camisetas com o slogan da campanha “Louco pela vida, drogas to fora”, além de faixas e cartazes. A passeata teve início na Praça Santos Andrade e terminou na Praça General Osório por volta das 12h30.

O evento faz parte da 3ª Semana Antidrogas de Curitiba organizada pela prefeitura e conta com a participação massiva de políticos, ONGs e representantes de centros de recuperação de dependentes químicos. A prefeitura argumenta que o evento não aconteceu por causa da decisão do Superior Tribunal Federal que liberou a realização da Marcha da Maconha no Brasil. Mesmo assim, membros de ONGs que apoiaram o evento comentaram a decisão dos ministros.

“Esta decisão não muda nossa luta e não vai nos intimidar. As drogas não foram liberadas e sim a liberdade de expressão. Eu temo apenas pelos adolescentes que não tem o poder de escolha fortalecido ainda e ficarão expostos”, disse Marisa Lobo, umas das organizadoras da passeata.

Nova marcha

Neste sábado (18) está prevista a realização de uma nova “Marcha pela Liberdade” em Curitiba. O evento deve ter início às 14h na Praça Rui Barbosa, região central da capital. Cerca de 2 mil pessoas já confirmaram participação.

7 Comentários

  1. Parece que só vale o que a gente acha que é certo, porque não bebo, condeno a bebida, porque não fumo, condeno o cigarro, mas porque sou intolerante não permito que ninguém me condene. E dá-lhe intolerância. Não sou favorável à liberação das drogas, de nenhuma espécie, até das legais, mas intolerância não. Tony

  2. CAÇADOR DE PETISTAS Responder

    “nunca antes neste pais”, a imoralidade, o descalabro, a roubalheira teve um índice tão alto.

    PT, o câncer do brasil.

  3. Até quando vamos discutir um assunto que deveria já estar contido no bom senso das pessoas, acredito que só é a favor da liberação de qualquer movimento a fovor das drogas só pode vir de viciado ou mal informado. Não basta toda a dificuldade que as pessoas já passam com os drogados existentes? roubos, assaltos, prostituição, mortes e toda sorte de crimes está relacionado com as drogas e suas conseguencias isto sem contar com o prejuizo que causa a saúde do individuo.

    Rocha CDQ

  4. Vamos ver se vai ser a liberdade ou liberação da expresão da decisão de uso democratico. Pós-liberdade (eu uso e ninguem tem nada com isso).Isso afeta a sociedade? Coisa que não sou favoravel em nenhum aspecto nem do uso e nem da liberação!

  5. Democrácia, em pleno estado de direito dever estar atuante em toda sua plenitude, resquardando a independencia da atuação do tres poderes constitíidos, ou seja o legislativo, elaborando as léis, o executivo, executando-as e o judiciário julgando-as. Me preocupa quando um dos poderes começa a se sobre por aos outros, ou seja, legislar, executar e julgar ao mesmo tempo, quando isso acontece, a DEMOCRACIA, corre perigo. Essas últimas deçisões tomadas pelo Supremo Tribunal Federal, causa uma certa iguietude em nós simples mortais, como por exemplo, a autorizacão do casamento gay, que causou mal estar na maioria da populaçao brasileira, e uma curiosidade, como aplicar a lei Maria da Penha, neste caso, ???????. Um caso recente, o governo de Cuba, Fidel Castro pediu a extradição de dois atletas negros que deserdaram enquanto competiam em jogos aqui no Brasil, foi prontamente atendido pelo governo Lula que extraditou os dois jovens atletas negros cubanos. No caso Batiste, um italiano branco de olhos azuis, criminoso, julgado e condenado a prisão perpétua no seu pais de Origem a Itália, o governo brasileiro, negou ao Governo Italiano a extradiçao do criminoso, que acaba de ter o visto permanente, seria uma atitude preconceituosa ou o governo vive uma crise de inversão de valores ??, branco criminoso pode, negro atleta, não pode. Ainda mais recente a marcha da maconha, liberada pelo STF, ao meu ver uma deçisão precipitada e preocupante, pois abre-se um precedente para outras marchas como a dos pedófilos, corruptos, traficantes e tantas outras identificadas pelas marginalidade. Será que estamos em plena crise da ética, da moral e bons costumes, será???? Luther King…dizia,..( o que mais preocupa é o silêncio dos bons), Lembrando o nosso Rui Barbosa…( de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos homens, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto). É de fato preocupante

  6. Democrácia, em pleno estado de direito, deve estar atuante em toda sua plenitude, resquardando a independência da atuação do tres poderes constituídos, ou seja o legislativo, elaborando as léis, o executivo, executando e o judiciário, julgando. Me preocupa quando um dos poderes começa a se sobre por aos outros, ou seja, legislar, executar e julgar ao mesmo tempo, quando isso acontece, a DEMOCRACIA, corre perigo. Essas últimas deçisões tomadas pelo Supremo Tribunal Federal, causam uma certa inquietude em nós simples mortais, como por exemplo, a autorizacão do casamento gay, que causou mal estar na maioria da populaçao brasileira, e uma curiosidade, como aplicar a lei Maria da Penha, neste caso, ???????. Um caso recente, o governo de Cuba, Fidel Castro pediu a extradição de dois atletas negros que desertaram enquanto competiam em jogos no Brasil, foi prontamente atendido pelo governo Lula que extraditou os dois jovens atletas negros cubanos. No caso Cesare Battisti, um italiano branco de olhos azuis, criminoso, julgado e condenado a prisão perpétua no seu pais de Origem, a Itália, o governo brasileiro, negou ao Governo Italiano a extradiçao do criminoso, que acaba de ter o visto permanente, seria uma atitude preconceituosa ou o governo vive uma crise de inversão de valores ??, branco criminoso pode, negro atleta, não pode. Ainda mais recente a marcha da maconha, liberada pelo STF, ao meu ver uma deçisão precipitada e preocupante, pois abre-se um precedente para outras marchas como a dos pedófilos, corruptos, traficantes e tantas outras identificadas pela marginalidade. Será que estamos em plena crise da ética, da moral e bons costumes, será???? Luther King…dizia…(O que me preocupa, não é o grito dos corruptos, dos violentos e dos desonestos, dos sem ética, dos sem caráter… O que mais me preocupa é o silêncio dos bons), Lembrando o nosso Rui Barbosa(… de tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos homens, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto). É de fato preocupante

Comente