Uncategorized

Deputado federal quer plebiscito sobre a legalização da maconha

De Fernando Castro do G1 PR

O deputado federal Fernando Francischini (PSDB-PR) defende que a Justiça Eleitoral realize um plebiscito sobre a legalização da maconha no Brasil. Ele afirmou que pretende coletar assinaturas na Câmara dos Deputados para viabilizar a proposta.

“É a única forma de a gente ter uma noção de qual caminho a sociedade quer. Para não ser a decisão de poucos contra a vontade de muitos”, afirmou ao G1 o deputado. Ele disse que a partir de segunda-feira (20) irá realizar um estudo de como conduzir o pedido. “Não sei se faremos só com a assinatura de deputados federais ou publicamente, no mesmo estilo da Lei da Ficha Limpa”, explicou Francischini.

Questionado se a população estaria preparada para tomar essa decisão, o deputado afirmou que sim, e que para isso seriam realizadas audiências públicas com a participação de especialistas a favor e contra a legalização. “Ao fim do debate, a população poderá dizer o que quer”, disse.

Ele ressaltou que é contra a legalização, mas acredita que toda população tem de ser ouvida.

Estratégia
Francischini afirma que a decisão sobre a legalização ou não é importante para que possa ser traçada uma estratégia nacional para as políticas públicas referentes ao assunto. “Se a decisão for pela legalização, precisa ser discutido como vai ser feita, se for contra, já se encerra o assunto e vai para o trabalho de prevenção”, disse.

21 Comentários

  1. ELE NÃO TEM NADA DE MAIS IMPORTANTE PARA OCUPAR O TEMPO, PAGO POR NÓS, INCLUSIVE??????????????
    OU É SUA ÚNICA PLATAFORMA PARA CONSEGUIR UM ESPAÇO NA MÍDIA???

  2. Parabéns dep Francischini.
    Passou da hora de acordar aqueles que ainda estão dormindo em berço explendido.
    Esse país, precisa acordar e ver que possuímos problemas de ordem maior, quais temos que discutir e colocar em prática.
    E nesse momento, essa marcha da vergonha e desocupados, deveriam prestar atenção no problema que eles estão criando para a nação Brasileira.
    Quando muitos estão correndo atrás para resolver tudo que de errado existe, aparece esses manés, que não tem noção alguma da MER@&%#@ que estão fazendo, para atrapalhar os grandes interessados em amenizar o sofrimento dos brasileiros.

  3. O tiro sairá pela culatra, pois será o Povo Paranaense contra estes deputados milionários de mentalidade policialesca.

  4. Tá querendo aparecer e fazer moral nas costas do povão. “já se encerra o assunto e vai para o trabalho de prevenção” Ué??? Então nunca se mexeu antes com prevenção?

  5. Amigo Francischini, sugeri esta idéia na quinta-feira para a Secretária de Justiça, Dra. Maria Tereza. Poderíamos lançar a idéia na abertura da XVI Semana Estadual de Prevenção às Drogas, dia 27/06, no Palácio das Araucárias.
    Apoio integralmente sua idéia e te ajudarei no que for preciso.

    Coordenador Estadual Antidrogas

  6. A cada dia que se passa fico estarrecido em ver políticos (até FHC) de-
    fender a legalização do uso da maconha e derivados. Agora este deputa-
    do quer fazer um plebiscito ?? Eu acho que tem M… na cabeça.
    Temos tantos problemas sociais gravíssimos neste país e poucos políti-
    cos trabalham com afinco para tentar resolver. São os políticos hipócritas
    que nos afastam cada vez mais da verdadeira POLÍTICA …
    Guardem bem o nome destes malucos para retirarem definitivamente do
    mundo político nas próximas eleições.

  7. Quem será que vai pagar a conta dessa votação popular? R. Opovo é claro. Dinheiro jogado fora, mesmo que se realize um plebiscito, o povo não tem legitimidqde, para mudar tal Lei. Vai depender dos nobres senadores, deputados e Presidente da República, para se legalizar ou não. então bastaria a realização de uma pesquisa, evitando assim, enormes gastos.

  8. antonio francisco da silva Responder

    nunca antes um deputado gostou tanto de aparecer na midia,sempre que há brecha lá está o franciquini.Vai ser um fiasco nas proximas eleições parlamentares.

  9. Nobre Dep Fed Dr. Francischini! Um plebiscito sobre a legalização da maconha será importante, mas não poderá ser um assunto atropelado; é necessário dar tempo tb às pessoas de bem se manifestarem. Uma sugestão: Fazer um plebiscito por grupos. Cada Igreja dará o seu resultado, respondendo ao mesmo questionário. Assim teremos um resustado bem mais claro. Um grande abraço ao Dep Francischini. Em Cristo, Aroldo F.

  10. Engraçado, será que ele está se aproveitando da mídia ou trabalhando bastante? Pelo que vi por aí, ele não apareceu na Caras comprando iates ou de férias em praias paradisíacas. Só o vejo trabalho em prol da defesa e bem estar das famílias. Eu como mãe paranaense tenho muito orgulho desse deputado ser da nossa terra! Tenho certeza que com esse deputado trabalhando assim, minha filha terá um futuro saudável! Parabéns deputado!

  11. É difícil entender o povo. Quando alguém faz alguma coisa e trabalha de verdade, fazendo a diferença, o povo reclama e diz que quer aparecer!

    Parabéns Dep. Francischini! Nos sentimos orgulhosos porque o Sr. não se cala e está na mídia porque faz a diferença!
    Continue… Vamos p/ cima!
    O mal só prevalece quando os homens de bem cruzam os braços!

  12. Deputado: o que acha de fazermos um plebiscito sobre o salário dos deputados, sobre as benesses que recebem, sobre os cargos que têm à disposição, sobre tamanho do Estado, sobre os impostos, sobre a reforma política, etc, etc, etc. Seria uma ótima maneira de evitarmos “a decisão de poucos contra a vontade de muitos”. O que acha? Podemos aproveitar o plebiscito que quer organizar e fazer um grande plebiscito para economizarmos nos procedimentos.

  13. Ah, e continuando, enganar-se que a vontade de muitos deve ser transformada em a vontade de todos é um equivoco comum entre os ignorantes sobre a democracia: o que o senhor “nobre deputado” quer, não é democracia, é populismo!

  14. VÁ EM FRENTE DEPUTADO,
    NÃO LIGUE PARA AQUELES QUE ESTÃO CRITICANDO A SUA ATUAÇÃO EM DEFESA DA FAMÍLIA.
    NO MINIMO OS QUE CHIANDO DEVEM SER TODOS MACONHEIROS QUE NUNCA FIZERAM E NEM VÃO PRODUZIR PARA O CRESCIMENTO DO PAIS.

  15. Os internautas de Deus e as turminhas das igrejas festejam os arroubos quixotescos do deputado. Logo vai ser um plebiscito para se estabelecer a pena de morte; outro contra o aborto e eutanásia; pela extradição do Battisti, rsrsrsrsrsr. Apesar do “povo” ser a favor, eu serei contra. Se existe um ditado mais idiota e mentiroso que “a voz do povo é a voz de Deus”, me contem.

  16. Parabén deputado. Continue firme na defesa das questões em que a família paranaese está ameaçada. Somente com valores cristãos é que podemos reverter este liberalismo doentio da nossa sociedade. A integridade da familia em primeiro lugar!

  17. ANTONIO FRANCISCO DA SILVA…….Aquele abraco……Que bom encontra-lo neste blog do Campana……pois e Chico..tantas familias sofrendo com seus filhos….lutando contra as drogas….Vem um delegado da policia federal ,hoje eleito deputado federal…querendo plebicito para legalizar a maconha…..a maconha e a porta de entrada para outras drgoas pesadas…e a apocalipse….realmente e o fim dos tempos…..grande abraco..nobre colega…..Carvalho 5DP.

  18. Lucas de Paula Teixeira Responder

    Merda na cabeça tem quem acha só pq não gosta de maconha ninguém tem o direito de gostar, e quanto a legalização das drogas, muitas já são legalizadas, como alcool e o cigarro, que é muito pior que maconha…
    Vicios em drogas é caso de saude publica, e não de policia!
    E quanto a maconha ser porta de entrada para outras drogas, pra mim foi ao contrario, a porta de saida…

  19. Jaime luiz Torrens Responder

    Bom Deputado,num país onde menor com 17 anos pode estuprar, matar, roubar, e não pode ir preso, e nem trabalhar porque é menor.Admiro muito o seu trabalho Deputado, mas será que seria o momento agora para pensar em legalisar a maconha?

Comente