Uncategorized

Governo promete divulgar todos os gastos com a Copa

De José Ernesto Credendio e Dimmi Amora da Folha Online

O governo prometeu nesta sexta-feira (17) ser mais transparente na divulgação dos gastos com a organização da Copa de 2014 e da Olimpíada de 2016.

O ministro do Esporte, Orlando Silva, prometeu publicar informações sobre todos os projetos associados aos dois eventos esportivos, inclusive os que ainda não foram contratados e o ministério ameaçava não incluir em suas prestações de contas.

Em ofício enviado em fevereiro ao TCU (Tribunal de Contas da União), o ministério avisara que a divulgação de novas despesas com as áreas de segurança, telecomunicações e saúde seria feita de acordo com a “conveniência do Poder Executivo”, como a Folha mostrou.

Silva e dois assessores do ministério assinaram o ofício. O ministro disse ontem que o documento foi mal interpretado e que o ministério nunca se negou a prestar informações ao TCU. Mas não há no ofício nenhum compromisso com a divulgação completa das informações.

As dúvidas sobre a prestação de contas desses gastos surgiram no mesmo momento em que o governo começou a ser criticado por causa das mudanças que deseja fazer na contratação de obras e serviços para os dois eventos.

Projeto aprovado pela Câmara nesta semana permite que o governo mantenha em sigilo os orçamentos em que estima seus gastos antes da contratação dos projetos.

O governo diz que a mudança é necessária para evitar conluio entre as empresas interessadas nos contratos, mas críticos da iniciativa acham que ela reduzirá a transparência das licitações públicas e não ajudará a inibir tentativas de fraude.

Segundo Silva, os gastos do governo serão divulgados no Portal da Transparência na internet depois que os projetos forem contratados e à medida que pagamentos às empresas forem feitos.

O ministro disse ontem que falou com a presidente Dilma Rousseff sobre o assunto. “É ordem explícita da presidenta […] que todo processo de contratação para a Copa e a Olimpíada deve ter máxima transparência”.

7 Comentários

  1. do serpentário Responder

    Os meios de comunicação deveriam exigir a mesma transparência dos governos estaduais e prefeituras administradas pela coligação
    PSDB, DEM , PPS. Porque só exigem transparência do Governo Federal? Por acaso só tem santos e santas nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Santa Catarina, etc? Ou todo mundo é transparente, incluindo os meios de comunicação, que também recebem verbas públicas, ou então então parem de posar de vestais da moralidade.

  2. Financiamento da copa com verba pública tinha que ser considerado crime. Não vemos a CBD, tampouco a FIFA investindo em entidades filantrópicas. Porque todo este investimentos em uma entidade privada?
    Precisamos de uma copa do mundo para que o governo faça a lição de casa. Isto é uma vergonha.

  3. A Folha comeu barriga e está tentando contornar a caca. O projeto foi elaborado em conjunto com o TCU. Na pressa de atacar o governo, comeram crú. Lástima, ainda bem que cancelei a minha ssinatura desse jornal faz tempo.

Comente