Uncategorized

Brasil oferece o pior serviço público por impostos arrecadados

Do Estado do Paraná

Apesar da alta carga tributária no País, que incide sobre rendimento, consumo e patrimônio do contribuinte, o brasileiro é o cidadão que tem os piores serviços públicos em proporção aos impostos que paga. É o que conclui o “Estudo sobre Carga Tributária/PIB X IDH”, do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário – IBPT, que relaciona informações de 30 países com maior arrecadação tributária do mundo em relação ao retorno de benefícios à população.

Estados Unidos, Japão e Irlanda estão no topo do ranking dos países que melhor aplicam os tributos em qualidade de vida aos cidadãos. O Brasil ocupa a última posição, 30.º lugar, indicando que países como Uruguai e Argentina, que estão na 13.ª e 16.ª posições, respectivamente, fazem melhor uso dos impostos arrecadados dos contribuintes.

Para chegar a esse resultado, o IBPT utilizou dados da Carga Tributária, atualizados em 2009 pela OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico) e o IDH – Índice de Desenvolvimento Humano, conforme atualização da ONU (Organização das Nações Unidas) até 2010.

O instituto desenvolveu um índice denominado IRBES – Índice de Retorno de Bem Estar à Sociedade, para chegar ao resultado do estudo. Quanto maior o valor do IRBES, melhor é o retorno da arrecadação dos tributos para a população. O Brasil, por exemplo, último colocado na lista, possui IRBES de 144,02, enquanto o primeiro colocado, Estados Unidos, tem o índice de 168,15.

“O resultado deste estudo vem corroborar a posição do IBPT, desde a sua criação há 19 anos, apontando que a alta carga tributária do País, vem historicamente contrastando com um péssimo e ineficiente serviço público, em áreas vitais como educação, saúde, transporte, segurança, saneamento básico e outras, quando deveriam ser recursos arrecadados para o bem estar da população”, ressalta o presidente do IBPT, João Eloi Olenike.

7 Comentários

  1. É preciso lembrar que nos paises referenciados, a dívida da corrupção se houve não foi socializada como o governo FHC fez para tentar centralizar o poder através da mendicância dos governos que tiveram suas dividas adquiridas pelo governo central. Portanto a maior fatia dos impostos arrecadados vai para cobrir o financiamento da corrupção passada que enriqueceu muita gente que hoje tai no poder.

  2. Estar em último lugar neste ranking não é novidade. A carga tributária que
    nós “zé povinho” temos nas costas é gigantesca e aliada à roubalheira que já
    é milenar entre os políticos de todos os partidos, chegamos à conclusão que
    apesar do pouquíssimo investimento na educação os nossos tataranetos te-
    nham um mundo um pouco mais despoluído …

  3. A maior carga tributária do mundo e o último no ranking das aplicações
    dos impostos em benefício da população… vergonha mundial.
    Quem sabe na era do São Nunca melhores alguma coisa …

  4. Esse instituto é aquele que faz campanha para diminuir a carga tributaria (que mal ou bem retorna para a população) e quer que os juros continuem subindo (que muito bem fica só nos bolsos dos banqueiros e dos milionarios rentistas)

  5. Alberto não foi o PT quem isntituiu esta taxa tributária, mas sim PSDB e PMDB. Lembra do impsoto emergencial sobre energia elétrica e da CPMF? forma isntituídos pelo governo tucano. O ICMS são os governos estaduais quem decidem as aliquotas e sobre o que, o governo federal não pode mexer nisso, somente o cosnelho fazebndário, assim, antes de criticar este ou aquele partido, informe-se sobre o sistema tributário brasileiro. voce sabe pra que foin instituido o IPTU? Pra nós termos água, luz e asfalto urbano sem sovbre taxas, e não pra manter sistemas corruptos em prefeituras de todo o país.

Comente