Uncategorized

Barros pede licença da Secretaria e do PP para concorrer à FIEP

Ricardo Barros afirmou que quer usar experiência em favor da indústria paranaense

Ricardo Barros disse que quer utilizar a experiência adquirida ao longo dos mais de 20 anos de vida pública para resolver as principais dificuldades da indústria paranaense. A afirmação foi feita nesta terça-feira (27) ao anunciar a candidatura à presidente da FIEP e o pedido de licença sem remuneração do cargo de secretário da Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul.

Ricardo Barros citou a legislação trabalhista, incentivos fiscais, câmbio, políticas de crédito e de juros e a proteção contra as importações como os problemas mais acentuados enfrentados pelo setor. “Os problemas que de fato afetam a indústria são de ordem política. E estou colocando a minha experiência e o meu trânsito político à disposição da FIEP para ajudar a indústria do Paraná”, frisou.

Ricardo Barros foi prefeito de Maringá e deputado federal por quatro mandatos (16 anos), quando foi vice-líder do Governo no Congresso e na Câmara dos Deputados. “Quero aproveitar esse bom trânsito adquirido em Brasília e o bom trânsito aqui no Governo do Estado para trabalhar pela resolução dos problemas da indústria”, reforçou.

Eleição – Ricardo Barros é engenheiro civil e é vice-presidente da FIEP indicado pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil de Maringá, o que lhe possibilita disputar o pleito. O edital de convocação da eleição foi publicado nesta terça-feira e a partir de amanhã (quarta-feira) inicia-se o prazo de 10 dias para o registro das chapas.

Ricardo adiantou que vai trabalhar nesse período pela união das correntes em torno da sua candidatura. “Ainda acredito no consenso. A Federação é um grande instrumento que presta relevantes serviços ao Estado”

Com a licença do Governo, a secretaria fica sob o comando do diretor-geral Ercílio Santinoni até 3 de Agosto, data marcada para as eleições da FIEP. “ Saio com bons resultados do trabalho realizado desde o início do ano. Com o apoio do governador Beto Richa e dos meus companheiros de Governo devolvemos ao Paraná o bom ambiente para negócios”, afirmou Barros ao citar o programa Paraná Competitivo que em menos de seis meses de criação já atraiu investimentos de cerca de R$ 1,3 bilhão.

Ricardo Barros também pediu licença da presidência do Partido Progressista, nesse caso quem assume é o deputado federal Nelson Meurer.

10 Comentários

  1. É ISSO AÍ CHEFE, MANDA BRASA, AFINAL COMPETENCIA VC TEM, E O NOSSO PARANÁ PRECISA CRESCER, ABRAÇOS DÉCIO/RUTH

  2. oi ricador sempre tive com voce para deputado e para senardor foi uma penha todos vimos agora o que o parana perdeu com nao sendo senado voce asumio e secrateria e foi o melho secretario ate agora por iso e o melho para fiep um abroco descupe mais sou simpre mais sou parana

  3. VLemainski-Cascavel Responder

    O Ricardo como Secretário é um “bitrem”. Pena que passa pouco pelo Oeste. Poderá ser um ótimo presidente para a FIEP.

  4. Ricardo Barros tem muita experiencia, já fez muito pelo Paraná e com certeza fará muito como Presidente da FIEP. Boa Sote Ricardo.

  5. Parabéns ao Ricardo Barros, mostrou competência no tempo de Deputado Federal, mostrou mais competência como Secretario do Governo Beto Richa, e agora nesta disputa pela FIEP, com certeza o mais aprimorado e capacitado a conduzir a Federação, trazendo não só ao Paraná crescimento industrial, mas melhorias as industrias já estabelecidas.
    Ricardo e sinônimo de estrategia e competência.

Comente