Uncategorized

PMDB do Paraná decide endurecer contra infiéis

da Joice Hasselmann

Na reunião de segunda-feira a Executiva Estadual aprovou a admissibilidade de dissolução nos diretórios municipais de Arapongas, Rio Branco do Sul e Imbituva.

O PMDB adotou uma posição radical contra os infiéis que estão minando a estrutura partidária no Paraná. Em reunião nesta segunda-feira (27), coordenada pelo presidente estadual Waldyr Pugliesi, a Executiva Estadual aprovou uma série de medidas para identificar e coibir estes desvios de comportamentos.

“A Executiva Estadual tem recebido diariamente relatos e denúncias de que membros de alguns diretórios municipais e filiados até com mandatos conquistados pelo PMDB, estão agindo contra os interesses do partido”, informa Pugliesi.

As denúncias que estão sendo relatadas, diz o presidente, atingem dirigentes que não estão cumprindo as determinações partidárias, promovendo campanhas de filiações de peemedebistas em outros partidos e até proibindo a divulgação das listas de filiados, sonegando informações de interesse partidário, como se fossem donos dos seus respectivos diretórios municipais, informa o presidente.

“A Executiva vai agir firmemente para fazer com que seja respeitado o estatuto partidário”, destacou Pugliesi. Entre as medidas que serão adotadas para a defesa do partido estão a dissolução de diretórios, intervenção em outros, designação de comissões provisórias, abertura de processos de expulsão daqueles que estão traindo o PMDB e a realização de convenções municipais.

DISSOLUÇÕES – Na reunião desta última segunda-feira os membros da Executiva Estadual aprovaram a admissibilidade de dissolução nos diretórios municipais de Arapongas, Rio Branco do Sul e Imbituva, que se somaram a outras dissoluções já tomadas em reuniões anteriores.

De acordo com o presidente, será realizado um mapeamento dos desvios de conduta dos peemedebistas, que poderão ser enquadrados em diversos artigos do Estatuto do PMDB, que tratam das sanções dos filiados em desvio de função.

“Vários membros da Executiva lembraram, durante a reunião, que os mandatos são do partido, não dos filiados eleitos, como já definiu o Tribunal Superior Eleitoral (TSE)”, disse o presidente.

As medidas tomadas pela Executiva visam garantir a tranquilidade nas convenções do próximo dia 17 de julho, programadas em centenas de municípios paranaenses.

“Enfim as ações anti-partidárias serão coibidas onde se manifestarem”, concluiu Pugliesi.

9 Comentários

  1. celimara Pimenta Responder

    parabéns membros do PMDB principalmente ao Deputado Waldyr Pugliesi este que é aqui da nossa cidade, agora vejo, que o voto que eu e minha família demos a ele, durante toda a sua jornada política é mais que válida, parabéns a este guerreiro do PMDB

  2. Ta certo o pugliesi ,esses infieis que se elegegem em um partido e depois para a propria ganancia do poder querem mudar de partido e levar outros com ele isso é uma verdadeira traição e falta de carater ………Tem que expulsar sim Pugliesi ,estou com o senhor e nao discuto.Sao os mesmos que estao no poder de presidente da camara por quatro mandatos esses sao chupins do poder publico e em Arapongas tem um assim

  3. HAHAHAHAHAHAHA, A EXECUTIVA ESTADUAL DO PMDB
    E OS DEPUTADOS ESTÃO NO COLO DO BETO(PSDB),
    E QUEREM CASSAR OS DIRETORIOS MUNICIPAIS QUE RESSITEM A TRAIÇÃO DOS VELHOS EMEDEBISTAS, VELHOS DE GERRA!!!!
    CREDOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

  4. Bruno Herondy Kosemba Responder

    Jorge,isso é verdade sim eu me desliguei do partido por causa do presidente decidir o que ele quer,e os companheiros dele disem amem.
    Eu acho,Jorge que voce tinha que colocar o teu nome completo,eu não escondo o meu.

Comente