Uncategorized

Faculdades do Paraná têm nota zero na OAB

Do Bonde

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) divulgou nesta terça-feira (5) a lista de instituições de ensino superior com aprovação zero em seu último Exame de Ordem. Mais de 90% dos candidatos foram reprovados em todo o País.

No Paraná, dez faculdades ‘passaram em branco’, ou seja, não tiveram nenhum candidato aprovado na segunda fase. Duas instituições, a Faculdade Arthur Thomas de Londrina e a Isepe de Marechal Cândido Rondon, não conseguiram aprovação nem na primeira fase.

As outras instituições com aprovação zero na segunda fase foram Faculdade de Ensino Superior Dom Bosco (FACDOMBOSCO), Faculdade de Pato Branco (FADEP), Faculdades Integradas do Vale do Ivaí (UNIVALE), Faculdade Nacional de Educação e Ensino Superior do Paraná (FANEESP), Instituto de Ciências Sociais do Paraná (ICSP), Instituto de Ensino e Cultura do Paraná (IECP), Instituto de Ensino Superior de Foz do Iguaçu (IESFI) e Instituto Foz do Iguaçu de Ensino e Cultura (IFIEC).

A OAB vai notificar o Ministério da Educação para que as faculdades citadas fiquem em regime de supervisão, o que pode resultar no cancelamento das operações.

15 Comentários

  1. A OAB ACHA QUE SÃO DEUSES OU QUEM SABE O PRÓPRIO DEUS. NESTE EXAME DA ORDEM SÓ PASSAM 10%, PORQUE ELES NÃO FAZEM EXAME PARA APROVAR FAZEM PARA REPROVAR E SE VC PASSAR FELIZ DE VC. EU NUNCA VI UMA INSTITUIÇÃO TER TANTO LOBY COMO TEM JUNTO A ESTE CONGRESSO FRACO E CORRUPTO COMO ESTA OAB. MISERICÓRDIA.

  2. É ISSO AÍ BACHARELADA!!! VIU NO QUE DEU A PRÁTICA CONTROL+C E CONTROL +V QUANDO OS PROFESSORES LHES PASSARAM OS TRABALHOS ACADÊMICOS?

  3. Respondendo a pergunta da Mírian, todo o ensino encontra-se nestas condições. A diferença é que os advogados escancaram as dificuldades com este exame. Se houvesse uma avaliação séria que levasse a um diagnóstico correto em todos os níveis do ensino, e que, posteriormente, resultasse em políticas públicas de longo prazo, aí, quem sabe, dentro de quinze ou vinte anos poderíamos vislumbrar uma outra realidade. Podem estar certos, o que o governo vai fazer é autorizar a abertura de mais cursos e culpar a OAB pelos resultados.

  4. “As outras instituições com reprovação zero na segunda fase foram (…)”
    Acho que se quis dizer ‘aprovação zero’, certo?

    no mais, preocupantes esses indices…

  5. Concordo com Jober, tbm estenderia este tipo de prova para nossos deputados e vereadores, nem que fosse só para demonstrar seu amplo conhecimento sobre as leis q regem o País e o Estado

  6. Isto é uma VERGONHA.
    Falta empenho dos granduandos.
    Se no Exame de Ordem foi assim, imagine em Concursos para PF, Magistratura, TCU…
    Vamos estudar mais.

  7. Só tem que tomar cuidado com a análise puramente absoluta do que aconteceu, existem faculdades representadas apenas com um estudante.

  8. Detalhe: todas privadas, é por esta e outras razões que devemos valorizar nossas universidades públicas! Conhecimento não se vende, se conquista!

  9. Para mim tem que investigar a OAB, a “ordem” fatura mais de R$20 milhões a cada prova, logo, quanto mais difícil melhor … sem falar dos vazamentos de questões e denúncias de favorecimento.

Comente