Uncategorized

CPI do ICMS pode achar coisas do arco da velha

A CPI do ICMS, que já tem sinal verde para ser instalada, vai encontrar uma espécie de casa do espanto nas habilitações de créditos de ICMS.

A comparação do último ano de governo de Roberto Requião com o primeiro (parcialmente) sob o comando de Orlando Pessuti, por exemplo, é impressionante.

Em 2009 o governo do Paraná habilitou R$ 304.653.339,00 em créditos de ICMS. No ano de 2010 esse valor saltou para R$ 614.838.099,00, um aumento de mais de 100%.

Isso não significa que o governo Requião desprezasse os créditos de ICMS e suas possibilidades. Em março de 2011, mês que deixou o governo, Requião habilitou R$ 136.764.020,00, quase a metade de tudo o que havia habilitado em todo o ano anterior.

Orlando Pessuti, que fez uma farra com ICMS durante todos os seus nove meses de governador, também tratou de garantir uma despedida apoteótica. Em dezembro de 2011 habilitou nada menos que R$ 160.315.469,40. Um espanto.

Comente