Uncategorized

Processado, Requião admite indenizar Paulo Bernardo

Foto: Carlos Ruggi

Do blog do Josias de Souza

Advogado do ministro Paulo Bernardo (Comunicações), Luiz Fernando Pereira, afirma que o senador Roberto Requião dobrou os joelhos num processo judicial.

Acusado de calúnia, Requião (PMDB-PR) se dispôs a pagar indenização ao ministro. No dizer do advogado de Bernardo, um “reconhecimento de culpa”.

“Pela primeira vez na vida dele, o Requião propõe um acordo judicial”, declarou ao blog o defensor do ministro.

Segundo Luiz Fernando, a proposta de acordo foi formulada por René Ariel Dotti, advogado de Requião.

Em troca da indenização, seriam suspensos dois processos movidos por Bernardo. Um deles, penal, corre no STF. O outro, cível, na Justiça do Paraná.

Discute-se agora, de acordo com Luiz Fernando, o valor da reparação. Paulo Bernardo pediu R$ 100 mil. Roberto Requião ofereceu R$ 15 mil.

O ministro levou o senador aos tribunais no ano passado. Requião acusou Bernardo de lhe propor o superfaturamento de uma obra ferroviária.

Conforme noticiado aqui, Requião alardeou ter sido procurado por Bernardo à época em que era governador do Paraná.

Ministro do Planejamento de Lula, Bernardo teria proposto a construção de uma ferrovia sem licitação e a preços superfaturados.

Orçada em R$ 220 milhões, a obra saltaria para R$ 540 milhões, acusou Requião.

Luiz Fernando disse ao repórter que a acusação do ex-governador, por “caluniosa”, foi “desmoralizada” nos autos.

Mencionou, por exemplo, documento que o próprio Requião teria enviado ao governo federal:

“Ele havia declarado que o preço atribuído pelo Paulo Bernardo à obra, de R$ 540 milhões, era absurdo…”

“…Nós levamos ao processo um ofício que o Requião encaminhou ao governo, pedindo R$ 550 milhões para fazer a obra…”

“…Ou seja, Requião pediu R$ 10 milhões acima do sugerido pelo ministro, que ele dizia ser absurdo”.

Luiz Fernando ironizou: “Requião tem pelo menos duas condenações por danos morais…”

“….Quando ele é condenado, vai à tribuna do Senado e põe a culpa no Judiciário, diz que é perseguido, apresenta-se como vítima bullying”.

Os dois processos movidos por Paulo Bernardo estão, segundo o advogado, em fase final, prontos para a sentença.

No caso da ação que corre no Supremo, submetida à relatoria do ministro Dias Toffoli, falta apenas um depoimento de Requião.

Segundo Luiz Fernando, Paulo Bernardo ainda não decidiu se vai aceitar o acordo proposto pelo senador.

5 Comentários

  1. Bobão Req é doido mas não é trouxa, vão-se os anéis para não irem os dedos, vale dizer, o mandato, pois, caso contrário, estará debaixo de um caminhão de melancias processuais pronto para ser despejado no lombo …

    E ademais, no Brasil, caráter tem preço, bem combinado tudo se resolve.

    Bem às inversas do que apregoa Sidonio Muralha, sempre citado pelo Bobão Req:

    “Se caráter custa caro, pago o preço.”

  2. Se o PB aceitar, manhãnzinha Bob já estará “vomitando” outra pérola do seu acervo.
    E agora, o alvo do “toninho salieri” de plantão é a outra metade da laranja do PB.
    Ah! A inveja realmente é uma merda. Morda os cotovelos, Requião.

  3. POXA,DEVE SER UMA INDENIZAÇÃO BEM POLPUDA,POIS O RENE DOTTI COBRA UMA FORTUNA PARA DEFENDER ALGUEM.

Comente