Uncategorized

Flagra do Capetta na Marcha das Vadias

O fotógrafo Osvaldo Capetta fez essa foto na Marcha das Vadias, na rua XV, em Curitiba.

28 Comentários

  1. O que falta mesmo é coragem para se expor dessa forma.
    Mulher que se preze não se expõe á ridículo como isso aí.
    Pra quem não term o que fazer, ou aliás, para quem tem o que fazer é um prato cheio.
    Me desculpe as mulheres, mas isso é uma demonstração de leviandade, que jamais deveria ser permitido.
    Se até marcha da maconha eles queriam fazer, para liberar esse câncer que destroe as famílias.
    ]Brincadeira

  2. S Y N F R O N I O. Responder

    Olha Fabio, por isso que eu admiro as meninas da Madame MIRLEY, ELAS
    sao carinhosas, dignas, estao ai para nos proporcionar o AMOR, e nao se
    expoem ao ridiculo, como essas verdadeira VA D I A S.

  3. Ludmila Nascarella Responder

    “As mulheres de respeito não ficam em casa, vão pra rua fazer valer seus direitos.”
    Stéphany Mattanó

  4. Vcs não entenderam nada! Procurem se informar, porque essa foto fez o papel dela : chamar a atenção.

  5. 1)Vcs acham que faltou coragem para essas pessoas que foram pra rua revindicar as questões da violência doméstica, sexual e saúde feminina?
    2)”Se dar ao respeito” como disse um ali, é deixar que um homem espanque uma mulher, deixar que crianças sofram estupro, ou talvez reclamar do sofá? É isso?
    3)Posso até parecer um pouco com sua mãe, mas sinto muito amigos, não sou prostituta. Tenho 26 anos e sou arte-educadora, produtora cultural, pós-graduada em psicologia.
    4)Se eu fosse vcs, disfarçaria minha ignorância, lendo o manifesto da Marcha das Vadias pra vcs não passarem por este papel triste de alienados machistas.
    5)O que vc está fazendo para trasnformar a realidade do país? Vc quer um mundo melhor pros seus filhos, ou vc acha que uns estupros e espancamentos não fazem tão mal assim: A CADA 24 SEGUNDOS UMA MULHER NO BRASIL É ESPANCADA.
    6)Fiz, faço e farei tudo para que esta luta contra violência não acabe com a marcha, vcs ouvirão falar muito desta organização de mulheres, fortes, independentes, decididas e atuantes na sociedade para mudanças EFETIVAS.
    BOM DOMINGO À TODOS! 🙂

  6. Espero que meu comentário seja publicado, seria muito covarde publicarem este comentários alienados, ignorantes, machistas e ofensivos, mas não o meu.

  7. Quando o dedo aponta o céu, o idiota olha o dedo!

    É exatamente isso que idiotas como vcs estão fazendo, olhando os peitos e não a causa! É obvio que vcs preferem que as suas “donas” fiquem em casa de boca calada e peito escondido, subjulgadas, enquantos os senhores saem por ai subjulgando outras mulheres, as meninas da Otilia, por exemplo.

    Vocês, machistas, não merecem o respeito porque não sabem dar. O corpo da mulher é dela e ela faz o que bem entender.

    Engraçado que todos os peitos e bundas expostos nas bancas de revistas da cidade nenhum de vcs falam nada, compram e se masturbam escondidos.

    Podres: é isso que vcs são.

    Quero ver, Fabio Campana, vc ter coragem de divulgar nossos comentários! Chupa essa manga!

  8. romulo barroso miranda Responder

    Ser humano que se preze, em pleno século XXI, respeita a natureza e a vida, faz alguma coisa pra salvar o planeta e RESPEITA A DIVERSIDADE. Machistas medievais, o mundo não é mais de vocês………… Viva as vadias, as assumidas, as pessoas que fazem algo pra mudar.

  9. Tá aí nos comentários o porque temos que fazer mais e mais manifestações como essa. Pra esse tipo de babaca machista acabar com essa história de ´mulher tem que se preservar´.

    Se preservar, de que? de quem? Só se for do machismo de vocês, que nos querem objetos, mostrando só o que e quando vcs autorizarem. No BBB pode, na playboy pode. Porque lá é porque voces querem, pq vcs escolhem.

    Homem pode sair sem camisa, homem pode até tirar o pau pra fora na rua. Mulher tem que se preservar.

    Se não vem outro babaca achando que se mostrou os peitos, mostrou as pernas, quer dar pra qualquer um.

    E quem as marchas aconteçam todo dia.

  10. Pra mim tanto faz com fez…Elas que façam a marcha delas,tem seus direitos,o espaço planeta Terra é de todos.Vou seguindo minha vida e me preocupando com o que de fato me importa.

  11. ricardo crovador Responder

    Rapaziada complexada, sigam o conselho do velho Chico Buarque: “por trás de um homem triste / há sempre uma mulher feliz/ e atrás dessa mulher / mil homens sempre tão gentis / por isso para o seu bem / ou tire ela da cabeça / ou mereça a moça que você tem”….

  12. pelo nível da reação se vê o tamanho do preconceito. aposto que os indignados acima não aguentam uma mulher dessas em casa. em qualquer acepção do termo.

  13. Sério mesmo? Peitos causando esse tipo de polêmica? Peito à mostra é falta de respeito? Os meus ficaram à mostra a marcha inteira… Curitibanos liberai os seus suvacos.

  14. Ludmila Nascarella Responder

    Fabio campana,
    Apesar de meu texto não ter sido postado,
    Estou muito orgulhosa, da sua posição de liberar o direito de resposta!
    Respeitosamente meu muito obrigada,
    Se possível liberar o texto da Anaterra Viana,
    Jornalista e tbém uma das organizadoras da marcha.
    Bom começo de semana,
    Ludmila

  15. Sem sombra de dúvidas, a razão, ou razões pelas quais as mulheres da marcha se expõe desta maneira é mais que legítima Kaley, acho que isso, nem o mais machista consegue negar!
    Agora, a forma como se faz este protesto é sim questionável! Ser contra a forma da manifestação não quer dizer que a pessoa é a favor aos temas que você elencou (estupro, violência domésticas, etc).
    Da mesma forma que as mulheres podem manifestar contra aquilo que entenderem errado, é direito das pessoas não concordar com a forma de que este protesto se externa.
    Não discuto sequer se é certo ou errado mostrar os seios, ou sei lá mais o que fizeram na tal marcha, fato é que certo ou errado, a reivindicação poderia ser feita de outra forma, para não agredir aquelas pessoas mais conservadoras que não concordam com isso, afinal, o direito de um vai até onde começa o de outro.
    Por favor não digam que sou machista, só estou expondo o que penso.

  16. A marcha das vadias parece sugerir que o que era não é mais. De qualquer modo a pessoa que se diz “arte-educadora, produtora cultural, pós-graduada em psicologia” deveria ter conteúdo a transmitir, um evento culturarl(não curtura) a apresentar e ter capacidade para ajudar pessoas com dificuldades psicológicas e não ser ela mesma uma perturbada. …Cenas dos próximos capítulos?

  17. Mariana Santos. Responder

    Pingo no I,

    Me desculpe, mas é machista SIM condenar a manifestação por “agredir” as pessoas mais conservadoras, posto que tal conservadorismo é que é o responsável pela violência e desrespeito contra a mulher.
    Não fosse o conservadorismo que você tanto defende e a mulher não seria vista como mero pedaço de carne.
    Não fosse o conservadorismo que você tanto defende e a mulher não seria tratada como objeto do homem, sujeita portanto à violência física e moral.
    Não fosse o conservadorismo que você tanto defende e a mulher poderia sair à rua com a roupa que bem entendesse, sem se preocupar se o comprimento da sua saia ou o tamanho do seu decote signifiquem (em algum dialeto primitivo) “OI, ME COMA À FORÇA”.
    É o conservadorismo religioso, político, moral que faz com que essas estruturas da sociedade sejam mantidas, que os privilégios masculinos sejam perpetrados, que a mulher continue “em seu devido lugar”.

  18. Resposta a Pingo no I:

    Os conservadores não tem o direito sobre o corpo do outro, então não faz sentido isso aqui:

    “Não discuto sequer se é certo ou errado mostrar os seios, ou sei lá mais o que fizeram na tal marcha, fato é que certo ou errado, a reivindicação poderia ser feita de outra forma, para não agredir aquelas pessoas mais conservadoras que não concordam com isso, afinal, o direito de um vai até onde começa o de outro.”

    Se não incomodamos, não estamos fazendo certo o que nos propomos a fazer. Os conservadores não foram agredidos, foram apenas incomodados, questionados. Os direitos deles não foram desrespeitados.

    Como é uma marcha sem incomodar? Ela é inexpressiva, nula.

    Como fazer uma marcha que agrade aos conservadores, aos que “não concordam com isso”? Fácil, não faça marcha.

    Portanto, não é fato que ela poderia ser feita de outra forma.

    E no final das contas é isto que acaba sendo o conteúdo da sua postagem: “não façam marcha”. És um sério candidato a machista.

  19. Lendo os comentários, me pergunto, querem as mulheres igualdade?! Ou querem as mulheres uma imposição perante os sexo oposto. O mundo caminha sempre a passos lentos, pouco a pouco a sociedade vai se moldando e aprimorando. É extremamente visível as mudanças que ocorreram em relação aos sexos ao decorrer da história. Sou completamente a favor da luta pelos direitos de igualdade, mas super exposição é algo desnecessário. Obvio que isso chamara uma atenção porém acaba por se desviar da causa, adianta mesmo mostrar os seios ou a bunda ou o pênis ou o que for!? Vai chamar
    Atenção não é, mas para onde!? Pare causa!? É algo a se refletir. Prefiro juntar 2, 10, 100, 1000, 10000 pessoas e lutar pelos meus direitos e pelos direitos de igualdade sejam no quesito sexos, etnia e etc, com causas bem pautadas de forma civilizada e sem super exposição que possa causas um desconforto desnecessário do que com super exposição de “membros” que a sociedade pudoriza. 😉

Comente