Uncategorized

Agora querem censurar imagens eróticas na imprensa


de Rogerio Waldrigues Galindo do Caixa Zero

Um projeto que corre na Câmara Federal quer decidir quais imagens os jornais e revistas podem veicular e quais ficam proibidas. A proposta é do deputado Roberto de Lucena (PV-SP).

O projeto proíbe que a imprensa publique imagens “eróticas” em reportagens. Quem descumprir pode pagar multa de até R$ 100 mil. O projeto ainda não foi votado.

O deputado segue na onda de tentativas de reduzir a liberdade de expressão no país. Cita como exemplo o fato de que jornais publicaram uma foto erótica dee “O Último Tango em Paris” quando da morte da atriz Maria Schneider.

Já há legislação para coibir abusos. Além do mais, quem vai decidir se a imagem é “erótica” o suficiente para ser proibida? Logo estarão decidindo se foto de beijo pode ou não pode…

10 Comentários

  1. Antes do “nobre” deputado perder tempo com isso vá acabar com outras
    publicações ou “novelas” que andam soltas por aí.

  2. ricardo crovador Responder

    Essa lei, se passar, vai acabar prejudicando o próprio deputado. Pois, que tal se proibirem a prostituição junto com as imagens eróticas na imprensa? Aí, esse cara nunca mais vai ver uma mulher pelada…

  3. Tá só começando. O povo elegeu e, muito em breve, vai sentir saudades dos tempos da brilhantina. Quando a ditadura deles começar, vou morrer de rir….

  4. Bem, eu acho um abuso a pornografia por todo o canto.
    A revista playboy nem vende mais, é bunda colada em telefone, no chão, nas calçadas, nos jornais, revistas, televisão, parece que aqui nunca viram gente pelada.

Comente