Uncategorized

Flávio Arns participa de seminário de Combate às Drogas

Foto: JFOGURA / AENotícias

O governador em exercício Flávio Arns afirmou que o combate às drogas é prioridade do governo do Estado e defendeu a articulação da sociedade e o fortalecimento dos conselhos de segurança comunitários para tornar mais efetivas as políticas de combate e prevenção ao uso de drogas. Ele participou, nesta segunda-feira (18), da abertura do Seminário Estadual da Comissão Especial de Combate às Drogas da Câmara dos Deputados, realizado em Curitiba.

Segundo Arns, é preciso que as políticas públicas de prevenção vão além das ações nas áreas de educação, esporte e lazer e segurança: “É preciso proporcionar moradia digna, emprego e acesso à saúde. É um problema que só pode ser enfrentado pelo governo com ações integradas”. O governador em exercício defendeu também a necessidade de se criar uma legislação que especifique quem deve repassar recursos para fazer o atendimento ao dependente de drogas. “É fundamental que fique claro na legislação a quem compete financiar os programas e as entidades que se dedicam ao tratamento do dependente”, ressaltou. Segundo Arns, embora haja entidades fazendo um trabalho de qualidade para a recuperação de dependentes, a falta de recursos para ampliar o número de entidades e de vagas restringe o acesso ao tratamento.

O secretário de Estado da Saúde, Michele Caputo Neto, informou que a prevenção contra o uso de drogas e o tratamento de dependentes compõem um dos três eixos sobre os quais se baseia a política de saúde do governo, ao lado das urgências e emergências e do cuidado materno-infantil. Ele anunciou a criação, nesta quarta-feira (20), do Comitê Gestor Intersecretarial de Saúde Mental, responsável por medidas de promoção da saúde mental no Estado do Paraná e ampliação do acesso a ações de prevenção de agravos, para tentar evitar que as pessoas adoeçam mentalmente, principalmente as que estão vulneráveis.

4 Comentários

  1. Murilo Álvaro Viezzer Responder

    “prevenção ao uso de drogas”, até que enfim alguém percebeu que é mais fácil cuidar para que nunca se experimente, do que tratar um viciado…

  2. Desejo, sinceramente, que todas as medidas tomadas pelo governo, sejam de fato efetivas, pois há muito o que se fazer nesta área da Saúde! Hoje, para se ter um primeiro atendimento, é necessário ir até a UBS (Postinho de Saúde) para consultar com um Clínico Geral e só depois ser encaminhado à especialidade, por sua vez, os CRAS’s , que por natureza são serviço porta aberta,sabe Deus o porquê, não o fazem, o que dificulta muito a adesão do paciente e aumenta os números de mortalidade.

  3. Osiris Duarte de Curityba Responder

    ESTE CIDADÃO É UM HOMEM SÉRIO. E TEM NOME A ZELAR. NÃO SE SUJEITA A CERTOS “ACERTOS”. COM ELE NÃO EXISTEM CONCHAVOS (KONXAVOS).

Comente