Uncategorized

Tiririca e a tentativa de emplacar a “presidenta”

Um dos maiores fracassos da gestão Dilma Rousseff decorre de uma bobagem gratuita. A tentativa de emplacar a expressão “presidenta” para denominar Dilma.

Ninguém, em seu juízo perfeito, chama Dilma de “presidenta”. Fora os petistas radicais e os bajuladores profissionais. A expressão virou um indicativo de submissão ou de bajulação.

Na charge animada “Ajudando o PR” Tiririca e a tentativa de emplacar a “presidenta” o humorista Maurício Ricardo ironiza os esforços do PT e de Dilma para emplacar essa palavra esdrúxula.

23 Comentários

  1. Que falta de assunto, o termo presidenta existe, assim como arquiteta, médica e engenheira, agora a imprensa marrom é que teima em chamar de presidente,SPC, só para contrariar.
    Que tal chamar a vereadora de vereador, a deputada de deputado, a senadora de senador e a governadora de governador?
    Viram, é pura birra da imprensa! No fundo são machistas que não enguliram a vitória de uma mulher para a presidencia do Brasil!

  2. Charge genial, liquida com essa idiotice do pt de tentar emplacar essa expressão ridícula!

  3. É verdade, só a petezada, os bajuladores de plantão e os bobos da corte denominam Dilma de presidenta.

  4. QUE ASSUNTO MAIS RIDÍCULO, VCS NÃO DEVERIAM NEM TOCAR NUM ASSUNTO DESTE É PURA DOR DE COTOVELO, TENTAM DE TODAS AS FORMAS DESMORALIZAR AS PESSOAS. QUE COISA FEIA.

  5. Presidenta, Gerenta, Estudanta, Parenta, Ajudanta,Inteligenta, Adolescenta ….é tudo mesma coisa para o PT anta…né, Genta?

  6. os reaças não aceitam as inovações do pt para o mundo. temos a premeira presidenta. quem não gostar que se mude.

  7. CESAR - BARRAQUINHA Responder

    COMO DIA UM PERSONAGEM DO CHICO…CALADOS!, com excessão do Buco que falou muito bem.
    Parabéns Osso.

  8. CAÇADOR DE PETISTAS Responder

    PRESIDENTA?

    A ignorância dos Petistas, é total a ponto de não saber que a palavra Presidentea não esta correta. Aprenderam com o analfabeto Lula da Silva e querem agora fazer lavagem cerebral nos imbecis que elegeram esta incompetente.

    Horrivel e ridículo ouvir esta palavra.

  9. Aos pseudo linguistas e “acadêmicos” tucanos é bom sempre ser didático, as duas formas, linguisticamente, são corretas e plenamente aceitáveis.

    A forma PRESIDENTA segue a tendência natural de criarmos a forma feminina com o uso da desinência “a”: menino e menina, árbitro e árbitra, brasileiro e brasileira, elefante e elefanta, pintor e pintora, espanhol e espanhola, português e portuguesa.

    Na língua portuguesa, temos também a opção da forma comum aos dois gêneros: o artista e a artista, o jornalista e a jornalista, o atleta e a atleta, o jovem e a jovem, o estudante e a estudante, o gerente e a gerente, o tenente e a tenente.

    Há palavras que aceitam as duas possibilidades: o chefe e A CHEFE ou o chefe e A CHEFA; o parente e A PARENTE ou o parente e A PARENTA; o presidente e A PRESIDENTE ou o presidente e A PRESIDENTA…

    O problema deixa, portanto, de ser uma dúvida simplista de certo ou errado, e passa a ser uma questão de preferência ou de padronização.
    É interessante observar também que formas como CHEFA e PARENTA ganharam no português do Brasil uma carga pejorativa.

    É possível, porém, que a nossa Dilma prefira ser chamada de PRESIDENTA seguindo nossa vizinha Cristina, que gosta de chamada na Argentina de LA PRESIDENTA.

  10. presidenta | s. f.
    fem. sing. de presidente

    presidenta
    (alteração de presidente)
    substantivo feminino
    1. [Informal] Mulher que preside. = presidente
    2. [Informal] Esposa de um presidente.

    Masculino: presidente.

    Ah, esses tucanantas!

  11. Não adianta a presidanta quer escapar da ligação com o velhaco e chefe da quadrilha. Ela fez e faz parte da roubalheira comandada pelo apedeuta, mentiroso.Tem mais falcatrua vindo a tona…

  12. CAÇADOR DE PETISTAS Responder

    OSSOBURRO

    Você é mesmo ignorante.

    Presidente: é a forma preferida pelo professor Adalberto J. Kaspary, autor de Português Para Profissionais, já que a palavra serve tanto para o feminino quanto para o masculino. Para ele, respaldado pela Academia das Ciências de Lisboa, a palavra “presidenta” tem uma carga pejorativa. Kaspary, inclusive, aconselhou Ellen Gracie Northfleet, primeira mulher a presidir o Supremo Tribunal Federal, a adotar a forma “agenérica” presidente, isto é, adequada para os dois gêneros e mais formal.

    PT, O CÂNCER DO BRASIL.

  13. Para o Ossoburro:
    Segundo o sábio, quando estudava a Dilma era uma “estudanta” e quando entrou para a guerrilha, uma “combatenta”?

  14. Se machuca ao ouvido é outa coisa … Raíz linquisitca, no grego e latim, as linguas perfeitas, puras. Presidente para homem, presidenta para mulher; E acabou!

  15. Vanessa de Souza Fontana Responder

    Eu não acho essa questão menor. O interessante é que Dilma nunca lutou dentro do movimento feminista ou pelo movimento. Então, é muito estranho ela exigir ser chamada de presidenta. Ela quer marcar posição como mulher no poder. No entanto, pelo que disse acima é absolutamente desnecessário essa posição. As feministas podem até apreciar a terminologia e conheço grande parte das implicações e das não implicações da terminologia. Mas como mulher e cientista política, diria a Dilma, deixe disso! O mais engraçado é que tentei dizer, porque o tal “presidenta” me incomoda! Enviei um e-mail para o Palácio falando isso. Sugerindo que ela abandonasse essa insistência “meio ornitorrinca” que não faz parte da sua história…. Eles agradeceram e enviaram o meu e-mail para o setor de história do palácio….

  16. A campanha eleitoral do PT falava em DILMA PRESIDENTE. Claro que poderia ser DILMA PRESIDENTA (apenas feriria os ouvidos desacostumados). Discussão inócua… Então vamos ao que interessa: Quanto é mesmo o orçamento do Ministério dos Transportes? Quanto dos orçamentos executados será devolvido aos cofres públicos? Afinal deixaram os roedores lá por longos oito anos … Será que só a “presidenta” viu? E o restante da PTzada, não viu nada? Na dúvida, vale lembrar uma frase atribuída a Confúcio: “Se a aparência das coisas não está de acordo com a verdade das coisas, nada chega a bom termo”.

  17. Ossoburro:
    O fato de uma palavra existir no dicionário não significa que deva ser usada. Senão, porque não usar “ludopédio” em lugar de futebol? Significa a mesma coisa e é uma palavra legitimamente brasileira.

  18. Não é a toa que o clima de ódio no discurso político encoraja indivíduos violentos e ignorantes. Vemos aqui todos os dias gente inflada de ódio. Não demora e um louco desses vai fazer que nem o norueguês reacionário!

  19. No meio a toda essa corrupção do Lula, e da Dilma que era a ‘gerenta’ o PT ainda tenta emplacar essa ridícula palavra – ‘presidenta’.

Comente