Uncategorized

Casal ministerial em processo de fritura

Os adversários mais sanguinários exultam. O primeiro casal ministerial da história da República, Gleisi Hoffmann (Casa Civil) e Paulo Bernardo (Comunicações) pode estar em pleno processo de fritura. É raro o dia em que não sai, na imprensa nacional, novas e comprometedoras revelações sobre a atuação do casal na liberação de recursos para obras rodoviárias em bases eleitorais dos ministros. O dinheiro seria liberado com a intermediação de uma lobista que é íntima do casal e as empreiteiras beneficiadas se transformam em generosas doadoras das campanhas políticas de Gleisi.

Nesta quarta-feira, 27, a Folha de S. Paulo traz novas revelações. Maringá, uma das bases eleitoral dos ministros, lidera os convênios com o Dnit. A cidade é a mais beneficiada por convênios municipais com o Dnit desde 2003. Foram R$ 148,6 milhões em convênios no período.

A Folha traz novas e intrigantes revelações sobre a atuação de Teresinha Nerone, lobista amiga íntima de Gleisi e Bernardo, que parece ter o poder de liberar o dinheiro dos convênios federais com as prefeituras. Nada menos que 75% do dinheiro para a prefeitura de Maringá só foi liberado depois de contratada a consultoria de Teresinha Nerone.

A suposta atuação do casal Paulo Bernardo e Gleisi Hoffmann na liberação de recursos federais para prefeituras entrou no foco por causa do ex-diretor do Dnit, Luiz Antonio Pagot. Segundo a Folha “Pagot envolveu o casal na crise do setor ao dizer a congressistas do PR que ‘cumpria ordens do Planejamento’, chefiado por Bernardo no governo Lula, e que gleisi era quem acompanhava as obras no Paraná”.

13 Comentários

  1. Vigilante do Portão Responder

    Os dois estão DESAPARECIDOS.

    Devem estar se fazendo de mortos, assim o povo e a imprensa esquecem….

    KKKK

  2. Vao aparecer os recursos da campanha da branca de neve ao senado. Nao era possivel tantos gastos sairem de dinheiro honesto. As evidencia levam sempre ao primeiro casal, alias useiros e vezeiros do dinheiro publico.

  3. Vóz suave, rostinho de boneca, e por de trás de tudo isso, parece que envolvida até o pescoço. Será que aquela denúncia de Requião referente as ferrovias contra Paulo Bernardo não era veridica?
    Se Gleisi estiver envolvida em falcatruas enganou direitinho seus eleitores.

  4. Do jeito que a coisa vai, até o fim do ano o ministério todo vai ser trocado. A herança maldita herdada pela camarada do companheiro está mesmo pesada demais.
    Tony

  5. Nada como um dia após o outro. Só assim conseguimos conscientizar a sociedade que ninguém etá acima de tudo, de todos e principalmente, acima da verdade. Infelizmente somente conhecemos as pessoas depois que damos o poder à elas. KKKKK. Carinha santa, hein …….ahã!!!!! tá bom.

  6. CASAL 20 % da política não chega até dezembro de 2011 no exercício da arrogãncia !

Comente