Uncategorized

Leprevost propõe ampliação do Mãe Curitibana

O deputado Ney Leprevost diz que o sucesso do programa Mãe Curitibana é prova de que o Paraná pode sim atingir uma das metas do milênio preconizadas pela ONU, que é a redução da mortalidade materno-infantil.

Em Curitiba, o programa Mãe Curitibana já atendeu mais de 200 mil nascimentos, a taxa de mortalidade materna é de 12 a cada 100 mil habitantes, mas em algumas cidades do interior o índice dispara para o alarmante nível de 35 mortes para cada 100 mil habitantes.

“Temos certeza de que o Governador Beto Richa é o primeiro a querer ver esta taxa reduzida e um programa idêntico ao Mãe Curitibana implantado em todo o Paraná, mas não podemos deixar de propor e apoiar esta iniciativa para reduzir a desigualdade entre o atendimento pré-natal na capital e no interior”, afirma o parlamentar, que enviou correspondência oficial ao governador com a proposição em tela.

Os objetivos do milênio foram definidos pela ONU em conjunto com 191 países – incluindo o Brasil – e contemplam metas em 11 diferentes áreas, tais como igualdade entre os gêneros, redução da fome e da pobreza, universalização da educação, acesso ao saneamento básico, proteção do meio ambiente e saúde. No tocante à redução em ¾ da mortalidade materna, apesar de na média o Paraná estar adiantado no cumprimento das metas, a desigualdade entre os municípios ainda existe.

“Temos certeza de que o Governador Beto Richa é o primeiro a querer ver esta taxa reduzida e um programa idêntico ao Mãe Curitibana implantado em todo o Paraná, mas não podemos deixar de propor e apoiar esta iniciativa para reduzir a desigualdade entre o atendimento pré-natal na capital e no interior”, afirma o parlamentar, que enviou correspondência oficial ao governador com a proposição em tela.

3 Comentários

Comente