Uncategorized

Bolsonaro negocia campanha publicitária com marca de lingerie

Da Folha Online

O deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) está negociando participação em uma campanha publicitária da marca de lingerie Duloren. A proposta teria sido inspirada na polêmica que polarizou Bolsonaro e congressistas pelos direitos de homossexuais, em especial a divulgação de um “kit anti-homofobia” que o Ministério da Educação pretendia distribuir em algumas escolas públicas.

A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa de Bolsonaro.

De acordo com a assessoria, uma oferta foi feita em julho. No dia 29 de junho, o Conselho de Ética rejeitou uma representação apresentada pelo PSOL contra o deputado por abusar de suas prerrogativas como parlamentar por ter feito declarações preconceituosas contra negros e homossexuais.

Bolsonaro recusou a proposta porque não quis vincular sua imagem à da transexual Ariadna, que posaria ao lado dele. “No início, as condições não eram favoráveis, queriam que ele posasse ao lado da Ariadna. Nessas condições ele não iria fazer”, afirmou um assessor.

O lema da campanha também não teria agradado o deputado, mas em menos intensidade. A ideia seria comparar o kit de lingerie da modelo e o kit de vídeos que o MEC estudava distribuir.

“O tema da campanha foi simplesmente uma questão de frase, já não era tão importante, mas a questão da modelo é fundamental”, afirmou a assessoria.

NOVA PROPOSTA

A Duloren se comprometeu a reformular a proposta e voltar a entrar em contato com Bolsonaro.

Segundo a assessoria do deputado, o novo contato se daria na terça-feira (26). Como não houve comunicação por parte da empresa, a negociação foi adiada para a semana que vem.

A reportagem entrou em contato com a Duloren, na tarde desta sexta-feira, mas ainda não recebeu um pronunciamento oficial sobre a campanha.

8 Comentários

  1. Pelo amor de Deus! Não existem mais limites em nossa sociedade?
    Tudo vira palhaçada; fama e dinheiro é a “religião” da moda…

  2. Se deus quiser ele sera nosso presidente da república,pois é um dos poucos políticos honestos e que tem coragem de falar as verdades que esse povo precisa ouvir,é contra as maracutaias e contra a pouca vergonha que querem instituir nesse país de quinto mundo.

Comente