Uncategorized

Dilma assina decreto que altera estrutura do Dnit

De Iara Lemos do G1

A presidente Dilma Rousseff assinou nesta sexta-feira (29) um decreto que altera a estrutura organizacional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Segundo nota divulgada pelo Ministério dos Transportes, a alteração permite que servidores de carreira do ministério possam assumir cargos na diretoria do Dnit de forma temporária, a fim de se evitar a paralisação dos serviços.

Desde o começo de julho, quando teve início a crise no Ministério dos Transportes, 21 servidores já foram demitidos ou afastados no ministério. O último a deixar o Dnit foi o coordenador de Operações Rodoviárias do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Marcelino Augusto Rosa. Ele pediu exoneração do cargo na noite de quinta-feira (28), segundo a assessoria do órgão. Nesta sexta-feira, o jornal “O Globo” publicou que a esposa do ex-diretor, Sonia Duarte, é representante de oito empresas que possuem contratos de sinalização rodoviária, área do ex-coordenador.

Segundo nota divulgada pelo Ministério dos Transportes , o decreto assinado pela presidente foi uma forma de evitar que os trabalhos do órgão fossem prejudicados com as exonerações. Nesta sexta, o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, afirmou, durante a divulgação do primeiro balanço do Programa de Aceleração do Crescimento, o PAC 2, que a determinação da presidente Dilma Rousseff de reavaliar todos os contratos executados pela pasta vai afetar o andamento de obras.

“ A medida se justifica tendo em vista a situação atípica da diretoria do Dnit, em função do afastamento e pedidos de demissão dos diretores, e para assegurar as condições que possam evitar a paralisação das atividades de gestão do órgão”, afirmou o ministério, por meio de nota.

Pelo decreto, o Conselho Administrativo do Dnit passará a designar, de forma “excepcional”, servidores como substitutos, “em caráter transitório”, a fim de “assegurar a continuidade da gestão”. Os servidores substitutos devem ficar nos cargos até que os novos diretores sejam indicados, sabatinados pelo Senado e, posteriormente, nomeados pela presidente Dilma.

4 Comentários

  1. Não adianta nada….se verificar outro Ministério, aparecerão os escândalos e assim será sucessivamente, enquanto o PT estiver no poder.

  2. Companheira diz ai.

    Esta roubalheira teve início este ano ou vem do tempo do chefe da Gangue o malaco Lula da Silva?
    Você não era Ministra do mentiroso lula?

    Estão querendo blindar a quadrilheira.

Comente