Uncategorized

Seminário sobre o futuro dos museus no MON

A Secretaria do Estado da Cultura do Paraná (Seec) realiza na próxima terça-feira, dia 02 de agosto, a segunda edição do seminário “Museus de Arte no Paraná: a Construção do Futuro”, dessa vez com o tema “Museus e Curadoria”. O evento, que terá mediação do crítico de arte Paulo Herkenhoff, será realizado no Auditório Poty Lazzarotto, no Museu Oscar Niemeyer (MON), das 9h às 12h, e das 14h às 17h. A entrada é franca.

O encontro objetiva reunir informações, sugestões e dados para a elaboração da política estadual de museus. Na primeira etapa do seminário, realizada no dia 14 de junho no MON, o secretário de Estado da Cultura, Paulino Viapiana, afirmou que esses encontros também têm a finalidade de reestruturar a rede estadual de museus – há 329 espaços museológicos no Estado.


Especialistas em museologia, professores universitários, artistas e responsáveis por órgãos do Estado, além do público, participaram ativamente do primeiro encontro, por meio de sugestões a respeito de formação de acervo, documentação e memória, arte e educação e a interlocução do artista com o espaço expositivo – o que deve se repetir no próximo dia 2 de agosto.

Diálogos – “O passado, que é a memória, só existe no presente. Portanto, o passado precisa de interpretação, e cabe aos museus realizar essa interpretação”, disse a professora universitária especializada em artes visuais Maria José Justino, durante a primeira etapa do seminário.

A aproximação dos artistas com os museus foi outro assunto que envolveu os convidados durante a primeira etapa do seminário. O diálogo entre artista e espaço museológico foi exemplificado a partir da experiência do artista cearense Yuri Firmeza, que ganhou uma bolsa para realizar uma obra dentro do Museu de Arte da Pampulha, em Belo Horizonte, há alguns anos, ocasião na qual a instituição era dirigida por Priscila Freira. Priscila e Yuri estavam no seminário e puderam relatar, com detalhes, como é possível e enriquecedora essa via de mão dupla que aproxima instituição e artista.

Guilherme Vergara, do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro e professor da Universidade Federal Fluminense, salientou a necessidade dos museus estarem em sintonia com as novas visões e percepções de mundo, para que as entidades entrem, de vez, no século 21.

Serviço:

Seminário “Museus de Arte no Paraná: a Construção do Futuro”.

Tema: Museus e curadoria.

Dia 02 de agosto de 2011, das 9h às 12h e das 14h às 17h.

Local: Museu Oscar Niemeyer (Auditório Poty Lazzarotto. Rua Marechal Hermes, 999).

Entrada gratuita.

Comente