Uncategorized

Ministério Público pede afastamento do prefeito de Apucarana

A Promotoria de Justiça de Proteção e Patrimônio Público de Apucarana entrou com uma ação civil pública por improbidade administrativa. O atual prefeito, João Carlos de Oliveira; o ex-prefeito Valter Aparecido Pegorer; A gestora do Fundo Municipal de Assistência Popular, Regina Amélia Carvalho Rodrigues são acusados por contratações diretas indevidas sem licitação para a aquisição de pães.

Segundo o promotor Eduardo Augusto Cabrini, que cuida do caso, em 10 anos, o instituto teria embolsado R$ 5 milhões pelo fornecimento dos pães.

5 Comentários

  1. Isso fora a distribuiçao descarada de sextas basicas durante as eleições municipais …. que coisa ele ganhou do se u concorrente no tapetão comprando votos …. quando vai acabar no Paraná este tipo de eleição.

  2. Eu não entendo por que quando vcs falam desses bandidos, não citam o respectivo partido. Afinal, os eleitores precisam saber quais são as maiores e as menores quadrilhas partidárias…

  3. CAÇADOR DE PETISTAS Responder

    O MP devia era pedir o afastamento de Dilma afinal, todos os corruptos afastados de seuis cargos e ministérios já faziam parte do governo anterior em que Dilma era ministra da casa civil de Lula, ou estou errado?

Comente