Uncategorized

Volume transportado pela ALL cresce 9,6% no 2º trimestre

Transporte de grãos cresceu 13% com ganho de participação de mercado, já que as exportações brasileiras de soja, milho e açúcar permaneceram estáveis

A ALL – América Latina Logística, maior operadora logística com base ferroviária da América Latina, anunciou que o volume transportado no 2º trimestre deste ano aumentou 8,9% em relação a 2010, atingindo 11 bilhões de TKUs. No Brasil, principal mercado da empresa, o crescimento foi de 9,6%, sendo 13% em commodities agrícolas e 1,4% em produtos industrializados.

O crescimento no transporte de commodities agrícolas foi resultado do ganho na participação de mercado, especialmente milho, soja e açúcar, já que as
exportações brasileiras desses produtos ficaram estáveis quando comparadas ao mesmo período de 2010. Adicionalmente, ganhos de produtividade no
material rodante da Companhia resultaram em uma maior capacidade de volume transportado.

Nos produtos industrializados, o segmento intermodal cresceu 9,2%, com destaque para os seguimentos de papel, madeira e celulose e no siderúrgico.
Já nos fluxos de transporte ferroviário puro, houve redução no volume transportado de 3,9%, em função da desaceleração do mercado de cimento e
construção.

A Geração de Caixa Operacional consolidada da empresa no segundo trimestre cresceu 12,2% em relação a 2010, chegando a R$489 milhões. No mesmo período, o lucro líquido da empresa cresceu 20%, para R$ 185,6 milhões.

Já no consolidado do primeiro semestre, o crescimento da Geração de Caixa Operacional consolidada foi de 7,9%, principalmente em decorrência do
aumento do volume de 6,7% para 21,3 bilhões de TKUs. O lucro líquido do semestre foi de R$ 186,1 milhões, uma redução de 2% sobre 2010.

A partir do segundo trimestre deste ano, a ALL passou a reportar de forma separada os resultados da Brado Logística, empresa criada para atender o
segmento contêineres utilizando a intermodalidade da ferrovia.

“A Brado irá prestar o nível de serviço necessário para atender o mercado de contêiner, que é pulverizado e de varejo, e atuará como uma consolidadora de cargas para a ferrovia. A participação do mercado de contêiner na ferrovia hoje é de apenas 2%, de um mercado de mais de 2,6
milhões de contêineres na área de atuação da ALL”, afirma Paulo Basílio, Diretor Presidente da ALL.

No segundo trimestre, a Geração de Caixa Operacional da Brado aumentou 42,4%, atingindo R$ 8,4 milhões. Além disso, a empresa já encomendou 145
novos vagões e 2 locomotivas, que devem ser entregues no final de 2011 e inicio de 2012.

3 Comentários

  1. Puxa vida. Finalmente uma locomotiva nova providenciada pela privatização…. Só o modelito que é retrô anos 60?

  2. -Imagina se houvesse uma plano estratégico para transporte ferroviário….
    -E pensar que a ALL apenas usa a malha ferroviária da antiga RFFSA, até não investiu nada em novos ramais….

  3. A ALL mandou lavar a locomotiva pra tirar a foto? Se voces virem todos os trens da all nunca vão ver uma locomotiv tão limpinha,
    Talvez seja efeito do fotoshop, né?
    KKKKKKKKKKKKKKKKKK

Comente