Uncategorized

Revisão de contratos da AL projeta economia de R$ 3,2 mi

Uma das metas é reduzir os gastos da Assembleia, garante Plauto Miró
foto: Nani Gois

Média de redução dos valores com as licitações é de 25%. Foram 38 pregões eletrônicos

Após o anúncio da devolução de mais R$ 10 milhões ao Governo do Estado nos próximos dias, resultado das medidas moralizadoras e de contenção de despesas, a Assembleia Legislativa faz um balanço da redução de custos e das economias dos últimos meses. Segundo levantamento da Diretoria de Apoio Técnico (DAT), a revisão dos contratos garantiu impacto positivo nos cofres da Casa. A economia, desde a posse da Mesa Executiva, já chegou a R$ 1,3 milhão, equivalente a uma redução de 23,28% em relação aos custos mensais desde renegociação dos contratos.

A projeção de economia ao final deste ano é de R$ 3,2 milhões. O resultado é reflexo da política de reformulação e resgate da credibilidade do Legislativo. Vários contratos vencidos e que não foram renovados permitiram que a Casa deixasse de gastar pelo menos R$ 1,2 milhão, anualmente, em outros serviços, compras e materiais.

“Uma das nossas metas é reduzir os gastos da Assembleia. Adotamos medidas de contenção de despesas, renegociamos contratos, e demos impulso para as licitações, que têm nos garantido economias em todos os serviços e compras”, garante o 1º secretário da Casa, deputado Plauto Miró (DEM).

2 Comentários

  1. Ora,Vivas!…É atitudes como essas que o povo quer e precisa.
    Já imaginaram a AL nas mãos de petistas o tamanho do desvio ?

Comente