Uncategorized

Richa lança programa Paraná Seguro

Na foto, a secretária da Família Fernanda Richa, o governador Beto Richa, o presidente da Assembleia Legislativa Valdir Rossoni, o prefeito Luciano Ducci e o presidente do Tribunal de Contas do Paraná Fernando Guimarães no lançamento do programa Paraná Seguro, que pretende reestruturar o sistema de segurança pública no Paraná. Durante o lançamento, foi anunciado o acréscimo ao orçamento da segurança de R$ 500 milhões.

O projeto prevê, entre outras ações, a contratação de mais policiais, compra de viaturas, armas, munição e equipamentos, construção e revitalização de batalhões, delegacias e sedes do IML, capacitação profissional, fortalecimento das corregedorias, criação da ouvidoria da polícia e a criação do novo Fundo de Segurança Pública.

15 Comentários

  1. Falam tanto em segurança, promessas e tal, porém o reajuste que os policiais e seus familiares esperam até agora nada! Desde abril a Emenda 29 está valendo e somos feitos de palhaços novamente pelo governo. Lamentável. De nada vai adiantar estes investimentos se o policial não tiver incentivo para trabalhar…

  2. Aumentar o orçamento só surtirá efeito se o dinheiro for bem aplicado. Não entendo, por exemplo, qual a vantagem da compra do veículo denominado gladiador? Numa região tão extensa como nossa fronteira não seria melhor investir o recurso na compra de lanchas e viaturas?

  3. Adriana Rocha Ferreira Responder

    Equipamentos a PM já possui oque falta é efetivo mas de que adianta todo este carnaval se o importante que os policiais esperavam não deu nem noticia! Sálario minha gente, pois sem ele o trabalho não vai andar!!!!!! Pec aprovada e este homem alega falta de verba para pagar mas para comprar blindado inutil aparece!!!!

  4. Policial do Interior Responder

    Viaturas tem sobrando nos quartéis do interior, efetivo é muito em vindo, mas onde fica a valorização do profissional de segurança, Policiais Civis, Militares e Bombeiros não aguentam mais tanto desrespeito e promessas de campanha não cumpridas. Nós queremos a implantação da emenda 29 (PEC 64), ou pelo menos um anuncio de reajuste salarial, mesmo que parcelado.

  5. Parreiras Rodrigues Responder

    Calma, tropa. Impossível consertar um estrago feito durante mais de uma década.

    Hoje foi apenas o anúncio dum programa que estava sendo esquadrinhado.

    Garanto que com os outros não foram tão exigentes e afoitos assim…

  6. Até que enfim algo será feito na segurança pública do estado…como mostram todas as pesquisas, é o tema mais “espinhoso” do momento. É claro , evidente, indiscutível que precisamos mais policiais na rua..sim porque policial em quartel tem pouca utilidade….a policia precisa estar melhor aparelhada, com mais inteligência, com um rumo a seguir….. estou muito contente com o rumo do estado. Sementes para uma melhora na situação financeira do estado foram jogadas, vão germinar e dar frutos..o tema segurança está sendo tratado….voltamos a pulsar no estado…e agora vejam quanto perdemos com 8 anos do Rei/Pessuti e o rambo como secretário da segurança…

  7. QUEM VAI CARREGAR TODO ESTE PIANO É OS PRAÇAS E A PEC 64 NADA , CAROS NOVOS MAS OPERAÇÃO TARTARUGA,

  8. E a imprensa toda reunida e nada de pec 64, e o beto richa disse que irá cobrar meta a ser atingidas de quem ele vai cobrar, do comandante mais esse não vai pra rua, pegar bandido,confrontar bandido, ele não fala com praças então, de que ser’a que ele vai cobra? a EC 29 nada e agora quer parana seguro fala sério, primeiro tem de impplantar a ec 29, respeitar os praças, pagando um salario digno, um plano de saúde que preste, não esta porcaria do sas, dai sim o povo e voces da imrensa verão um paraná seguro do contrário, é só olharem os policiais estão desmotivados, mas a imprensa não ve pois só entreista especialista e oficiais.

  9. Dá pra entender que as compras de carros e as obras serão com recursos do salário constitucional não pago. Uma opção fácil.

  10. Anúncio de dinheiro a ser gasto em obras, compras… Nos dá receio, haja vista como é tratado o dinheiro público nessas circunstâncias. A melhor forma de melhorar é investindo em pessoal, esses mesmos se fiscalizarão se houver motivação para tanto. Vejam o exemplo da PF, só melhorou com investimento no trabalhador, este com a auto-estima elevada não admite trabalhar sem os meios, logo, a estrutura é consequência de um profissional prestigiado.

Comente