Uncategorized

Governador visita países europeus em busca de parcerias comerciais

Da Aen

O governador Beto Richa inicia na próxima segunda-feira (22/08) um roteiro de visitas a países europeus em companhia de empresários, secretários de Estado e parlamentares paranaenses. A viagem à Europa é a primeira missão internacional de Richa desde que assumiu o governo e tem como propósito estreitar relações comerciais e fomentar a troca de tecnologia com a Ucrânia, Polônia, Alemanha, França e Itália.

A agenda do governador começa por Berlim, onde vai conhecer o sistema local de transporte urbano e tem um encontro na Câmara de Comércio da cidade. Na terça-feira, a comitiva paranaense será recebida pelo primeiro-ministro da Ucrânia, Mykola Azárov, em Kiev. No mesmo dia o governador e os integrantes da missão do Paraná participam das comemorações pelos 20 anos da independência do País. Richa encerra as atividades do dia em um jantar comemorativo aos 120 anos da imigração ucraniana.

Na quarta-feira, ainda em Kiev, o governador Beto Richa visita a Indar, uma empresa de economia mista que produz insulina e já manifestou interesse em formalizar uma parceria com o governo paranaense, por meio do Tecpar, para a produção de medicamentos no Brasil. As negociações começaram em maio durante a visita do embaixador da Ucrânia no Brasil, Ihor Hrushko, ao Paraná. Outro compromisso de Richa na cidade é um encontro com o embaixador brasileiro Antonio Cruz de Mello.

Na quinta-feira a missão segue para a Polônia. Em Polznan, Richa retribui visita do governador de Wielkopolska, Marek Wosniak, que esteve no Paraná em abril para obter informações sobre o esquema de segurança para os jogos da Copa do Mundo. A cidade, que fica na parte oeste do País, é uma das sedes das EuroCopa 2012. O grupo do Paraná também faz uma visita ao parque tecnológico e ao estádio local, na sexta-feira.

No mesmo dia haverá um encontro com representantes do Museu de Agricultura de Szreniawa. Na pauta, a possibilidade de organizar uma exposição da agricultura paranaense no espaço. À noite, Richa participa de um jantar com o embaixador brasileiro na República Tcheca, George Prata, na sede da embaixada, em Praga.

APRESENTAÇÕES – O compromisso seguinte da missão paranaense é na França, onde faz uma visita à província de Clermont-Ferrand, que fica na região central do País, durante a segunda-feira. No dia seguinte, a comitiva tem um encontro empresarial na embaixada do Brasil em Paris.

A programação inclui uma palestra do governador Beto Richa sobre as potencialidades do Paraná, além de apresentação do secretário de Relações Internacionais de Curitiba, Eduardo Guimarães, sobre o projeto do Tecnoparque, e palestras do presidente da Associação Comercial do Paraná, Edson Ramon, e do secretário estadual da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara.

O grupo também se reúne com o vice-presidente da Região Rhône-Alpes, Bernard Soulage, que esteve em Curitiba em julho para convidar o governador a visitar a província. Na quarta-feira, Richa tem agenda na sede da Renault na capital francesa. Ele encerra a missão em Milão, onde o embaixador brasileiro Luiz Henrique Pereira da Fonseca prepara uma agenda na quinta e na sexta-feira.

COMITIVA – A comitiva paranaense é formado pelo governador Beto Richa, pelos deputados estaduais Valdir Rossoni, presidente da Assembleia Legislativa, e Ademar Traiano, líder do governo no legislativo, pelo secretários Norberto Ortigara, da Agricultura e Abastecimento, e Eduardo Guimarães, da secretaria de Relações Institucionais de Curitiba.

O grupo empresarial é formada por Edson Ramon, presidente da Associação Comercial do Paraná (ACP), Odone Fortes Martins, vice-presidente da Associação Comercial do Paraná e Coordenador do Conselho de Comércio Exterior da entidade, Hélio Bampi, vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Celso Gusso e Luiz Scarpin.

4 Comentários

  1. VISÃO DA ÁGUIA Responder

    Ter uma visão estratégica – de longo alcance e de longo prazo e incrementar ações para o bem estar futuro do povo. Coisa que não se via no Paraná, onde o visionário teórico dominou por anos seguidos. Na última década, pelo menos, a perspectiva não passou de um quadro de estagnação onde até os deveres fundamentais do Estado deixaram de sequer merecer uma manutenção mínima, como o caso da segurança pública.
    Se não cabe ao governo gerenciar negócios da iniciativa privada é importante, por outro lado, a facilitação e o apoio politico para o melhor aproveitamento dos nossos potenciais.
    Estamos saindo de mandos com visão de sapo, para outro com a amplitude da visão da águia.
    É o novo tempo. Boa sorte ao governador.

    Clovis Pena

  2. Nem para inovar em visitas a outros países: estes locais já tiveram a visita de governos anteriores que estabeleceram ótimas parcerias com estes países…este é o governo que sobrevive da herança de governos anteriores….faltou criatividade de novo!

  3. Sucesso na viagem Beto, mas por quê se arriscar assim, levando estas duas cavalgaduras junto com você? Tony

  4. É ESSA A DIFERENÇA ENTRE REQUIÃO E BETO,UM É ULTRAPASSADO,O OUTRO DE OLHO NO FUTURO E NO BEM ESTAR DOS PARANAENSES.DEMONSTRA O SEU AMOR PELO ESTADO.BOA SORTE AO GOVERNADOR E SUA COMITIVA.

Comente